conecte-se conosco


POLICIAL

Pai é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra filha de oito anos

Publicado

Um pai investigado por estupro de vulnerável em Porto Alegre do Norte, na região nordeste do estado, foi preso pela Polícia Civil nesta terça-feira (07.06). O suspeito de 37 anos estava com a prisão preventiva decretada e também foi autuado em flagrante por descumprimento de medida protetiva.

A investigação começou no final do mês de maio, quando o Conselho Tutelar e a Polícia Civil foram acionados pelo Centro de Convivência da Assistência Social do município, após a criança de oito anos confidenciar para uma servidora que o pai abusava sexualmente dela.

A mãe da vítima foi ouvida e confirmou que o abuso. Ela declarou que o marido estava ingerindo bebida alcoólica e depois de uma discussão entre os dois, ele foi até onde a menina estava, e começou a passar as mãos na criança.

A comunicante disse que desconfiou que o marido abusava da filha, pois há algum tempo percebeu a menina triste e quieta. A mãe começou a conversar com a criança, que acabou revelando que o pai cometia os abusos.

No decorrer das investigações, a equipe da delegacia apurou que havia medidas protetivas de urgências para a criança em razão do suspeito ter agredido fisicamente a esposa e filha com um facão, em dezembro do ano passado. Porém, depois de solto, o suspeito voltou a morar na casa com a mulher e a filha, descumprindo a decisão judicial imposta.

Com base nos indícios apurados pela Polícia Civil, o investigado teve a prisão preventiva decretada pela Justiça pelo crime de estupro de vulnerável.

Imediatamente os policiais civis localizaram o suspeito que foi conduzido até a delegacia, interrogado e autuado em flagrante pelo descumprimento das medidas protetivas e formalizado o mandado de prisão pelo crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeito de roubo a farmácia em Colíder é preso em flagrante pela Polícia Civil
publicidade

POLICIAL

Idoso condenado a 14 anos por estupro é preso em Nova Mutum

Publicado

Mais um foragido da Justiça pelo crime de estupro, foi preso pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (28.06), em Nova Mutum, região norte do Estado, durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O foragido, de 60 anos, teve o mandado de prisão decretado pelo Poder Judiciário, após ser condenado a 14 anos de reclusão em regime inicialmente fechado, pelo crime de estupro.

Diante da ordem judicial, os policiais civis da Derf realizaram diligências e localizaram o condenado nas proximidades de um frigorífico em Nova Mutum.

Após cumprimento do mandado, o idoso foi conduzido para as providências cabíveis, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeito de roubo a farmácia em Colíder é preso em flagrante pela Polícia Civil
Continue lendo

POLICIAL

Suspeito que agrediu e roubou idoso em Santa Terezinha é preso em flagrante pela Polícia Civil

Publicado

Um idoso de 67 anos, trabalhador de uma fazenda no município de Santa Terezinha, foi brutalmente agredido durante um roubo ocorrido na noite do último domingo. Um suspeito do crime, de 37 anos, foi preso em flagrante e outro é procurado pela Polícia Civil.

A vítima foi encaminhada ao hospital de Santa Terezinha na madrugada de segunda-feira, após ser encontrado, desacordado, em uma estrada do município.

O idoso apresentava diversas lesões na cabeça, rosto e pelo restante do corpo. Ele declarou aos policiais que estava na beira do rio bebendo com um colega de trabalho e depois ficou sozinho no local. Por volta das 22h, pegou uma carona para ir embora e na estrada, o condutor parou a motocicleta e perguntou à vítima pelo dinheiro. O idoso respondeu que não tinha e o suspeito começou a bater na vítima até que ela desmaiasse. A vítima desclarou que não conhece o suspeito e que foi levado dele um valor em dinheiro.

Após diligências, a equipe da Delegacia de Santa Terezinha identificiou dois envolvidos no roubo ao idoso. Um deles, de 37 anos, foi preso em flagrante.

O delegado Diogo Jobane representou pela prisão preventiva do outro suspeito. A equipe policial está em buscas pelo paradeiro do segundo suspeito do roubo.

O outro suspeito, de 44 anos, tem registros criminais em três estados. No Pará ele responde por um homicídio ocorrido em 2001 e a quatro inquéritos por furtos ocorridos no Tocantins.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Três pessoas são detidas em ação conjunta por embriaguez ao volante em Aripuanã
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana