conecte-se conosco


POLICIAL

Trio que planejava roubo a joalheria é preso em flagrante por porte ilegal de arma e associação criminosa

Publicado

Três homens foram presos em flagrante na terça-feira (03.05) pela equipe da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. Eles declararam que iriam roubar uma joalheria do centro da Capital. 

Contra um deles, de 26 anos e fugitivo da Penitenciária Central do Estado, havia dois mandados de prisão em aberto expedidos pelas Comarcas de Cuiabá e de Tangará da Serra. 

Os três foram flagrados por uma equipe policial da Derf, em um veículo Gol e uma motocicleta, em uma via pública do bairro Jardim Cuiabá. Os investigadores avistaram o momento em que os dois que estavam no Gol pararam ao lado da motocicleta e comunicaram entre si. 

Diante da suspeita, os policiais realizaram a abordagem e localizaram com o suspeito de 26 anos um revólver calibre 38, com três munições intactas. Em entrevista, ele relatou aos investigadores que a arma pertencia ao dono do veículo e iriam praticar um roubo, junto com o condutor da motocicleta, a uma joalheira no centro da cidade. 

O suspeito de 32 anos, que conduzia a moto, confirmou a participação na ação criminosa e declarou que foi cooptado pelo suspeito que estava com a arma e utilizaria sua motocicleta para a facilitação da fuga no roubo. 

Os três foram conduzidos para a Derf de Cuiabá e em checagem foram constatados contra um deles os mandados de prisão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Capital e 2ª Vara Criminal de Tangará da Serra. 

O delegado Luiz Felipe Leoni autuou o trio por associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Os suspeitos foram encaminhados para audiência de custódia da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de dona de berçário suspeita de tortura em Canarana
publicidade

POLICIAL

Suspeito de encurralar vítimas com faca dentro de loja tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicado

O autor de uma tentativa de homicídio ocorrida dentro de uma casa comercial em Nova Canaã do Norte teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, diante da representação feita na Delegacia do município. O suspeito foi preso em flagrante no dia 18 de maio após correr atrás das vítimas em posse de uma faca em uma loja de produtos agropecuários.

O caso ficou conhecido nacionalmente, após as imagens do atentado correrem todo o Brasil. O inquérito policial foi concluído com o indiciamento do suspeito por tentativa de homicídio, sendo a prisão preventiva decretada pela Justiça de Nova Canaã do Norte.

No dia dos fatos, o suspeito estava na loja conversando, momento em que teve um surto, começando a gritar e pegando uma faca que estava dentro do balcão. Em posse da arma, ele correu atrás de uma das vítimas, e posteriormente retornou para dentro loja, e ameaçou os funcionários do local com a faca.

As vítimas estavam encurraladas, quando o proprietário da loja pegou uma arma de fogo e efetuou um disparo para cima, conseguindo sanar a ação do suspeito.Com o disparo, o suspeito cessou as ameaças, e colocou a faca em cima de um freezer, pediu desculpa e saiu da loja, em seu veículo em alta velocidade.

Após os fatos, o suspeito foi detido pela equipe da Polícia Militar e encaminhado para o hospital municipal de Nova Canaã do Norte, para atendimento médico. Posteriormente, o foi conduzido a Delegacia, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio,

Após o flagrante, o suspeito foi encaminhado para audiência de custódia, tendo o delegado representado pela conversão da prisão em flagrante para prisão preventiva.

O suspeito já é conhecido na região por ter problemas psicológicos e as imagens do atentado viralizaram nacionalmente.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de dona de berçário suspeita de tortura em Canarana
Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil cumpre prisão de suspeito de tentar matar vítima com seis tiros em Juína

Publicado

O autor de uma tentativa de homicídio ocorrido, neste mês de maio em Juína (735 km de Cuiabá), teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na noite de sexta-feira (27.05). O suspeito de 18 anos foi localizado na região central do município de Castanheira.

O crime ocorreu bairro Módulo 05 em Juína, ocasião em que vítima foi atingida por seis disparos de arma de fogo, calibre 38. Na ocasião, a vítima ficou internada por aproximadamente 15 dias conseguindo resistir aos ferimentos.

Logo após os fatos, a equipe de investigadores da Delegacia de Juína iniciou as diligências, e por meio imagens de câmeras de segurança, oitiva de testemunhas e outras providências, conseguiu identificar o autor do crime.

Com base nos levantamentos, foi represento pelo mandado de prisão preventiva do suspeito que foi deferido pela Justiça e cumprido pelos policiais civis de Juína.

O suspeito foi conduzido à delegacia e durante interrogatório conduzido pelo delegado Ronaldo Binoti Filho, confessou a autoria do crime, dizendo que foi motivado por ciúmes de uma garota.

Segundo o delegado, o suspeito também é investigado por outro homicídio ocorrido no mês de março em Juína. “As investigações seguem em andamento para esclarecer os fatos e responsabilizar os envolvidos no crime” disse o delegado.

Após as providências de praxe para cumprimento da ordem judicial, o suspeito foi colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Idoso é preso pela Polícia Civil em Matupá por estupro de vulnerável
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana