conecte-se conosco


DIAMANTINO

Equipe do Ônibus Lilás faz orientações sobre violência doméstica em Diamantino

Publicado

Diamantino recebeu nesta semana o programa Ônibus Lilás, uma parceria do Governo Federal com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), para levar informações sobre violência doméstica aos municípios. Na segunda e na terça a equipe prestou atendimento na zona urbana e na quarta e quinta o ônibus esteve nas comunidades rurais de Caeté e Bojui. As quatro ações contaram com serviços das Secretarias Municipais de Assistência Social, Saúde e Saúde.

Kennedy Dias, secretário adjunto de Direitos Humanos da Setasc, explicou que o propósito do programa é levar às comunidades onde as mulheres não tem conhecimento, mas especificamente as mulheres rurais, informações sobre as agressões sofridas em casa. 

“O Ônibus Lilás traz, de uma forma simples e descontraída, um assunto muito importante e tão presente na sociedade que é a agressão contra a mulher, porque a violência doméstica que está entranhada em toda a nossa sociedade”, observou o secretário.

A equipe do ônibus percorre todo o Estado de Mato Grosso mostrando o quanto a mulher precisa ser empoderada, saber dos direitos dela, saber sobre a Lei Maria da Penha, qual a importância da Prefeitura e da Assistência Social do município nesse contexto, o que é um CRAS, o CREA. 

“É o importante é que nós plantamos a semente  e cabe ao município dar continuidade a este trabalho tão belo, resultado de uma articulação da Setasc com a Prefeitura. Nós trazemos uma assistente social e uma psicóloga e aqui, no caso de Diamantino, a Prefeitura ofereceu serviços do Sine, do CRAS, serviço de enfermagem, entre outros, virando um mutirão bem bacana”, acrescentou.

Palestras sobre violência doméstica também foram feitas para alunos da rede municipal de ensino de Diamantino e para as próprias mulheres da comunidade. Fátima Prado, assistente social da Setasc, falou sobre a Lei Maria da Penha. “A gente já vem com um linguajar bem acessível e no final da roda de conversa sempre vem uma mulher falar sobre um caso, ou situação de violência que passou. Em todos os locais que passamos as palestras sempre têm uma boa aceitação”.

Leia mais:  Dia Internacional da Enfermagem é celebrado com caminhada Vida pela Vida em Diamantino

Gilson Silva, secretária de Assistência Social de Diamantino, agradeceu a visita da equipe do Ônibus Lilás e falou de sua importância. “Precisamos falar cada vez mais sobre violência doméstica e, por meio do Ônibus Lilás, isto está sendo possível. Nós vamos dar continuidade a este belo e necessário trabalho”, garantiu o gestor.
 

Comentários Facebook
publicidade

DIAMANTINO

Secretaria de Assistência Social entrega 800 cobertores a famílias de Diamantino

Publicado

O Frio chegou e a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania distribuirá 800 cobertores a famílias em situação de vulnerabilidade social. A ação é realizada por meio do Pograma Aconchego, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Setacs – Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania.

A Assistente Social Ana Cristina afirmou que as equipes da Assistência Social estão empenhadas em tornar os dias dessas famílias mais confortáveis. “Sabendo da dificuldade que muitas famílias enfrentam para comprar cobertores, nós buscamos junto ao Governo do Estado que o máximo de pessoas sejam contempladas. Com a chegada dessa frente fria na cidade intensificamos os trabalhos esta semana para que as famílias sejam acolhidas com as doações que vão garantir mais conforto nos dias frios”, declarou.

Esta semana, as entregas dos cobertores estão sendo realizadas na sede da Secretaria de Assistência Social, no prédio do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, nas comunidades rurais Teixeira, Posto Gil, Peraputanga, Córrego Grande, Caju, Deciolândia, Sumidouro, Bojuí e Caeté.

Atualmente desempregada, a moradora do bairro Bom Jesus, Nelma Golveia da Silva ficou feliz em receber a doação. “Os cobertores chegaram na melhor hora pra nós. Eu tenho quatro crianças em casa e ajuda bastante. A gente depende daqui porque estou desempregada, então participo de todas as atividades, computação, curso de bordados e hoje soube da distribuição dos cobertores. É uma benção”, comentou.

Programa Aconchego

O Programa Aconchego beneficia famílias em situação de vulnerabilidade social. Lançada pelo Governo do Estado em  2019, a campanha beneficiou cerca de 100 mil pessoas em todo Estado. Já em 2020, a meta foi dobrada, em razão da pandemia do novo coronavírus. Neste ano, foram adquiridos 200 mil cobertores. Desses, 160 mil serão distribuídos neste período, sendo 80 mil para as Secretarias Municipais de Assistência Social do interior do Estado. O restante será entregue para diversas entidades filantrópicas, igrejas, população quilombola e comunidades indígenas.

Leia mais:  Dia Internacional da Enfermagem é celebrado com caminhada Vida pela Vida em Diamantino

Comentários Facebook
Continue lendo

DIAMANTINO

‘Mutirão da Catarata’ devolve a visão a pacientes de Diamantino

Publicado

“Eu não podia ler mais, tinha que trazer o papel bem pertinho para poder enxergar”, contou a aposentada Nilce de Carvalho Garcia de 77 anos. Ela foi um dos 22 pacientes diagnosticados com catarata pela atenção básica de saúde de Diamantino. Todos os pacientes fizeram a cirurgia de catarata no Pronto Atendimento Municipal Dr. Leônidas Nascimento Vidigal nesta sexta-feira (13.05). A realização do procedimento é inédita no município e possível devido ao Programa Mais MT Cirurgias da Secretaria de Estado de Saúde – SES/MT em parceria com a Prefeitura de Diamantino.

Na antessala de cirurgia, o morador do bairro Buriti, Osvaldo Souza de 71 anos, que trabalhava com serviços gerais até poucos meses antes da pandemia do novo coronavírus, quando após um mal-estar devido a visão turva o tirou de suas atividades laborais.

“Eu trabalhava limpando quintais, fazendo todo o tipo de serviço e precisava enxergar bem para não deixar nada para trás, foi quando percebi que a visão estava cada dia mais embaçada, até que um dia durante o trabalho tive um mal-estar, vindo parar no Pronto Atendimento e achando que ficaria cego”, relatou.

Osvaldo ainda contou que teve seu procedimento cirúrgico marcado, porém cancelado devido à pandemia da Covid-19, quando em todo o país foi interrompida a realização de procedimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas.

Responsável pelos procedimentos realizados no dia de hoje, o médico oftalmologista Antônio Sardinha explicou que a “catarata” é a densificação do cristalino ocular ocasionado pelo envelhecimento, porém podem também estar associadas a alterações metabólicas, ou até mesmo em crianças por hereditariedade e pontua que o procedimento é rápido e indolor, tendo resultados imediatos pós-cirúrgico.

“Este tipo de catarata é denominada de catarata senil, que está relacionada a idade. Conforme a pessoa vai envelhecendo o cristalino também envelhece e vira a catarata. Então tiramos esse cristalino doente e colocamos uma lente intraocular, que faz com que a pessoa volte a enxergar e até mesmo em muitos casos fazendo com que a pessoa deixe de usar óculos para longe”, explica.

Leia mais:  Secretaria de Infraestrutura realiza mutirão de limpeza na antiga sede da ABBB

A cirurgia, detalhou o médico, demora entre 5 a 10 minutos e o tempo de recuperação depende de cada pessoa, do uso dos colírios com antibiótico e corticoide e também do repouso que é o mais importante, já no mesmo dia ela consegue enxergar bem.

Redução da fila de espera pela cirurgia

Conforme explica Ludmilla Carris, enfermeira do município de Diamantino, o mutirão em parceria com a SES/MT, através do Programa Mais MT Cirurgias, tem o objetivo de reduzir uma demanda reprimida para a realização de consultas e procedimentos oftalmológicos desde o ano de 2015 que se estendia até junho de 2021.

“Constatamos que entre o período de 2015 a junho de 2021, havia uma demanda reprimida por consultas oftalmológicas em Diamantino, e a destinação de recursos através do programa do Governo do Estado nos colocou em condições de realizar estes procedimentos e também de consultas”, afirmou.

O mutirão se estende neste final de semana com consultas oftalmológicas, agendadas para este sábado (14) e domingo (15) na Estratégia de Saúde da Família – ESF Central, a partir das 07h00 com parada para almoço e retorno às 13h00, onde espera-se que sejam atendidas 150 pessoas, pré-agendadas, incluindo os retornos dos procedimentos efetuados hoje.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana