conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

‘Ela transformou a minha vida’, diz Marcela Mc Gowan sobre Luiza

Publicado

source
Marcela Mc Gowan e Luiza Martins vivem relacionamento desde 2020
Reprodução/Instagram – 09.06.2022

Marcela Mc Gowan e Luiza Martins vivem relacionamento desde 2020


A participação no “Big Brother Brasil” não foi a única situação marcante de 2020 para Marcela Mc Gowan. O ano também se destacou na vida amorosa da influenciadora, já que marcou o início do relacionamento com a cantora Luiza Martins.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Em entrevista ao iG Gente, a ex-BBB conta que sabia que estava apaixonada pela artista “desde sempre”, mas relembra que enfrentou um momento “difícil” antes de oficializar a relação e encontrou apoio em Luiza.

“Eu conheci a Lu em 2020 e tinha sido um ano muito difícil para mim. Porque o ‘BBB’ é muito legal, mas quando você sai, ter que lidar com a internet e aprender a lidar com a exposição e a dosar, é super delicado. Passei um ano muito desconectada de mim e conectada na Marcela virtual, na Marcela ‘BBB’, em me defender de alguma coisa ou até me importando demais com a opinião das pessoas”, inicia.


Marcela destaca a importância de ter encontrado a cantora neste período após a participação no reality show: “Passei uns três dias com a Lu na casa dela em Goiânia e, nesses dias, me desconectei um pouco da internet, decidi que ia ficar meio longe. Foram três dias super importantes para eu conversar olho no olho, assistir um filme completo com alguém, estar tendo uma troca com a pessoa. Foi um momento muito importante, que eu entendi não só o quanto estava conectada e apaixonada por ela, mas o quanto aquilo estava me fazendo bem, o quanto ela estava trazendo partes boas de mim de volta”.


“Sempre fui muito apaixonada pela Luiza e eu nem sei se acreditava que dava para se apaixonar tão rápido por alguém assim […] Sabia que estava apaixonada desde sempre, mas estava em negação”, completa. Gowan relata como toda essa paixão trouxe o desejo de aumentar a família ainda em 2022, plano que acabou adiado por conta de compromissos profissionais.

“A gente tem sim [planos de ter filhos], a gente tem muito. Na verdade era até um plano para esse ano na nossa vida, mas a gente acabou adiando pela minha marca, pelo retorno da Lu aos palcos. Foi um momento em que a gente estava meio na loucura de: ‘Vamos ter um bebê’. Aí a gente parou e pensou: ‘Não dá para ter um bebê agora. A gente não consegue administrar um bebê agora’. Acho que nos próximos dois anos esse bebê vem”, diz.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

Diante de mais um “Dia dos Namorados” ao lado da cantora, Marcela também brinca sobre como gosta de comemorar a data: “Eu sou sagitariana, então, você falou em celebrar alguma coisa, eu estou super dentro”. “Amo a celebração, amo que é um motivo para viajar e sair […] A gente precisava ter mais Dias dos Namorados na nossa vida, entender mais momentos em que a gente cria espaços de conexão e troca dentro do relacionamento e tira aquele dia só para se dedicar àquela pessoa. Não precisa ter a ver com presente. Óbvio que tem uma data comercial por trás, mas o grande lance do dia dos namorados que é mágico, é que a gente, por um dia, põe a nossa intenção todinha em uma pessoa, que é a pessoa que a gente ama”, propõe.

“Estou muito feliz de passar [o Dia dos Namorados] com a Lu de novo, ela é uma pessoa que transformou a minha vida. Minha relação com amor e com relacionamento foi muito transformada a partir da minha vivência e experiência com ela”, segue. Para os casais apaixonados que celebram a data juntos em 2022, a ex-BBB ainda aconselha que é preciso “escolher se dar bem” para fazer um relacionamento dar certo.

“Além de ser muito apaixonada, a gente escolheu se dar bem e se amar. Acho que relacionamento é muito uma escolha. Essa coisa espontânea é muito gostosa, essa paixão é muito gostosa, isso é muito bom de viver, só que isso tem prazo de validade e a gente precisa escolher estar com a pessoa. Não é que você vai deixar de amar ou deixar de gostar, mas é que não vai ser tudo perfeito sempre, você precisa de ajustes. […] Amor é uma construção e sim, ser apaixonado é muito bom, ter química é muito bom, ter tesão é muito bom, mas existe um outro lado e se esse outro lado está falho, os relacionamentos não se sustentam a longo prazo. E eu falaria isso para as pessoas, de destruir esse mito de que as coisas só são boas se elas são super espontâneas. As coisas precisam de ajustes e escolhas”, avalia.

Expoisção do relacionamento

Sendo uma pessoa pública e se relacionando com uma pessoa também de destaque na mídia, Marcela analisa que foi “aprendendo aos trancos e barrancos” a lidar com tal aspecto da relação. “Conseguimos um equilíbrio bom, que é o de preservar o que é nosso e mostrar o que a gente acha que é divertido, inspirador e legal. Ou até mesmo o que a gente acha que é real, mas não expondo a gente de uma maneira que a gente poderia se machucar. Fomos encontrando esse equilíbrio juntas”, pontua.

“É estranho saber que pessoas se intrometem no nosso relacionamento, mas a gente tem a sorte da grande maioria torcer. Pelo menos as pessoas que estão ali no nosso ciclo, que chegam até a gente, em geral, têm muitas coisas positivas para falar. Quando a gente recebe alguma coisa negativa é de gente muito fora da nossa realidade, são coisas que geralmente não atingem a gente a não ser que a gente vá lá ler, ou vá atrás dessa informação”, reflete.

A influenciadora também conta que Luiza é uma pessoa que “se respeita muito nesse sentido”. “Se ela não quer se expor, ela não se expõe. Se ela não está bem, ela não abre isso para internet. Ela é uma pessoa que tem uma separação muito boa do que ela mantém do real e do que ela acha que é ‘ok’ do virtual saber, sem que isso vá machucar ela. Ela trouxe isso para minha vida de uma maneira bem legal”, comenta.

“Estou tão firme, a gente é tão consciente de quem a gente é, do que a gente sente, e isso é muito bom. As duas estão mais maduras. Eu falo para ela que dou graças a Deus de ter te conhecido mais velha e mais madura, porque essas coisas a gente vai aprendendo a lidar melhor quando a gente sabe quem a gente é. A gente vai filtrando melhor o que o mundo fala da gente”, complementa.


Do ‘BBB 20’ ao ‘chá revelação’ profissional

Marcela Mc Gowan diz que não se importa “de jeito nenhum” em ser reconhecida como ex-BBB e sabe a importância que o reality trouxe para a vida profissional. “Sou apaixonada pela minha participação no Big Brother e pelo Big Brother. Sempre falo que foi uma aventura muito incrível. […] A gente participou de uma edição super incrível. Foi uma oportunidade que alavancou minha vida”, conta.

“Existem muitas coisas positivas para pensar do ‘BBB’, as pessoas às vezes desvalorizam. Mas exige tanta coragem, tanto desprendimento, então eu carrego com muito orgulho o título de ser ex-BBB”, continua. A influenciadora ainda expõe como o programa foi essencial para ela conseguir exercer um papel educativo a partir da formação como médica ginecologista, abordando temáticas como sexualidade nas redes sociais.

“O ‘BBB’ me deu a oportunidade de levar essa mensagem para todo mundo, para falar com muito mais pessoas, para alavancar meu trabalho. Ele veio para me dar mais visibilidade, me deu a oportunidade de levar informações que acho extremamente importantes para muitas pessoas, então, foi maravilhoso. Esses últimos dois anos foram muito transformadores na minha vida, me fizeram entender o quanto eu gostava de comunicação, o quanto eu gostava de alinhar minha profissão à comunicação e realmente encontrar uma coisa que eu amo fazer e posso usar essa visibilidade”, completa.

Abordando as estratégias utilizadas para a comunicação nas mídias, recentemente Marcela fez um “chá revelação” para anunciar o lançamento de uma marca de “Sexual Care”. “O pessoal sempre fala que tem que gerar antecipação das coisas, mas eu tenho a superstição de que eu preciso fazer a comunicação quando as coisas já estiverem dando certo. Então eu pensava: como eu iria gerar antecipação se eu não quero que as pessoas saibam muito antes?”, inicia a reflexão da decisão de fazer o lançamento desta maneira.

“Assisti um vídeo com uma menina falando sobre como a gente precisava celebrar os projetos femininos da mesma maneira que a gente celebra uma gravidez, um pedido de casamento e outras coisas que são socialmente relevantes. E por que não o nosso trabalho? Por que não a nossa empresa? E eu falei: ‘Caraca, tá ai’. Vou criar um conteúdo que as pessoas não vão saber o que é, mas já vão ficar nessa antecipação de chegar esse momento de divulgar uma coisa que eu tenho para dizer e aí eu fiz a brincadeira do chá revelação”, explica.

A influenciadora conta que ficou com receio da reação do público à estratégia: “Foi bem legal, as pessoas gostaram. Achei que o povo ia ficar bravo comigo, por eu não estar grávida. Mas em momento nenhum eu falei que estava grávida, vocês entenderam o que vocês quiseram. E foi muito legal, acho que foi uma estratégia que funcionou bem, gerou bastante burburinho, bastante buzz das pessoas no perfil querendo saber o que estava acontecendo então acabou sendo super positivo. E foi um pouco nesse sentido de celebrar, engajar, comemorar e jogar para o mundo outras coisas também além de uma gravidez ou além de um casamento”.

A ex-BBB diz que teve a ideia de lançar uma marca própria na área do “Sexual Care” no ano passado: “Quando eu comecei a trabalhar com internet, percebi que faço muita publicidade e muita divulgação para esse setor. Por que estou fazendo tanta propaganda para os outros e ainda não estou vendendo as minhas próprias coisas?”, aponta Gowan, que relata a intenção de trazer um aspecto mais educativo pela marca, alinhado com o que já traz no próprio perfil nas redes.

“Queria que fosse uma coisa leve, lúdica, divertida e que a gente se aproximasse das pessoas para comunicar a sexualidade. Que fosse além de produtos, mas que também tivesse os produtos. Que tudo fosse se complementando para que as pessoas não consumam só o vibrador, mas consumam também uma ideia do que é uma sexualidade mais leve, da importância da gente falar e ter um olhar sobre o corpo, principalmente os corpos das pessoas que tem vulva, de uma outra maneira, valorizando o prazer, valorizando direito a sexualidade”, analisa.

Marcela conclui compartilhando que enxerga este trabalho como uma “missão de vida”: “Sabe aquela frase bem clichê, que o povo fala que a gente tem que encontrar o que a gente ama? Eu encontrei uma coisa que eu amo fazer de verdade, que eu acredito mesmo. Então acho que isso faz muita diferença na minha vida e na maneira como eu me comunico, porque eu realmente acredito que isso é importante, realmente acho que precisa ser reescrito e falado novamente. A gente ainda entende sexualidade de uma maneira muito errada hoje em dia, tem muito tabu acerca disso, traz um peso muito grande que não precisava existir. Então eu achei minha missão e acho que é muito essencial comunicar e muito importante”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  'Dança dos Famosos': especialistas analisam quem deve vencer o reality
publicidade

ENTRETENIMENTO

Luciano Szafir comenta golpe de criptomoedas sofrido por Sasha

Publicado

Luciano Szafir e Sasha
Reprodução

Luciano Szafir e Sasha

O ator e apresentador Luciano Szafir, de 53 anos, falou sobre o golpe sofrido pela filha Sasha Meneghel e pelo genro, o cantor gospel João Figueiredo, envolvendo criptomoedas.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

— Conversei com ela e isso está sendo tratado na justiça. O responsável não vai ficar impune — conta Szafir em conversa ao GLOBO por telefone. — É um fato que todo mundo pode passar. Tem muita gente séria no mercado de criptomoedas, mas também tem muito vigarista. Infelizmente, aconteceu isso, foi aquela coisa de conhecer (a pessoa) através de amigos, mas o importante é que as providências judiciais foram tomadas.


Sasha e João Figueiredo conheceram Francisley Valdevino da Silva, conhecido como “sheik das criptomoedas”, que está na mira da Polícia Federal por ser suspeito de crime contra o sistema financeiro nacional, em um culto religioso.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

O casal investiu mais de R$ 1,2 milhão no esquema de Francisley e agora processa o empresário na Justiça de Curitiba. A Rental Coins, empresa do tal “sheik”, prometia rendimentos de até 8,5% do valor investido com um esquema de “locação de criptomoedas”. O aporte inicial foi de R$ 50 mil e, posteriormente, mais dois contratos que somados totalizavam um investimento de R$ 1,2 milhão. Sem receber o retorno esperado, entraram com um processo de dano moral e material alegando suposta fraude por parte da empresa de Francisley. O processo corre na 14ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná.

Leia mais:  Juliette lança o forró pop romântico de "Xodó"

Em nota de esclarecimento, encaminhada ao GLOBO, Francisley Valdevino da Silva, também conhecido como Francis da Silva, disse que as empresas de seu grupo passam por uma reestruturação, razão pela qual deixou de pagar os rendimentos mensais prometidos a seus investidores. Na nota, ele fixou o mês de outubro para retomada dos pagamentos, “sendo este o prazo hábil para solução de todas as falhas anteriormente encontradas, possibilitando a regular continuação das atividades das empresas”.

Ao criticar a reportagem do GLOBO, que o mostrou como alvo de uma investigação por suspeita de pirâmide financeira, Francis disse que o conteúdo divulgado é contrário a toda “transparência demonstrada pelas empresas do grupo, inclusive ao que tange aos riscos que permeiam o volátil mercado de criptoativos”. Ele sustenta que os contratos pactuados “efetivaram-se através da aceitação de termo de risco que os integram, cabendo ao clientes mensurá-los e não somente a empresa”.

Sem explicar os detalhes, Francis alegou que o grupo passa por um processo de reestruturação devido à “anormalidades internas verificadas ainda em outubro do ano anterior”. De acordo com a nota, os “erros cometidos por gestões passadas, que inclusive causaram enorme abalo às estruturas, ocasionaram atrasos nos pagamentos e inadimplementos contratuais”. Com isso, alega, “foram tomadas medidas urgentes para atenuar os impactos causados aos clientes”.

Francis informou que, no momento, 9.445 clientes que aceitaram o plano reestrutural e continuam recebendo seus rendimentos de cessão de criptoativos, enquanto 4.533 clientes decidiram rescindir seus contratos por meio de acordos extrajudiciais. Ele também criticou o uso na reportagem de uma foto em que ele aparece fantasiado de sheik em evento público.

Fonte: IG GENTE

Leia mais:  Ana Furtado fala de ansiedade para final do 'Dança dos Famosos'

Comentários Facebook
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Vivendo no Retiro dos Artistas, Paulo César Pereio volta ao trabalho

Publicado

Paulo César Pereio vive no Retiro dos Artistas desde o início de 2020
Reprodução/Instagram – 02.06.2022

Paulo César Pereio vive no Retiro dos Artistas desde o início de 2020

Vivendo no Retiro dos Artistas, no Rio, desde o início de 2020, Paulo César Pereio está de volta ao trabalho e no lugar onde se consagrou e se sente mais à vontade: no cinema. Há seis anos sem trabalho, o ator, de 81, iniciou na última semana os ensaios do filme “A fúria”, que marca seu reencontro com Ruy Guerra, diretor de “Os fuzis”, de 1964, estreia de Pereio na telonas.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

No longa, cujas filmagens começam na próxima terça-feira, Paulo César Pereio vai trabalhar ao lado de outros medalhões, como Lima Duarte, Antonio Pedro, Maria Gladys, Anselmo Vasconcellos, Ricardo Blat e Daniel Filho, que retoma a parceria com Guerra depois do clássico e polêmico “Os Cafajestes”.


O elenco se reuniu na última semana num galpão na Glória, no Centro do Rio, para as primeiras leituras do roteiro. Pereio estava acompanhado do filho, o ator João Velho, de seu casamento com Cissa Guimarães.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

O filme “A fúria”, a volta de Ruy Guerra aos cinemas após sete anos sem filmar, fecha a trilogia iniciado pelo diretor de 90 anos em “Os fuzis” e depois com “A queda”.

Leia mais:  Juliette lança o forró pop romântico de "Xodó"

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana