conecte-se conosco


CUIABÁ

Região do Morro da Luz e da Ilha da Banana ganha novo sistema de iluminação pública

Publicado

A Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) segue avançando com o trabalho de melhoria no entorno do Parque Antônio Pires de Campos (Morro da Luz) e do Largo do Rosário (Ilha da Banana). Como parte desse planejamento, foi iniciada nesta semana a instalação de uma nova iluminação pública, composta por luminárias do tipo LED.

A ação é realizada por meio do setor de zeladoria da Limpurb e consiste na substituição das antigas lâmpadas de vapor de sódio (lâmpadas amarelas) por equipamentos mais modernos e eficientes. Somente no Morro da Luz, onde a equipe está concentrada neste momento, serão implantadas quase 20 luminárias de LED, de 200 watts de potência.

A modernização do sistema de iluminação pública nessa região é uma sequência da primeira etapa do trabalho realizado, que resultou na reconstrução de toda calçada no entorno dos dois espaços. Esse processo foi executado respeitando as características originais dos locais, garantindo mais segurança e acessibilidade aos pedestres.

“São intervenções aparentemente simples, mas que mudam o visual da cidade e, principalmente, promovem melhorias para a população. Essa é uma região extremamente movimentada que agora conta com um novo passeio público e uma iluminação, dando mais segurança ao cidadão”, explica o diretor-geral da Limpurb, Júnior Leite.

A modernização do sistema de iluminação pública vem evoluindo, gradativamente, na atual gestão do Município e, em 2021, alcançou a importante marca de aproximadamente 9,5 mil luminárias instaladas nas vias da cidade. O número representa cerca de 10,5% do total de lâmpadas do parque de iluminação pública de Cuiabá, que é composto por mais de 90 mil.

Leia mais:  Sugestão de Pauta: Prefeitura lança programa de combate à fome via restaurantes privados

Além de vantagens como maior eficiência na claridade do ambiente, economicidade durante o funcionamento, e durabilidade maior em relação aos modelos incandescentes e fluorescentes, a instalação das lâmpadas de LED também atende a política de sustentabilidade, defendida pelo prefeito Emanuel Pinheiro.

“Ao adotar a implantação de luminárias de LED, automaticamente, passamos a gerar menos lixo eletrônico. Diferente das lâmpadas antigas, a LED possui a vantagem de poder ser reciclada. Ou seja, se um dia esse equipamento der problema, a empresa pode fazer a troca da fonte e ele voltará a funcionar”, finaliza Júnior.

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Programa Melhor em Casa promove festas juninas aos pacientes

Publicado

Músicas tradicionais, danças, grande animação, decoração especial e vestimentas juninas. Assim é possível descrever a ação realizada pela Equipe Multidisciplinar de Atendimento Domiciliar (EMAD), vinculada ao Programa Melhor em Casa, da Secretaria Municipal de  Saúde de Cuiabá, que transformou a sexta-feira (1), de diversos pacientes assistidos pela rede, em um dia muito divertido e especial, em comemoração ao mês junino. 

Implantado pela gestão Emanuel Pinheiro em 2020, a iniciativa oferece assistência médica especial a pessoas acamadas, domiciliadas ou que possuem algum tipo de elegibilidade – dificuldades de locomoção até as unidades de saúde, possibilitando a garantia de seus respectivos tratamentos clínicos. 

Com a finalidade de incrementar e trazer leveza à rotina de acompanhamentos, os profissionais tiveram a ideia de promover 18 festas durante as visitas de rotina, levando um pouco de descontração e mimos aos pacientes. A coordenadora da EMAD, Joelma Toledo, explicou que a iniciativa, além de estreitar os vínculos com os pacientes, traz para perto também seus cuidadores.

“Levamos hoje algo diferente para eles, mas principalmente aos seus zeladores também. Precisamos ter uma visão além das enfermidades, o que inclui o contexto social, psicológico, financeiro e demográfico, envolvendo as famílias e dando condições seguras de continuidade dos cuidados recomendados quando não estamos presentes, promovendo assim, uma educação permanente, para que possam entender e desenvolver as atividades necessárias que garantam o bem-estar dos pacientes”, disse. 

O coordenador da Atenção Primária de Saúde, Wilson Cutas, afirmou que o projeto Melhor em Casa visa a desospitalização, ofertando os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) de forma segura e humanizada, premissa da gestão Emanuel Pinheiro. “Disponibilizamos condições que em um hospital, por exemplo, eles não teriam. Com o Melhor em Casa, eles continuam todo auxílio e o mais importante, ao lado de seus familiares”, acrescentou. 

Leia mais:  Sugestão de Pauta: Prefeitura lança programa de combate à fome via restaurantes privados

Reconhecido nacionalmente, o município foi um dos escolhidos recentemente para do Projeto Piloto – Instrumento de Elegibilidade, que será implantado pelo Ministério da Saúde, com o intuito de reorganizar os critérios para a elegibilidade dos pacientes, visando a padronização em todo o território brasileiro. 

Jozi Soares, filha de dona Guilhermina, de 80 anos, uma das pacientes visitadas, afirmou que o apoio da Prefeitura de Cuiabá tem sido fundamental para a evolução do quadro de saúde de sua mãe, diagnosticada com Alzheimer. “Eles nos ajudam tanto. Toda semana estão aqui com ela, sempre muito atenciosos e, graças a Deus, está melhorando dia após dia”, frisou. 

Na capital, atualmente 170 pessoas são assistidas pelo Programa Melhor em Casa, que é realizado pela EMAD, formada por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, técnico de enfermagem e motorista e a Equipe Multidisciplinar de Apoio (EMAP), que consiste em farmacêutico, nutricionista, psicólogo e assistente social. 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Defesa Civil alerta sobre proibição de queimadas em áreas urbanas e rurais do município

Publicado

Com a chegada do período de estiagem, a Defesa Civil de Cuiabá, ligada à Secretaria de Ordem Pública, reforça à população sobre a proibição de queimadas em áreas urbanas e rurais do município.

O uso do fogo em terreno urbano é crime ambiental em qualquer época do ano, previsto na Lei federal nº 9.605, que estipula como sanções multa e/ou reclusão de 1 a 4 anos. A Lei complementar nº 004/1992 também proíbe as queimadas de vegetação nos terrenos baldios. Na zona rural, o período proibitivo deste ano vai de 1º julho a 30 outubro, conforme o decreto publicado pelo Governo de Mato Grosso.

Em 2021, a Defesa Civil de Cuiabá atendeu 570 ocorrências de queimadas em áreas urbanas, em ação conjunta com o Corpo de Bombeiros. Já no primeiro semestre de 2022, foram 76 atendimentos. “Nós temos em Cuiabá, dentro da área do município, quatro distritos de área de expansão urbana que estão dentro da área rural, mas que também são proibidas de realizarem queimadas o ano todo. Nosso trabalho com esses distritos é a realização do treinamento de brigadistas voluntários. A gente fornece equipamentos para que eles possam fazer o primeiro combate ao incêndio, até que a gente consiga chegar ao local”, disse o diretor da Defesa Civil de Cuiabá, José Pedro Ferraz Zanetti.

Zanetti explica ainda que no período de estiagem as equipes redobram os trabalhos de fiscalização e reforçam os canais de atendimento para o recebimento de denúncias pelo telefone (65) 3623-9633 e WhatsApp (65) 99310-8810, ou ainda pelo 193 do Corpo de Bombeiros Militar.

“Desde o ano passado nós estamos trabalhando com quatro viaturas atendendo a cidade todos os dias, em parceria com o Corpo de Bombeiros. Esse trabalho vai continuar no período de estiagem e vamos implementar melhorias, contratar mais brigadistas e equipamentos. Contamos também com o apoio da população que pode nos encaminhar denúncias por meio dos nossos canais de atendimento, inclusive pelo WhatsApp, onde podemos receber imagens, vídeos, mensagens de texto e de voz. Dentro da Secretaria existe ainda um grupo de fiscais que fiscalizam os terrenos baldios e fazem a identificação e autuação dos proprietários”, pontua.

Leia mais:  Prefeito Emanuel Pinheiro anuncia ampliação de locais de testagem da Covid-19 em Cuiabá

Por fim, o diretor da Defesa Civil também lembra sobre os riscos causados pela exposição à fumaça à saúde da população, principalmente, idosos e crianças. “A questão das queimadas é um problema sério, por conta da fumaça que vai para a atmosfera. Nos últimos dois anos tivemos a pandemia de Covid-19, que já causa um problema respiratório. A fumaça das queimadas agrava ainda mais a situação, aumentando o número de atendimento nos postos de saúde e policlínicas, especialmente, de crianças e idosos. Então, orientamos a população para  que não use o fogo para queimar o lixo no fundo do quintal ou as folhas que caem das árvores, evitem o fogo de qualquer maneira”, orienta Zanetti.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana