conecte-se conosco


POLICIAL

Policiais civis prendem foragido da Justiça de Goiás durante apuração de crime de violência doméstica

Publicado

Um homem procurado pela Justiça do Estado de Goiás, foi preso pela Polícia Civil de Mato Grosso, nesta sexta-feira (06.05), em Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá), durante apuração de uma ameaça praticada no âmbito da violência doméstica e familiar.

O foragido de 33 anos estava com a prisão preventiva decretada pelo juízo da Comarca de Porangatu (GO) pelo crime de roubo. Ele foi abordado pelos policiais civis em uma construção no centro de Confresa.

As diligências iniciaram na quinta-feira (05), após a ex-mulher do suspeito procurar a Delegacia de Confresa para registrar boletim de ocorrência, bem como requerer pelas medidas protetivas impostas pela Lei Maria da Penha.

A mulher de 24 anos narrou que conviveu aproximadamente 3 anos com o ex-companheiro, e estão separados há cerca de 1 ano. A vítima informou que já possui medidas protetivas, porém, o suspeito continua ameaçando e perseguindo a comunicante. 

Com base nas informações os policiais civis realizaram checagem do suspeito no sistema, e localizaram o mandado de prisão preventiva em aberto. Diante dos fatos, a equipe passou a monitorar o suspeito que trabalha como pedreiro.

Na tarde desta sexta-feira (06), o investigado acabou sendo surpreendido em uma obra onde estava trabalhando, na região central da cidade. Em cumprimento a ordem judicial ele foi conduzido para as providências cabíveis.

Em seguida o preso foi encaminhado para a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte, e permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende 3 pessoas e apreende grande quantidade de drogas, armas, munições e dinheiro
publicidade

POLICIAL

Familiares de vítimas participam de palestra sobre abuso sexual infantil em Cáceres

Publicado

Uma palestra em alusão ao Dia Nacional de Combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, foi promovida pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (18.05), por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá) em parceria com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município.

A palestra foi ministrada pela psicóloga do CREAS, Elizete Gerson do Nascimento Marco, que falou sobre o tema abuso sexual infantil. O evento foi realizado na especializada e contou com a participação de agentes da infância e juventude do Fórum de Cáceres, além de familiares de vítimas de violências.

Para a delegada da DEDM de Cáceres, Paula Gomes Araújo, o trabalho de conscientização e prevenção ao abuso sexual infantil é muito importante, não só no mês de maio, mas durante todo ano.

“Esse tipo de ação, que busca conscientizar as pessoas desse tipo de crime é fundamental, já que em grande parte dos casos a violência sexual contra a criança ou adolescente ocorre dentro do seio familiar”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Investigações resultam em oito prisões por crimes contra o patrimônio e tráfico, nesta semana
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil prende quarto envolvido em tortura e homicídio de homem em Juína

Publicado

A Polícia Civil localizou na noite de terça-feira (17.05) um investigado de 21 anos, envolvido em um homicídio ocorrido no mês de abril. Ele foi preso em Juara, quando estava trabalhando em um bar da cidade e não resistiu à abordagem.

A prisão foi possível após a troca de informações entre as delegacias das duas cidades para cumprimento do mandado decretado pela Vara Criminal de Juína.

Na manhã desta quarta-feira, o investigado foi ouvido pelo delegado Ronaldo Binotti Filho e confessou que estava com o grupo que executou Wilson Gonçalves de Oliveira, de 41 anos, no dia seis de abril. Ele ficou responsável por manter em cárcere as pessoas que estavam com Wilson, enquanto a vítima era executada por seus comparsas.

O investigado disse ainda em depoimento que faz parte de uma organização criminosa e que um dos autores do homicídio lhe prometeu que seria uma espécie de contador da facção.

Ele declarou ainda que voltou de Juína para Juara no dia seguinte ao crime e permaneceu nesta cidade até a data da prisão.

Com esta última prisão, a Delegacia de Juína irá concluir as investigações do homicídio, já que os quatro envolvidos estão detidos preventivamente e o crime foi esclarecido.

Crime

Três pessoas envolvidas na tortura, homicídio, ocultação de cadáver e associação criminosa foram presas pela Polícia Civil dois dias após o crime.

Com a prisão dos suspeitos, foi possível localizar o corpo de Wilson, encontrado em uma cova rasa, em uma região de mata de difícil acesso, nas proximidades do bairro Módulo 06..

As investigações apontaram que a vítima foi sequestrada, torturada e morta, tendo posteriormente seu corpo ocultado. Os suspeitos teriam utilizado um veículo Cross Fox para sequestrar a vítima.

Leia mais:  Celular que vítima perdeu em via pública é recuperado e suspeita autuada por apropriação
Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana