conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo investe em Cuiabá com recuperação da Estrada do Moinho e ampliação da Avenida Parque do Barbado

Publicado

O Governo de Mato Grosso está realizando duas importantes obras de infraestrutura para a mobilidade urbana em Cuiabá. Estão em andamento a recuperação da Avenida Arquimedes Pereira Lima e a ampliação da Avenida Parque do Barbado, na capital. Juntas, as duas obras representam um investimento de R$ 26,5 milhões, realizadas por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT).

Na Estrada do Moinho, o trabalho é para recuperar 4,5 quilômetros da avenida, entre a rotatória do bairro Boa Esperança e o complexo viário do Tijucal. 

Originalmente planejada para a Copa do Mundo de 2014, a obra nunca foi concluída e apresentou uma série de problemas. Atendendo ao parecer elaborado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), a Sinfra-MT rescindiu unilateralmente o contrato com a empresa responsável e lançou nova licitação.

Com um investimento de R$ 12 milhões, o objetivo é finalizar os serviços não executados e refazer os serviços mal executados. Toda a extensão da Avenida foi avaliada, para determinar o que precisa ser feito em cada trecho, desde o recapeamento até o refazimento da base e das redes de drenagem.

No momento, os trabalhos estão concentrados no trecho entre as pontes sobre o Córrego do Moinho e sobre o Rio Coxipó. No local, o trânsito está fluindo em apenas uma pista, devido a necessidade de realizar escavações para reconstruir a base da avenida.

“Vamos dar soluções às inúmeras patologias que a Estrada do Moinho apresentou durante esses anos todos. Além disso, vamos executar o alargamento das duas pontes, para permitir a passagem dos pedestres e garantir mais segurança para todos que passam pela avenida”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira.

Avenida Parque do Barbado

A Sinfra-MT também iniciou as obras de ampliação da Avenida Parque do Barbado. Com 700 metros de extensão, o novo trecho irá ligar as Avenidas Arquimedes Pereira Lima e das Torres, margeando o Córrego do Barbado na região do bairro Pedregal.

Leia mais:  Pesca do pintado não está proibida em Mato Grosso, afirma Conselho

O projeto prevê que a Avenida será implantada em pista dupla, com calçadas, drenagem sinalização, iluminação em LED e implantação de uma ciclovia em concreto. Ao longo do trecho, o córrego também será canalizado, garantindo melhorias no saneamento da região e prevenindo enchentes. A obra está orçada em R$ 14,5 milhões.

Com a ampliação, a Avenida parque do Barbado vai permitir a ligação direta entre a Avenida das Torres e a Fernando Côrrea, facilitando, entre outras coisas, o acesso à ponte Sergio Motta e uma melhoria na mobilidade da região do Coxipó. No momento, estão sendo executados os serviços de limpeza do terreno e terraplanagem.

De acordo com o secretário adjunto de Obras Especiais da Sinfra-MT, Isaac Nascimento Filho, as duas obras estão seguindo o cronograma proposto e aprovado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Estado inicia tratativas para implementar sistema de gestão completo para combate aos incêndios

Publicado

Com o objetivo de conhecer novidades sobre práticas e tecnologia de combate aos incêndios, uma comitiva de Mato Grosso participou da Feira Internacional de Combate a Incêndio, Proteção Civil, Resgate e Segurança, a Interschutz. O evento aconteceu entre os dias 20 e 25 de junho, em Hannover, na Alemanha.

“As agendas técnicas que participamos já possibilitaram que iniciássemos as tratativas para que Mato Grosso seja o pioneiro em um sistema completo de gestão do combate aos incêndios florestais”, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti. O modelo de gestão que seria implementado como um projeto piloto, possibilita monitorar desde os insumos utilizados, até o dimensionamento das áreas que tiveram o combate aos incêndios, focos de calor, e as cicatrizes de queimadas.

Entre os equipamentos apresentados, alguns podem facilitar o combate aos focos de calor e facilitar esta tarefa aos bombeiros militares, como por exemplo, um caminhão de combate aos incêndios, totalmente elétrico, que é preparado para terrenos de difícil acesso.

“Por ser uma tecnologia alemã, e por termos o financiamento do Programa REM, que tem o apoio do governo Alemão, mostrando o compromisso do Governo de Mato Grosso e como essas inovações podem nos auxiliar, vamos pleitear receber agumas dessas ferramentas. Queremos continuar sendo um estado que se destaca pelo uso da tecnologia em favor do meio ambiente”, explica a gestora.

Também foi apresentado um sistema de monitoramento de satélite que mostra quase em tempo real os focos de calor. Esse sistema é chamado de plataforma de predição de incêndios florestais, e poder conhecer a ferramenta de perto demonstrou a importância para um combate mais efetivo do fogo, destaca a comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-Coronel BM Jusciery Rodrigues Marques.

Leia mais:  Governo de MT entrega 105 novos ônibus para o transporte escolar rural em 84 municípios

“Conhecemos nesta visita as tecnologias, equipamentos e materiais de vários países, e pudemos selecionar quais seriam mais adequadas para serem implementadas aqui em Mato Grosso”, explica. 

Também participaram da agenda no exterior o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel BM Alessandro Borges, e o diretor Operacional do CBMMT, coronel BM Aluísio Metelo Junior.

Interschutz

O evento reúne autoridades e especialistas como a maior feira do mundo sobre serviços de incêndio, salvamento, defesa civil e segurança. Foram apresentados durante cinco dias inovações sobre a proteção civil, combate a incêndios, soluções de comunicações e centro de controle, serviços de resgate, equipamentos de proteção e prevenção de incêndios.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Moradores de Alta Floresta destacam a importância do Hospital Regional para a população

Publicado

A construção do novo Hospital Regional de Alta Floresta foi iniciada nesta terça-feira (28.06), após assinatura da ordem de serviço emitida pelo governador Mauro Mendes e pela a secretária de Estado de Saúde, Kelluby de Oliveira.

A região de saúde do Alto Tapajós, que conta com seis municípios, receberá um novo hospital de média e alta complexidade. O investimento será de R$ R$ 112,3 milhões.

Funcionário de uma farmácia em Alta Floresta, Flávio Domingos comemorou o início da construção. “É uma alegria enorme ver que a população não vai precisar mais fazer o sacrifício de depender de ambulância para deslocamento para Sinop ou Cuiabá. Correndo o risco de muitas vezes nem conseguir o tratamento. Teremos a saúde de forma eficaz bem perto da gente”, disse.

Outra moradora bastante satisfeita com a notícia é a Cleci Simione, que é gerente de uma loja em Alta Floresta. Ela reforça que a cidade é muito carente de assistência em saúde e está geograficamente distante dos polos assistenciais.

A moradora ainda conta que o esposo precisou ficar 30 dias internado em Cuiabá, na tentativa de conseguir uma vaga hospitalar. “Quando precisa de UTI, tem que ir para fora. O hospital vai melhorar muito [o atual cenário], porque temos muitas pessoas carentes. Não será mais necessário sair para fora para fazer o tratamento, podendo tratar na nossa própria cidade. Isso traz uma tranquilidade para toda a população”, avaliou.

Projetado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Hospital Regional de Alta Floresta contará com 151 leitos, sendo 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de UTI, entre adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimentos de média e alta complexidade.

Leia mais:  Gefron recupera em Vila Bela da Santíssima Trindade três veículos roubados

A unidade também terá 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento às gestantes, seis salas de centro cirúrgico e espaços para banco de sangue, banco de leite materno e para a realização de exames como tomografia e colonoscopia.

A dona Gislaine Cristina Garcia veio de São José do Rio Preto para Alta Floresta e mora no município há quase dois anos. Atualmente, ela faz doces para vender e está bastante animada com a notícia da construção do hospital em seu município de residência.

“A cidade vai ser muito beneficiada em ter um hospital aqui. O que nos preocupa hoje é a falta de atendimento devido à logística, porque Alta Floresta fica um pouco longe do polo de Sinop, então fico temerosa. Mas agora, com a construção do Hospital Regional, com toda certeza, a população vai ganhar muito com isso”, pontuou.

Além de Alta Floresta, o Hospital Regional será referência para os municípios Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde e Paranaíta.

Novos Hospitais

Além do início das obras do Hospital Regional de Alta Floresta, o Governo de Mato Grosso também iniciou neste ano a construção dos Hospitais Regionais de Tangará da Serra, de Juína e do Araguaia, em Confresa.

Em Cuiabá, o Estado executa as obras do Hospital Central, que ficou paralisado por mais de 30 anos, e do novo Hospital Júlio Muller.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana