conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Carla Zambelli ofende professor e abandona podcast ao vivo

Publicado

Carla Zambelli no podcast
Reproducao: Youtube

Carla Zambelli no podcast “Flow”

A deputada Federal Carla Zambelli (PL-SP) proferiu ofensas ao professor de filosofia Paulo Cruz e abandonou uma discussão com o docente, durante a participação ao vivo no podcast “Flow”, na madrugada desta terça-feira (5).

A confusão ocorreu depois de a parlamentar ter sido questionada sobre seu voto a favor da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. Entre as medidas definidas pelo governo federal, estavam o aumento dos recursos públicos para financiamento eleitoral, o chamado Fundão, de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, e o orçamento secreto, que tornou menos transparente as emendas parlamentares.

Zambelli se irritou e deixou a mesa de debate após Paulo Cruz afirmar que ela estava “se contradizendo”.

“Eu não vou explicar de novo porque tu é muito burro, véio, p*ta que p*riu, eu não acredito nisso, eu expliquei todos os detalhe”, afirmou, antes de levantar e deixar a sala.

O assunto chegou a ficar nos trends topics do Twitter e é um dos mais comentados das redes sociais.

Em julho do ano passado, em uma sessão do Congresso Nacional, os deputados federais aprovaram o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022 com 278 votos favoráveis, 145 contrários e 1 abstenção.

Zambelli, que classificou a mudança no valor do Fundão como “inadmissível” no ano passado, no fim das contas votou “sim” para aprovar o texto. Na avaliação de Paulo Cruz, a deputada deveria ter condicionado o voto a favor da matéria à retirada do aumento do Fundão.

Leia mais:  Garcia defende seu vice Zuliani, alvo de impugnação no estado de SP

“Ela ganha R$ 30 mil por mês para votar algo que vai ferrar a vida do brasileiro, e fala que eu sou burro”, disse Cruz, momentos após a parlamentar deixar a conversa. “Ela acha que eu estou errado porque ela é bolsonarista e está ganhando dinheiro. Estou errado para alguém que está sentada em cima do dinheiro.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Aprovação do governo é maior entre quem recebe auxílio, diz PoderData

Publicado

Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR – 07.06.2022

Jair Bolsonaro

A primeira rodada da pesquisa PoderData, após início do pagamento do Auxílio Brasil com reajuste para R$ 600, mostra que o governo de Jair Bolsonaro (PL) está mais bem avaliado entre quem recebe o benefício do que entre a população em geral. Segundo o levantamento, que foi realizado entre 14 e 16 de agosto de 2022, a taxa de aprovação da atual gestão atual é de 45% entre as pessoas que receberam algum pagamento do programa substituto do Bolsa Família no último mês.

Já a taxa de desaprovação do governo nesse grupo é de 51%. No entanto, a pesquisa aponta um movimento favorável à administração Bolsonaro nos últimos 15 dias.

O levantamento aponta, ainda, um crescimento de Bolsonaro entre os beneficiários em termos de intenção de voto. Há duas semanas, o mandatário tinha 25% nesse grupo. Agora, são 39%.

Os dados da pesquisa foram coletados através de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 331 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais parta mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-02548/2022

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Leia mais:  Pacheco critica ataques entre candidatos: "Precisamos discutir ideias"
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro

Publicado

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

PoderData: 56% desaprovam governo de Jair Bolsonaro

O governo de  Jair Bolsonaro (PL) é desaprovado por 56% do eleitorado brasileiro, de acordo pesquisa PoderData realizada de 14 a 16 de agosto. Além disso, 40% aprovam a gestão do atual presidente.

De acordo com a pesquisa, a aprovação do governo é ligeiramente mais favorável entre os beneficiários do Auxílio Brasil: 45% aprovam e 51% desaprovam.

Veja em quais grupos Bolsonaro tem mais dificuldade:

  • sexo – só 34% das mulheres aprovam o governo; entre homens, a taxa sobe para 46%
  • idade – aprovação é mais alta entre os adultos de 25 a 44 anos (47%)
  • região – moradores do Nordeste (61%) são os que mais desaprovam a gestão Bolsonaro
  • renda – desaprovação é de 61% entre os que têm renda familiar de até 2 salários mínimos

Os dados foram coletados de 14 a 16 de agosto de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3,5 mil entrevistas em 331 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no TSE é BR-02548/2022.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Leia mais:  Garcia defende seu vice Zuliani, alvo de impugnação no estado de SP
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana