conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Dupla Dolls relembra ‘rasteira’ de Latino: ‘Dano foi emocional’

Publicado

source
Dupla Dolls relembra 'rasteira' de Latino: 'Dano foi emocional'
Reprodução/montagem – 09/06/2022

Dupla Dolls relembra ‘rasteira’ de Latino: ‘Dano foi emocional’

Sucesso com o hit “Chicletinho”, da trilha sonora de “Malhação” em 2008, a dupla Dolls, formada pelas irmãs cariocas Grazy e Jessica, revelou uma mágoa antiga que tem do Latino, padrinho musical delas.

As duas contam que quando estavam no auge do sucesso Latino passou uma rasteira nelas, dando para uma outra cantora uma música que ele teria feito para elas.

“A história foi a seguinte: ele mandou essa música (‘Boy friend’) para gente e para outros artistas. Mandou para o grupo Rouge, para uma cantora chamada Karin, de São Paulo. A gente estava ensaiando a música para a gravar. Na época, a cantora Luka, do hit “Tô nem aí’, estava fazendo o arranjo da música para gente. A gente ia gravar a música na semana seguinte, aí ouvimos a música na rádio. Foi um baque”, revelou as irmãs em entrevista ao “Pan Podcast”.

Grazy e Jessica lembram que já tinham gravado umas cinco músicas de Latino e que o cantor tinha um ótimo relacionamento com elas e sua família, mas que depois do episódio, a relação azedeu.

“A gente ficou triste, mas meu pai ficou muito [email protected] Imagina o seu irmão, parceiro, amigo e padrinho musical fazer isso com você? Doi mais, né?. Foi um dos primeiros baques que a gente sofreu na nossa carreira. Meu pai ligou e esculachou ele”, lembra. “Hoje, a gente não sofreria da forma que a gente sofreu. O dano foi emocional. Houve aquele baque na amizade. Nós éramos muito novas. Hoje, eu sei que o mercado funciona assim”.

Leia mais:  Luísa Sonza revela que quer namorar: "Pode vir, amor da minha vida"

“Latino é assim. Ele é marqueteiro, visionário, gosta de dinheiro. No nosso relacionamento, eu senti falta de consideração, pois a gente tinha um vínculo com ele, envolvendo os nossos pais. O nosso pai ficou até mais triste. Ele abriu as portas da nossa casa. A gente tinha um vínculo de amizade e nos sentimos assim: quando ele precisou, a gente estava ali. Aí ele conseguiu se reerguer e se ausentou demais”, acrescentou uma das irmãs.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

ENTRETENIMENTO

Luciano Szafir comenta golpe de criptomoedas sofrido por Sasha

Publicado

Luciano Szafir e Sasha
Reprodução

Luciano Szafir e Sasha

O ator e apresentador Luciano Szafir, de 53 anos, falou sobre o golpe sofrido pela filha Sasha Meneghel e pelo genro, o cantor gospel João Figueiredo, envolvendo criptomoedas.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

— Conversei com ela e isso está sendo tratado na justiça. O responsável não vai ficar impune — conta Szafir em conversa ao GLOBO por telefone. — É um fato que todo mundo pode passar. Tem muita gente séria no mercado de criptomoedas, mas também tem muito vigarista. Infelizmente, aconteceu isso, foi aquela coisa de conhecer (a pessoa) através de amigos, mas o importante é que as providências judiciais foram tomadas.


Sasha e João Figueiredo conheceram Francisley Valdevino da Silva, conhecido como “sheik das criptomoedas”, que está na mira da Polícia Federal por ser suspeito de crime contra o sistema financeiro nacional, em um culto religioso.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

O casal investiu mais de R$ 1,2 milhão no esquema de Francisley e agora processa o empresário na Justiça de Curitiba. A Rental Coins, empresa do tal “sheik”, prometia rendimentos de até 8,5% do valor investido com um esquema de “locação de criptomoedas”. O aporte inicial foi de R$ 50 mil e, posteriormente, mais dois contratos que somados totalizavam um investimento de R$ 1,2 milhão. Sem receber o retorno esperado, entraram com um processo de dano moral e material alegando suposta fraude por parte da empresa de Francisley. O processo corre na 14ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná.

Leia mais:  São João: Wesley Safadão cancela shows após anunciar retorno

Em nota de esclarecimento, encaminhada ao GLOBO, Francisley Valdevino da Silva, também conhecido como Francis da Silva, disse que as empresas de seu grupo passam por uma reestruturação, razão pela qual deixou de pagar os rendimentos mensais prometidos a seus investidores. Na nota, ele fixou o mês de outubro para retomada dos pagamentos, “sendo este o prazo hábil para solução de todas as falhas anteriormente encontradas, possibilitando a regular continuação das atividades das empresas”.

Ao criticar a reportagem do GLOBO, que o mostrou como alvo de uma investigação por suspeita de pirâmide financeira, Francis disse que o conteúdo divulgado é contrário a toda “transparência demonstrada pelas empresas do grupo, inclusive ao que tange aos riscos que permeiam o volátil mercado de criptoativos”. Ele sustenta que os contratos pactuados “efetivaram-se através da aceitação de termo de risco que os integram, cabendo ao clientes mensurá-los e não somente a empresa”.

Sem explicar os detalhes, Francis alegou que o grupo passa por um processo de reestruturação devido à “anormalidades internas verificadas ainda em outubro do ano anterior”. De acordo com a nota, os “erros cometidos por gestões passadas, que inclusive causaram enorme abalo às estruturas, ocasionaram atrasos nos pagamentos e inadimplementos contratuais”. Com isso, alega, “foram tomadas medidas urgentes para atenuar os impactos causados aos clientes”.

Francis informou que, no momento, 9.445 clientes que aceitaram o plano reestrutural e continuam recebendo seus rendimentos de cessão de criptoativos, enquanto 4.533 clientes decidiram rescindir seus contratos por meio de acordos extrajudiciais. Ele também criticou o uso na reportagem de uma foto em que ele aparece fantasiado de sheik em evento público.

Fonte: IG GENTE

Leia mais:  Larissa Manoela mostra Paloma Duarte emocionada vendo 'Além da Ilusão'

Comentários Facebook
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Vivendo no Retiro dos Artistas, Paulo César Pereio volta ao trabalho

Publicado

Paulo César Pereio vive no Retiro dos Artistas desde o início de 2020
Reprodução/Instagram – 02.06.2022

Paulo César Pereio vive no Retiro dos Artistas desde o início de 2020

Vivendo no Retiro dos Artistas, no Rio, desde o início de 2020, Paulo César Pereio está de volta ao trabalho e no lugar onde se consagrou e se sente mais à vontade: no cinema. Há seis anos sem trabalho, o ator, de 81, iniciou na última semana os ensaios do filme “A fúria”, que marca seu reencontro com Ruy Guerra, diretor de “Os fuzis”, de 1964, estreia de Pereio na telonas.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

No longa, cujas filmagens começam na próxima terça-feira, Paulo César Pereio vai trabalhar ao lado de outros medalhões, como Lima Duarte, Antonio Pedro, Maria Gladys, Anselmo Vasconcellos, Ricardo Blat e Daniel Filho, que retoma a parceria com Guerra depois do clássico e polêmico “Os Cafajestes”.


O elenco se reuniu na última semana num galpão na Glória, no Centro do Rio, para as primeiras leituras do roteiro. Pereio estava acompanhado do filho, o ator João Velho, de seu casamento com Cissa Guimarães.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

O filme “A fúria”, a volta de Ruy Guerra aos cinemas após sete anos sem filmar, fecha a trilogia iniciado pelo diretor de 90 anos em “Os fuzis” e depois com “A queda”.

Leia mais:  Juliano Cazarré é liberado de 'Pantanal' para cuidar da filha

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana