conecte-se conosco


ESPORTES

Nos pênaltis, Corinthians elimina o Boca e avança na CONMEBOL Libertadores

Publicado

O Corinthians foi a Buenos Aires, nesta terça-feira (5), para enfrentar o Boca Juniors no Estádio La Bombonera pela partida decisiva das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores.
Após o empate em 0 a 0 no tempo normal, a partida foi decidida nos pênaltis. E brilhou a estrela do GIGANTE Cássio: o goleiro do Timão pegou dois pênaltis e o Alvinegro avançou para as quartas de final da competição.
Os gols do Corinthians nos pênaltis foram convertidos por: Fábio Santos, Cantillo, Róger Guedes, Roni, Lucas Piton e Gil, finalizando a série com um placar de 6 a 5.
O Timão agora espera o próximo adversário da CONMEBOL Libertadores, que sairá do confronto entre Flamengo e Tolima. A partida ocorre nesta quarta-feira (7).
Escalação
O técnico Vítor Pereira escalou o Corinthians com a seguinte formação: Cássio; Rafael Ramos, João Victor, Raul e Fábio Santos; Du Queiroz, Cantillo e Giuliano; Gustavo Mantuan, Lucas Piton e Róger Guedes. Entraram no decorrer da partida: Gil, Giovane, Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo. Ainda ficaram à disposição no banco de reservas: Matheus Donelli, Robson, Willian, Biro, Robert, Xavier, Felipe.
Primeiro tempo
Logo aos três minutos de partida, o Boca Juniors foi ao ataque. O atacante argentino fez o drible em João Victor e avançou para a área, mas Cássio estava atento e fez a defesa. A bola escapou do camisa 12 e bateu no argentino, dando tiro de meta para o Timão. Aos seis, mais uma vez a equipe argentina chegou com perigo. Em um chute pela esquerda, Cássio mais uma vez fez uma excelente defesa.
Em um contra-ataque muito rápido do adversário, aos 18 minutos, a bola sobrou sozinha para o atacante argentino, que na cara do gol furou e mandou pra fora. Aos 26 minutos, Raul Gustavo foi afastar a bola e acertou com o cotovelo o jogador argentino. Após a checagem do VAR, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante adversário chutou na trave! O placar seguiu zerado em Buenos Aires.
O restante do primeiro tempo foi de pressão do Boca sobre o Timão. Ao final dos 45, o árbitro deu quatro minutos de acréscimo.
Neste período, o zagueiro João Victor se machucou e teve de ser substituído. No lugar dele entrou Gil. Com a parada para o atendimento, o árbitro acrescentou mais dois minutos antes de encerrar o primeiro tempo.
Segundo tempo
A segunda etapa iniciou sem mais alterações no Alvinegro.
Logo no primeiro minuto de jogo, Mantuan tentou ligar o contra-ataque, foi derrubado e o adversário tomou cartão amarelo. O camisa 31 acabou se contundindo e foi substituído por Giovane. Aos 13 minutos, o Boca chegou mais uma vez: o camisa 9 do time argentino tentou cavar por cima de Cássio, mas a bola foi por cima do gol.
O técnico Vítor Pereira fez mudança tripla no Timão aos 22 minutos: saíram Du Queiroz, Giuliano e Rafael Ramos e entraram Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo.
O Corinthians tentou buscar espaços, mas o Boca Juniors estava bem postado defensivamente e não deixou o Timão avançar. Nas chegadas da equipe argentina, a zaga alvinegra afastou o perigo da área.
Ao final no tempo regulamentar, o árbitro deu cinco minutos de acréscimo. No último minuto de jogo, o Boca arriscou de fora da área e a bola foi para fora. O árbitro finalizou e a partida foi para as cobranças de penalidades máximas.
Decisão nos pênaltis
A série foi iniciada com o Boca cobrando. Rojo foi pra bola e converteu, 1 a 0. Fábio Santos abriu a série pelo Timão: o camisa 26 foi para a bola e também converteu, 1 a 1.
A segunda cobrança da equipe argentina foi feita por Isquerdoz, que colocou o time novamente em vantagem, 2 a 1. Cantillo então bateu o pênalti pelo Timão e empatou a série, 2 a 2.
Na terceira rodada de cobrança, Villa foi para a bola pelo Boca e CÁSSIO FEZ A DEFESA!! Foi a fez de Raul cobrar para o Timão. O zagueiro foi para a bola e o goleiro argentino também fez a defesa, seguiu 2 a 2.
A quarta cobrança do Boca foi de Fernandez. O jogador colocou o adversário em vantagem novamente, 3 a 2. Bruno Melo foi para a bola pelo Timão e errou a cobrança.
Benedetto cobrou o pênalti pelo Boca e também errou!!! A última cobrança da série normal foi feita por Róger Guedes. O camisa 9 empatou a série, 3 a 3.
A decisão foi para as alternadas. O primeiro a cobrar foi Romero, que converteu, 4 a 3. Roni foi para a cobrança pelo Timão e fez o gol! 4 a 4.
Varella foi o próximo a bater pelos argentinos e converteu, 5 a 4. Lucas Piton foi para a bola pelo Timão e empatou, 5 a 5.

Defesa de Cássio. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
A terceira cobrança das alternadas foi iniciada por Ramirez. O camisa 20 do Boca cobrou e CÁSSIO DEFENDEU! A cobrança do Timão foi feita por Gil. O camisa 4 cobrou a classificação do Timão foi garantida.
Placar final: 6 a 5 para o Corinthians.

Cobrança de Gil que garantiu a classificação alvinegra. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Próximo jogo
O próximo jogo do Corinthians ocorre no próximo domingo (10), às 16h, na Neo Química Arena, contra a equipe do Flamengo, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Leia mais:  Ponte Preta vence o Vasco pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Categoria(s): Futebol

fonte: https://www.corinthians.com.br/noticias/nos-penaltis-corinthians-elimina-o-boca-e-avanca-na-conmebol-libertadores

COMENTE ABAIXO:

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Flamengo despacha o Corinthians e está nas semifinais da Libertadores

Publicado

O Flamengo voltou a vencer o Corinthians na noite desta terça-feira (09.08), desta vez por 1 a 0 no Maracanã, e assim garantiu sua classificação às semifinais da Libertadores. 

O jogo no Maracanã foi mais equilibrado do que a ida, mas o Rubro-negro controlou a partir do gol de Pedro e avançou sem muitos sustos. Somada aos 2 a 0 da ida, a vitória fechou o confronto com 3 a 0 no placar agregado. 

Classificado, o Flamengo segue vivo em três frentes e aguarda o confronto argentino entre Talleres e Vélez Sarsfield, amanhã (10), para conhecer o próximo adversário na Libertadores. Já o Corinthians está forçado a reagir rápido para que a eliminação não tenha impacto também no Brasileirão e na Copa do Brasil.

Os times voltam a campo no final de semana. No sábado (13), o Corinthians recebe o Palmeiras em duelo de líder e vice-líder do Brasileirão, e no dia seguinte o Flamengo tem jogo direto contra o Athletico, o primeiro de dois seguidos.

Ficha Técnica FLAMENGO 1 x 0 CORINTHIANS 

Competição: Copa Libertadores, jogo de volta das quartas de final 

Data e horário: 9 de agosto de 2022 (terça-feira), às 21h30 (de Brasília) 

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ 

Árbitro: Esteban Ostojich (URU) 

Auxiliares: Richard Trinidade (URU) e Carlos Barreiro (URU) 

VAR: Leodan Gonzalez (URU) 

Cartões Amarelos: Léo Pereira (Flamengo); Raul Gustavo (Corinthians) 

Cartão Vermelho: Bruno Méndez (Corinthians) 

Público: 68.418 presentes (62.082 pagantes) 

Renda: R$ 5.387.254,50 

Gol: Pedro, aos sete minutos do segundo tempo 

FLAMENGO: Santos; Rodinei (Matheuzinho), David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; João Gomes (Diego), Thiago Maia (Vidal), Éverton Ribeiro (Victor Hugo) e Arrascaeta; Gabi e Pedro (Everton Cebolinha). 

Técnico: Dorival Jr. 

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Roni (Giuliano) e Fausto Vera (Renato Augusto); Adson (Balbuena), Willian (Gustavo Mosquito) e Yuri Alberto (Róger Guedes). 

Leia mais:  Saf no Vasco e aprovado pelo sócios em Assembleia Geral

Técnico: Vítor Pereira.

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Cruzeiro ganha do Londrina de virada e dispara na liderança da Série B do Brasileiro

Publicado

O Cruzeiro está cada vez mais próximo de confirmar o retorno à elite nacional. Nesta terça-feira (09.08), a Raposa venceu o Londrina por 2 a 1, de virada, no Estádio do Café, em Londrina, no Paraná, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, se distanciou ainda mais na liderança, está com 52 pontos, 9 a mais que o segundo colocado Grêmio de Porto Alegre.

 Pela primeira vez na competição nacional, o técnico Paulo Pezzolano pôde repetir a escalação cruzeirense. O treinador escalou os mesmos jogadores titulares que foram a campo na vitória por 2 a 0 sobre o Tombense, no Mineirão, no último sábado (06.08), pela 22ª rodada. E a estratégia deu certo. 

A Raposa saiu atrás no placar, mas não se abateu e buscou a vitória a todo instante. Com boa participação do trio Luvannor, Bruno Rodrigues e Rodolfo, a Raposa conseguiu virar a partida no último minuto. 

Com o resultado, o clube celeste segue disparado na liderança da Série B, agora com 52 pontos – nove a mais que o vice-líder Grêmio e 19 à frente do próprio Londrina, atual quinto colocado. 

O Cruzeiro voltará a campo no próximo sábado (13.08), às 16h30. A equipe mineira recebe a Chapecoense no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 24ª rodada. Um dia antes, o Londrina visita o Vila Nova no Serra Dourada, em Goiânia, às 19h. 

Primeiro tempo

A equipe comandada pelo técnico Paulo Pezzolano começou o jogo com muita intensidade, mas caiu de rendimento na reta final do primeiro tempo. Apesar da falta de pontaria, o time celeste finalizou mais vezes ao gol adversário (seis contra três) e ditou o ritmo da partida: 73% de posse de bola. 

Leia mais:  Flamengo bate o São Paulo por 2 a 0 e vence a quinta seguida no Brasileirão

A primeira boa chance mineira foi logo aos 4 minutos, com Matheus Bidu. Após lançamento longo na área, o lateral-esquerdo se movimentou nas costas do zagueiro do Londrina e bateu de primeira, com liberdade, mas isolou. 

O Cruzeiro continuou pressionando e quase abriu o placar com Daniel Júnior, aos 14′. Bruno Rodrigues ajeitou de cabeça para o meia-atacante, que fintou o zagueiro adversário com o corpo e bateu firme de canhota, para excelente defesa do goleiro Matheus Nogueira. 

A resposta do Tubarão veio aos 24′. Depois de transição rápida do Londrina, Caprini dividiu com Bidu na entrada da área e caiu no chão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti, mas o VAR corrigiu a decisão e informou que o lance foi fora da área. Na cobrança da falta, o atacante acertou o travessão. 

Segundo tempo

Os dois times voltaram para a segunda etapa com as mesmas estratégias. O Londrina se fechou no começo, ficando com dez jogadores atrás da linha da bola, apostando nos contra-ataques. O Cruzeiro, por sua vez, tinha mais a bola e tentava chegar com lançamentos longos e jogadas pelas laterais.

E foi o Tubarão quem abriu o marcador no Estádio do Café. Aos 22′, Rafael Cabral falhou ao sair de soco em uma bola dentro da área, Gegê rolou para Mandaca, que finalizou para o fundo das redes: 1 a 0. 

Depois do gol do Londrina, Pezzolano lançou o Cruzeiro ainda mais ao ataque. O treinador tirou o volante Neto Moura e promoveu a entrada de Rodolfo. E a pressão celeste logo fez efeito. 

Aos 39′, Bruno Rodrigues cobrou escanteio fechado, Rodolfo desvia e encontrou Luvannor livre na segunda trave. O atacante errou a finalização sem goleiro, mas Saimon tentou afastar e mandou a bola contra as próprias redes: 1 a 1.

Leia mais:  Grêmio vence o Guarani, soma mais 3 pontos e sobe na tabela

Depois do gol de empate, o Cruzeiro continuou pressionando e, no último minuto, conseguiu a virada. Bruno Rodrigues recebeu na esquerda, partiu para cima da marcação e cruzou na primeira trave. Luvannor escorou, e Rodolfo marcou: 2 a 1.

Londrina

Matheus Nogueira; Jeferson (Luan), Vilar, Saimon e Alan Ruschel; João Paulo, Mandaca (Marcinho) e Gegê; Felipe Vieira (Gustavo), Caprini (Gabriel) e Douglas Coutinho (Denilson). 

Técnico: Adilson Batista. 

Cruzeiro

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Filipe Machado, Neto Moura (Rodolfo), Chay (Edu) e Matheus Bidu; Daniel Júnior (Pablo Siles), Bruno Rodrigues e Luvannor. 

Técnico: Paulo Pezzolano. 

Gols: Mandaca, aos 22′ do 2ºT (Londrina); Saimon (GC), aos 40′ do 2ºT, e Rodolfo, aos 50′ do 2ºT (Cruzeiro)

Cartões amarelos: João Paulo (Londrina); Matheus Bidu e Chay (Cruzeiro)

Local: Estádio do Café, em Londrina, no Paraná

Data e horário: Terça-feira, 9 de agosto de 2022, às 21h

Motivo: 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)

Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)

VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana