conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Venenosa da Record rompe silêncio após demissão e detona a emissora

Publicado

source
Poliana Rozado apresentava A Hora da Venenosa ao vivo no Balanço Geral Minas
Reprodução/YouTube Balanço Geral Minas

Poliana Rozado apresentava A Hora da Venenosa ao vivo no Balanço Geral Minas

Poliana Rozado abriu o jogo sobre seu desligamento da Record Minas , oficializada na última sexta-feira (29). Em conversa com Cristiano Rogério, dono da página de fofoca Beyoncé Destruidora, a apresentadora do quadro Hora da Venenosa negou que teria sido demitida por pedir aumento salarial, mas porque os bispos e a direção não estavam satisfeitos com seu perfil, digamos, liberal. 


Na troca de mensagens, a ex-Venenosa de Belo Horizonte disse que era proibida de dar notícias que envolvessem personagens da comunidade LGBTQIA+ em seu quadro no Balanço Geral MG. Além disso, afirmou que a direção sempre pedia para que ela escondesse suas tatuagens no ar, além de tirar seu piercing.

A Record estava insatisfeita com meu perfil , que sempre foi assim, né? Eles são muito conservadores e começaram a querer me moldar”, revelou.

Leia Também

A demissão, segundo Poliana, já era um sonho antigo da emissora, que a boicotava até nas redes sociais oficiais, mesmo sendo a apresentadora do programa que mais dá audiência para a Record Minas.

Para não ficar feio para a emissora, espalharam um boato de que o desligamento se deu por conta dos pedidos de aumento salarial que ela teria feito à direção, algo que ela desmentiu e ainda frisou: “Ninguém pede, porque eles nunca dão.” 

Segundo o perfil PlayNews, a Record Minas já definiu sua substituta: será a gaúcha Mônica Fonseca, que também já apresentou o quadro de fofoca dos famosos em Porto Alegre, e que pretende trazer uma nova linguagem ao programa. 

*Com a colaboração de Gabriela Ramos.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  Na toada de Halsey, Anitta também critica sua gravadora
publicidade

ENTRETENIMENTO

Paolla Oliveira reflete sobre enfrentar estereótipos com nova novela

Publicado

source
Atriz Paolla Oliveira reflete sobre nova novela
Reprodução/Instagram – 14.04.2022

Atriz Paolla Oliveira reflete sobre nova novela


De cabeça para baixo, Paolla Oliveira desce a fachada de um prédio de 20 andares fazendo rapel. Não é jogo de cena. No papel de uma experiente dublê de ação em “Cara e coragem”, a atriz tem dispensado a sua “substituta” sempre que possível e encarado desafios do tipo. “Da próxima vez, gravo antes de jantar”, disse ela a Natalia Grimberg, diretora artística da próxima novela das 19h da TV Globo, que estreia amanhã.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Protagonista do folhetim escrito por Claudia Souto (“Pega pega”), Paolla vai pular contêineres, entrar em carros em movimento e até praticar dança vertical. Apoiada por um time de mulheres nos bastidores, comemora a presença feminina em uma trama com ação no primeiro plano:


—Esta novela tem um mundo muito masculino inserido nela, e a gente está num quarteto fantástico de mulheres: eu, a Taís (Araújo), a Cláudia e a Natalia. É o exemplo perfeito de que não se pode mais botar ninguém em uma gaveta.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

Após um dia atípico de gravação — foram apenas três cenas e nenhuma de ação, quando o normal é passar de 20—, a atriz sentou-se em uma poltrona nos corredores dos Estúdios Globo e, ainda caracterizada de Pat, cedeu uma hora de entrevista.

Paolla conta que “Cara e coragem” se insere em um processo: desde o começo da carreira, ela busca se livrar de rótulos.

— Enfrentei o estereótipo de frágil, de muito doce. Depois, ouvi que era para tomar cuidado com sair no carnaval, porque iam achar que eu só fazia isso. Fiquei com medo e me afastei durante dez anos da Avenida. A sensualidade também foi um pacote ruim para mim. Mas batalhei para que vissem todos os meus lados. Consegui ser camaleônica — reflete a atriz, que este ano não só voltou para a Sapucaí como foi rainha de bateria da campeã Grande Rio.

Leia mais:  Pantanal: Muda dá facada nas costas de Juma e liberta Levi

Para enfrentar cenas de luta, salto e rapel (Paolla e o companheiro de elenco Marcelo Serrado chegaram a descer paredões na Serra do Cipó, em Minas), é preciso estar em dia com os exercícios e treinamentos. Os atores fizeram, no total, mais de dois meses de aulas de dublê. Na trama, Moa (Marcelo Serrado) e Pat são dublês de ação contratados para ir atrás de uma fórmula secreta que vale milhões. Além da profissão de risco, a heroína precisa lidar com os dois filhos e um marido doente (Carmo Dalla Vecchia).

‘Ação não precisa ser viril’

Corajosa na tela, Paolla conta que precisou enfrentar todo tipo de medo para chegar onde chegou. Criada com três irmãos na Zona Leste de São Paulo, avalia que uma “infância triste, sem muito prazer ou criatividade” pode ter lhe dado o desejo por independência.

— Eu fui criada pra ser medrosa. Os homens eram melhores, meu pai era o provedor. Precisei enfrentá-lo para fazer teatro, até para gostar de certo tipo de música. Mas nunca deixei o medo me paralisar. Uso isso para pular dos prédios, para fazer as coisas que a Natalia pede — diz a atriz, que só recua mesmo diante de baratas. — Tenho pavor (risos).

A disponibilidade física do elenco foi uma grata surpresa para Natalia, que já estava preparada para usar a tecnologia face replacement, na qual as faces dos dublês reais seriam substituídas pelas dos atores. Ela define Paolla como “muito corajosa” e diz que foi ela quem impulsionou Serrado a, literalmente, se jogar também.

Com a experiência de produções variadas como “Cheias de charme”, “A lei do amor” e “Malhação: Vidas brasileiras”, Natalia afirma que a trama de ação (com pitadas de drama, romance e humor) ganha com um toque feminino:

Leia mais:  Mãe de Neymar curte pousada de luxo em Paraty com o novo namorado

— Por que sou eu que estou fazendo essa novela? Porque isso veio da cabeça da Claudia, uma mulher incrível. Botar um olhar masculino seria tirar um pouco da essência. A gente já conhece esse tipo de cena de ação, então dou um toque de delicadeza. Uma sequência dessas não precisa ser viril o tempo todo.

‘Meninas podem tudo’

Claudia Souto, autora do folhetim, também precisou tomar sua dose de coragem para se firmar na profissão. Quando começou na emissora, em 1992, era a única mulher na equipe de redatores do programa de humor que escrevia. Sobre escrever uma novela de ação, cuja trama passa por games e tecnologia, é assertiva:

— Meninas podem brincar do que quiserem! E vestirem as cores que quiserem. E irem onde desejarem ir. Estamos em 2022 .

Mistério também embala a trama de “Cara e coragem”. Quando Pat e Moa são contratados para buscar a tal fórmula, conhecem a empresária Clarice Gusmão (Taís Araujo), que os contratou, e Ítalo (Paulo Lessa), instrutor de parkour que tem um caso com Clarice. Depois da dupla voltar de viagem e procurar pela empresária para entregar o item valioso, eles descobrem que ela está morta. Desconfiados, Pat, Moa e Ítalo começam uma investigação por conta própria.

Logo no primeiro capítulo, discussões sobre etarismo também começam a aparecer. Isso porque a dupla de dublês é dispensada de alguns trabalhos por já terem “passado da idade” de fazer acrobacias. E resolvem abrir uma agência própria. É só o começo.

A questão da idade está presente na trajetória da personagem de Paolla Oliveira e, claro, na vida da atriz. Depois de fazer 40 anos em abril e de expor seu relacionamento com Diogo Nogueira, ela vem sendo questionada por fãs em redes sociais sobre maternidade.

— Ainda não é o momento. Saiu até em um lugar que eu não era familiar, amorosa ou até feminina suficiente por ter questões com a maternidade. Mas isso passou, agora se eu tiver que enfrentar uma sociedade inteira para falar disso, eu vou falar. Eu enfrentei meu pai, que tinha o sonho de que eu casasse, que já tivesse cinco netos para ele, mas não é assim. Essa não sou eu — diz Paolla, acrescentando que sempre recebeu elogios de namorados que têm filhos. — Sempre ouço que daria uma ótima mãe.

Leia mais:  MTV confirma data para o EMA 2022

Na ocasião do aniversário, ela fez dois pedidos. O primeiro, que a Grande Rio ganhasse o título de campeã do carnaval, já foi realizado. O segundo só vai dar para saber o resultado em outubro. Paolla gostaria de uma troca de governo. Fora isso, diz estar completa.

— O povo fica falando: “E a crise dos 40?”. Que crise, gente? Crise vive o mundo, vive o nosso governo, eu não tenho que ter crise. Só posso ter 40 e ser mais feliz hoje porque eu já tive 20, 25, e caí em todas as ciladas possíveis. “Mas não é muito poético falar que você está mais madura?” Não! Ainda bem que eu estou, porque tem gente com 40 que continua uma anta — acredita. — Não tem nada de clichê, é a vida. A única opção para não envelhecer é morrer cedo, e isso eu não quero.

A autora Claudia Souto e a diretora Natália Grimberg elogiam não apenas o físico da atriz, como o trabalho artístico de interpretação, tendo que saltar de um lado para o outro e ainda colocar emoção. Paolla atribui “estar inteira” também ao processo de amadurecimento.

— Hoje, minha maior dieta é a da cabeça. O que eu me preocupava antes com o físico, agora é com a mente. Preciso estar com meu joelho disponível para pular de 15 metros tanto quanto estar com a ansiedade no lugar — conta Paolla, que malha há 15 anos diariamente. — Já fiz terapia, já fiz ioga, mas nesse trabalho o físico é tão intenso que só dormir até mais tarde tem resolvido o problema.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Bruno De Luca e Sthéfany Vidal revelam sexo do bebê e ideias de nomes

Publicado

source
Bruno De Luca e Sthéfany Vidal esperam primeiro bebê juntos
Reprodução/Instagram – 29.05.2022

Bruno De Luca e Sthéfany Vidal esperam primeiro bebê juntos


Bruno De Luca e Sthéfany Vidal não se aguentaram de curiosidade para descobrir o sexo de primeiro filho. O casal, que está noivo há um ano e meio, viu o resultado do exame num quiosque na praia (mesmo local em que se conheceram) na presença apenas dos pais do ator e apresentador. Não deu tempo nem de planejar uma festa de chá revelação. Nessa pegada, o EXTRA preparou um ensaio bem intimista com a família para apresentar o mais novo bebê do ano, que é…

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

— Uma menina! Nossa relação começou na pandemia, sempre fomos muito só nós dois. Aí resolvemos simplificar as coisas — explica Bruno.


As fotos para esta reportagem foram feitas em clima de carinho e diversão. Para indicar o sexo do bebê, o lilás foi a cor escolhida para o interior do bolo, transbordando a ideia do “rosa x azul”.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

— Essa separação de brinquedos, cores, com a gente não tem. Ela vai brincar com o que quiser. Eu amo carros, quando era pequena adorava brincar com eles, ia para a rua… Essas coisas que eram consideradas “de menino”. Não tem essa caixinha — conta Sthéfany, ao que Bruno completa: — Eu não era bom no futebol, gostava de teatro. Brincar de casinha? Eu adorava, era o chefe da família. Sempre fui mais alternativo assim. Nós dois, né amor?

Leia mais:  Além da Ilusão: Olívia se envolve em confusão ao lutar pelos operários

Mas ser pai de menina está fazendo com que Bruno faça um trabalho interno para se livrar de algumas amarras, como o ciúme que sempre teve da irmã, das amigas e da mãe, por exemplo.

— Eu queria muito ser pai de menino no início. Tenho uma irmã três anos mais nova, que é inclusive nossa obstetra, e eu lia o diário dela. Era desse nível. Ficava preocupadíssimo, fui muito chato e mau com ela. Então eu tinha pena da minha filha se fosse menina. Eu tinha medo de ser um pai ruim. Por amar demais, querer proteger demais, ser muito ciumento. Achava que como pai de menino eu seria menos rigoroso do que meu pai foi comigo, eu tinha um plano. Quando meus amigos souberam que seria menina, todos falaram: “Agora você vai pagar todos os seus pecados” (risos) — recorda o ator, que agora já está amando a ideia: — Vou ser superparceiro dela. Acho que serei muito louco, apaixonado. E vou ter que controlar o ciúme. Vou ser uma pessoa mais moderna no futuro. Essa proteção que eu tinha com a minha irmã era porque o mundo era muito doido, mais machista do que é hoje. Continua, né? Mas acho que as coisas estão mudando.

O ator e apresentador, que completa 40 anos no próximo dia 7, reflete:

— Fui pai na hora que tinha que ser mesmo.

Ele diz que, antes de encontrar Sthéfany, já estava até conformado em abrir mão desse sonho. Mas agora se considera “um sortudo” ao lado da família e percebe a mudança da nova fase da vida:

— Me sinto com uma responsabilidade diferente. Antes, eu dava um jeito em tudo, ia me adaptando às circunstâncias. Agora as coisas precisam ser numa linha reta para que tudo dê certo para a chegada dela. Sempre me sustentei, mas nunca fiz planos. Comecei a guardar dinheiro, me estruturar porque a vida não é só diversão. Minha vida era muito boa e agora vai ser melhor. E não posso falhar mais como eu poderia me dar ao luxo antes. É uma pressão boa.

Leia mais:  MTV confirma data para o EMA 2022

A paternidade fez com que o apresentador engatasse uma megaobra na sua casa, na Zona Oeste, que era boa para um solteirão e agora precisa abrigar uma família. Enquanto isso, o casal está num hotel correndo contra o tempo.

— Estou com cinco meses e sentindo que esse segundo trimestre é mais calmo. De repente, melhorei dos enjoos — conta Sthéfany: — Todos os dias vemos que está mudando o meu corpo. E o mais engraçado é que diariamente, há cinco meses, o Bruno fala: “É… Você está grávida mesmo!” (risos).

Bruno e Sthéfany — que trabalhou na plateia do “Domingão do Faustão” e tem 28 anos — contam que foram pegos de surpresa com a gestação, mas já conversavam sobre ter filhos.

— Tínhamos aquela coisa de tabelinha, sabe? — conta ela.

E o ator completa:

— A gente sempre falava: vamos fazer a obra primeiro, minha festa de 40 anos, vamos casar, a gente chama nossa família porque eles não se conhecem ainda… Mas pulamos etapas!

O checklist do bebê

Padrinhos: O casal ainda não decidiu se a criança será batizada na Igreja Católica. Mas o padrinho será o irmão de Bruno, e a madrinha, uma amiga de infância de Sthéfany.

Nome: A dúvida está entre Jasmim e Aurora, apesar de Bruno preferir o primeiro. “Acho Aurora lindo, mas muito sério, adulto para criança…’.

Quartinho: Sthéfany não curtiu a proposta do arquiteto: “Acho que tem muito rosa, aquela coisa delicada… Queria algo mais neutro e lúdico. Gosto do tema unicórnio. Queria uma cor verde menta. Estamos no processo de escolha”.

Comemoração: “Não fizemos nada ainda”, conta Bruno, que brinca sobre presentinhos de amigos famosos: “A Fê Rodrigues deu umas coisinhas, uma roupinha… Mas não recebemos mais, pode escrever aí” (ambos riem).

Leia mais:  Ivete Sangalo: relembre 5 canções românticas da estrela

Viagens e gravação na gravidez

Bruno já grava o “Vai pra onde?”, no Multishow, há 15 anos. Mas a próxima temporada será especial: Sthéfany e ele viajarão juntos, e com o neném na barriga! O casal embarca no próximo dia 9 para praias no Nordeste, mas contam que tiveram que alterar os planos com a chegada do bebê.

— A gente ia para o Pantanal, para a Amazônia, mas teve que mudar tudo. Era aventura, porque ela ama animais, mas mandaram cancelar por causa de febre amarela, riscos — conta Bruno.

— E tem que ter hospital perto — diz Sthéfany.

O apresentador, aliás, está aflito com os trabalhos ao longo dos próximos meses:

— Vou fazer uma série em São Paulo e ficar três meses lá no fim da gravidez, tenho uma viagem para ver a aurora boreal em outubro e o nascimento da nossa filha está previsto para dia 19 desse mês. Eu não sei se vou chegar a tempo, está uma confusão. Estou arrasado, supertriste. Já pensei várias vezes em como fazer, mas é trabalho, né? Vou para o aeroporto a qualquer minuto se ela falar que está sentindo alguma coisa. Na minha vida nada é normal, dentro dos planos, então eu tenho que me conformar. Espero que dê tudo certo para eu voltar!


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana