conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Moro oficializa pré-candidatura ao Senado Federal pelo Paraná

Publicado

Ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Sergio Moro
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Sergio Moro

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) anunciou nesta terça-feira, em entrevista coletiva, que irá concorrer ao Senado Federal pelo Paraná. A decisão vem à tona pouco mais de um mês após o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitar a transferência do domicílio eleitoral de Moro para São Paulo, impossibilitando sua candidatura pelo estado paulista.

“Como nos tempos de juiz, escutei muito e tomei minha decisão: sou pré-candidato ao Senado pelo Paraná, a minha terra. Precisamos de renovação e mudança. Eu acredito que, a partir do Paraná, podemos criar novas leis, fazer cumprir aquilo que é justo na legislação atual e fiscalizar o executivo com rigor”, afirmou Moro, em vídeo exibido na coletiva de imprensa, em Curitiba.

Em discurso, o ex-ministro ainda disse que o país pode ter “anos difíceis” pela frente e que será preciso “lideranças que não se omitam e não sumam no cenário político”.

Ainda falta definir em qual chapa o ex-ministro irá concorrer. Inicialmente, havia uma expectativa de Moro ser candidato pela chapa do governador Ratinho Júnior (PSD), favorito nas pesquisas de intenção de voto. Mas a vaga também é cobiçada pelo senador Alvaro Dias (Podemos), antigo aliado do ex-juiz da Lava-Jato, e pelo PL do presidente Jair Bolsonaro.

Recentemente, Moro abriu diálogo com o PSDB do Paraná, que tem como pré-candidato Cesar Silvestri Filho. Ex-prefeito de Guarapuava (PR), Silvestri Filho foi presidente estadual do Podemos e deixou o partido no início do ano após não conseguir apoio de seus correligionários para disputar o Palácio Iguaçu. Ele discordava da estratégia de não lançar um nome próprio no estado em troca do apoio de Ratinho Júnior a Alvaro Dias.

Leia mais:  Primeira-dama esquece Carlos Bolsonaro em foto dos Dia dos Pais

O tucano e Moro, que mantinham boas relações desde o Podemos, estiveram reunidos na última segunda-feira para discutir a aliança entre os dois partidos.

O assunto ainda será debatido entre os quadros regionais das legendas dos pré-candidatos, mas o principal obstáculo está no PSDB, em que o presidente estadual é o ex-governador Beto Richa, réu na Operação Lava-Jato e desafeto de Moro. Os tucanos ainda pensam em lançar outros nomes para a vaga do Senado, como o do deputado federal Rossoni.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Aprovação do governo é maior entre quem recebe auxílio, diz PoderData

Publicado

Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR – 07.06.2022

Jair Bolsonaro

A primeira rodada da pesquisa PoderData, após início do pagamento do Auxílio Brasil com reajuste para R$ 600, mostra que o governo de Jair Bolsonaro (PL) está mais bem avaliado entre quem recebe o benefício do que entre a população em geral. Segundo o levantamento, que foi realizado entre 14 e 16 de agosto de 2022, a taxa de aprovação da atual gestão atual é de 45% entre as pessoas que receberam algum pagamento do programa substituto do Bolsa Família no último mês.

Já a taxa de desaprovação do governo nesse grupo é de 51%. No entanto, a pesquisa aponta um movimento favorável à administração Bolsonaro nos últimos 15 dias.

O levantamento aponta, ainda, um crescimento de Bolsonaro entre os beneficiários em termos de intenção de voto. Há duas semanas, o mandatário tinha 25% nesse grupo. Agora, são 39%.

Os dados da pesquisa foram coletados através de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 331 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais parta mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-02548/2022

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Leia mais:  Primeira-dama esquece Carlos Bolsonaro em foto dos Dia dos Pais
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro

Publicado

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro

O governo de  Jair Bolsonaro (PL) é desaprovado por 56% do eleitorado brasileiro, de acordo pesquisa PoderData realizada de 14 a 16 de agosto. Além disso, 40% aprovam a gestão do atual presidente.

De acordo com a pesquisa, a aprovação do governo é ligeiramente mais favorável entre os beneficiários do Auxílio Brasil: 45% aprovam e 51% desaprovam.

Veja em quais grupos Bolsonaro tem mais dificuldade:

  • sexo – só 34% das mulheres aprovam o governo; entre homens, a taxa sobe para 46%
  • idade – aprovação é mais alta entre os adultos de 25 a 44 anos (47%)
  • região – moradores do Nordeste (61%) são os que mais desaprovam a gestão Bolsonaro
  • renda – desaprovação é de 61% entre os que têm renda familiar de até 2 salários mínimos

Os dados foram coletados de 14 a 16 de agosto de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3,5 mil entrevistas em 331 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no TSE é BR-02548/2022.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Leia mais:  Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis e a presença de Bolsonaro
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana