conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil lamenta falecimento de pai de investigador

Publicado

A Polícia Civil lamenta o falecimento do senhor Atelmidio Alves de Souza, pai do investigador de polícia, Aldemir Torres Alves, lotado na Delegacia de Chapada dos Guimarães.

O senhor Atelminio era pastor aposentado da Igreja Presbiteriana e faleceu na noite de terça-feira (03.05). O velório é realizado na manhã desta quarta-feira (04) Igreja Presbiteriana de Várzea Grande, localizada na Avenida Couto Magalhães.

O enterro ocorre ás 16 horas no Cemitério Recanto da Paz em Várzea Grande.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Homem de 61 anos é preso pela Polícia Civil após abusar sexualmente de enteada de 12 anos
publicidade

POLICIAL

Líder de organização envolvida em roubo de cargas no interior paulista é preso em Sinop

Publicado

Policiais civis da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Sinop cumpriram um mandado nesta quarta-feira (25) em apoio à Polícia Civil de São Paulo e prenderam um homem de 38 anos procurado por roubo de cargas na região de Ribeirão Preto.

Ele foi localizado em um hotel de Sinop, onde foi cumprido o mandado oriundo da Operação Calibre 12. O foragido é líder de uma organização criminosa especializada no roubo de cargas em São Paulo, investigada pela 1ª Delegacia de Polícia de Investigações Gerais, da Divisão Especializada em Investigações Criminais da Polícia Civil paulista.

Após dez meses de investigações, a Polícia Civil deflagrou a operação para cumprimento de 16 prisões contra integrantes da organização articulada para a prática de roubos de carga em Ribeirão Preto e região, além do cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão. O nome da operação se deve ao fato de os envolvidos utilizarem, em todos os roubos, carabinas calibre 12, empregando violência e grave ameaça às vítimas, geralmente são mantidas em cativeiro, enquanto as cargas eram subtraídas.

As investigações levaram à identificação dos líderes, executores dos roubos, dos responsáveis pela lavagem do dinheiro ilícito, bem como dos receptadores. Além das prisões temporárias também foram deferidos mandados de busca e apreensão e bloqueio de bens.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Policial civil salva vida de recém-nascido engasgado com leite materno em Barra do Garças
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil cumpre prisão de dona de berçário suspeita de tortura em Canarana

Publicado

A proprietária de um berçário em Canarana (823 km a leste de Cuiabá), suspeita de maus-tratos e tortura praticados contra as crianças que ficavam sob seus cuidados, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na segunda-feira (23.05), com base nas investigações realizadas pela Delegacia do município.

No inquérito policial que corre em sigilo, a suspeita foi indiciada por tortura, sendo o pedido de prisão representado pelo Ministério Público e decretado pela Justiça.

As investigações da Polícia Civil iniciaram após denúncia feita por funcionárias do berçário e pela mãe de uma bebê de oito meses que ficava no estabelecimento. Após troca de informações, a mãe e as cuidadoras (menores de idade) decidiram fazer o boletim de ocorrência contra a proprietária.

A creche é a única da cidade que pegava crianças a partir de seis meses e segundo as informações, a dona do estabelecimento agredia as crianças com tapas, chineladas (na cabeça, nas pernas e até no rosto), e puxões de orelha.

Entre outras situações relatadas, havia denúncias de que a suspeita deixava algumas crianças sem alimentação como castigo, por chorarem demais, além do caso de um bebê que tinha refluxo e ela fazia comer o próprio vômito.

Por se tratar de caso muito grave, desde o início dos trabalhos, as investigações correram em sigilo e da maneira mais célere possível. Já nos primeiros dias, a Polícia Civil, junto ao Conselho Tutelar e a Prefeitura foram até o estabelecimento, conseguindo suspender as atividades de unidade temporariamente por 15 dias.

As primeiras a serem ouvidas foram as cuidadoras da creche (menores de idade) e posteriormente todas as mães que tinham filhos atendidos na unidade. Durante as investigações, foi possível colher alguns vídeos da suspeita praticando as agressões contra as crianças feitos pelas funcionárias, além de fotos e relatos de sinais de agressões nas crianças, ocorridos em diversos períodos.

Leia mais:  Investigação possibilita recuperação de valor subtraído de vítima em golpe de venda pela internet

Com base nos elementos colhidos, o delegado Deuel Paixão de Santana encaminhou o relatório final foi encaminhado ao Ministério Público com indiciamento da suspeita pelo crime de tortura, sendo representando pelo pedido de prisão que foi deferido pelo poder Judiciário.

A ordem de prisão foi cumprida pelos policiais de Canarana na segunda-feira (23), em uma residência na zona rural do município. A suspeita foi conduzida à delegacia para as providências cabíveis e posteriormente colocada à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana