conecte-se conosco


MATO GROSSO

Cine Teatro Cuiabá exibe documentário sobre o poeta Antônio Sodré nesta terça-feira (10)

Publicado

Antônio Sodré, ou Sodrezinho, autoproclamado o “poeta da transmutação”, será homenageado no documentário Cuiabaratotal (MT, 2021, 30’), dirigido por Lidiane Barros e Protásio de Morais, atração presencial nessa terça-feira (10.05), às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá. A sessão integra o projeto Encontros com Cinema e a agenda de comemorações dos 80 anos da abertura do Cine Teatro Cuiabá (inaugurado em 23 de maio de 1942).

A partir das 19h, os multiartistas André Balbino e Eduardo Ferreira, amigos e parceiros criativos de Antônio Sodré, apresentam performance poético-musical no foyer do Cine Teatro, antes da exibição do filme. Classificação indicativa livre e entrada gratuita. A partir das 19h30 é permitido estacionar em frente ao Cine Teatro Cuiabá.

“Antônio Sodré escrevia aforismos, crítica política, teorias e críticas literárias, problematizava a pintura, filosofava, escrevia poesias e se agigantava quando subia ao palco. E Cuiabaratotal mostra um pouco de tudo isso que é Sodré”, adianta Lidiane Barros.

Cuiabaratotal

No documentário, amigos e parceiros de Antônio Sodré relembram vivências com o poeta e comentam sua trajetória, que passeava com desenvoltura entre poesia e música, tendo suas principais canções gravadas pelas bandas Biniditus e Caximir. Os diretores do filme, Lidiane Barros e Protásio de Morais tiveram a chance de conviver com Sodrezinho, eram amigos.  

Com base em entrevistas com a família e amigos de longa data, construíram um documentário que realça o poder da palavra de Sodré, que foi essência para poesias e músicas. Também exaltam a contribuição de Sodré à literatura mato-grossense e à formação de leitores à frente da famosa banca de livros que ocupou espaços no Instituto de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso.

O documentário tem edição de Rosano Mauro Jr (que divide direção de fotografia com Protásio de Morais) e motion design de Marcelo Sant’Ana. Participam do filme artistas e pesquisadores como Amauri Lobo, Eduardo Ferreira, Anna Amélia Marimon, Mari Gemma de la Cruz, Luiz Renato, Maria Sodré, Marisa Camargo, André Balbino, José Sodré, Maurília Valderez, Neyres Taveira e Ramon Carlini.

Leia mais:  Ciopaer capacita militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso e outros seis Estados

Além do documentário, Cuiabaratotal é título do livro lançado pela editora Carlini & Caniato, editado por Ramon Carlini e organizado por Luiz Renato Souza Pinto, escritor e amigo de Sodré, com colaboração da filósofa Maurília Valderez. No documentário, Luiz Renato narra o processo imersivo a que se lançou para a pesquisa do livro.

“Depois do falecimento de Sodrezinho, dois de seus sobrinhos me chamaram para produzir um livro com os poemas dele. Aceitei de imediato e me mudei para o Pedregal. Morei por onze meses a duas quadras da casa dele. Ia lá diariamente. Foi quando me deparei com o extenso acervo do poeta, algo em torno de setenta cadernos de poemas e reflexões. Comecei a estudá-los e senti a necessidade de ajuda de mais alguém nessa empreitada. Convidei a professora Maurília Valderez e hoje esse livro é uma realidade”, assinala Luiz Renato.

Livro e documentário são resultado de projeto contemplado no Edital Mestres da Cultura da Lei Aldir Blanc em Mato Grosso (Secel/Governo de MT/Governo Federal). O download do livro pode ser realizado de forma gratuita pelo site da Tantatinta

Serviço

Exibição do documentário “Cuiabaratotal” e performance poético-musical dos multiartistas André Balbino & Eduardo Ferreira.

Data: Terça-feira (10.05), a partir das 19h

Local: Cine Teatro Cuiabá (a partir das 19h30 é permitido estacionar em frente ao Cine Teatro Cuiabá).

Entrada gratuita

Mais informações: (65) 2129-3848

Com informações da assessoria

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

MTI realiza live sobre “Estimular o perfil inovador e empreendedor dos servidores públicos”

Publicado

A Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI) realizou na última quarta-feira (25.05), a 15° edição do Tech Talk online com o tema “Estimular o perfil inovador e empreendedor dos servidores públicos”. A live teve o propósito de aliar ações educativas, diálogo e a interação como estratégia para promover a cultura da inovação no setor público.

“O foco da área de Inovação é trabalhar com esses servidores com perfis empreendedores e entusiasmados, uma vez que, existe pesquisas que mostram que esse grupo tem o efeito de transmitir e espalhar a mudança de cultura para os conformados. Se fala que no futuro as universidades vão ser apenas certificadores de conhecimento e não promovedores de informação, porque estamos vivendo um tempo onde a informação virou “commodity” (mercadoria) e existe uma overdose de informação. O problema agora não é acessar a informação e sim saber que informação eu tenho que acessar”, destaca o superintendente e gestor governamental da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), Washington Fernando da Silva, que ministrou a live.

Segundo Paulo Márcio Pinheiro Macedo, gerente de Unidade de Gestão Estratégica de Inovação e Parcerias da MTI (Ugein), já existe uma busca para criar essa cultura de inovação dentro da MTI, sendo um deles o evento Tech Talk que procura trazer sempre assuntos relevantes e profissionais aptos para lecionar os mais diversos assuntos. “A nossa intenção é que cada vez mais o servidor desperte para um novo momento de inovação no serviço público”, disse.

“Se a inovação não muda a vida das pessoas não é inovação. Só é inovação se agregar valor de maneira significativa ao Governo, gerando economia, melhoria de qualidade ou transformação, esse é o conceito de inovação”, acrescentou.

Leia mais:  "MT Iluminado vai fazer a diferença para Apiacás", afirma prefeito

Habilidade empreendedora é habilidade de se adaptar a novas realidades não só de fazer isso, mais de ser o próprio agente da transformação dentro do setor público, ser o protagonista e também o articulador para que outras pessoas colaborem para provocar a grande mudança dentro da esfera pública ou pequenas mudanças também. 

Criada no início do ano passado, a superintendência de Governança Digital e Inovação em Práticas Públicas, traz em seu do contexto geral como é a Trilha, as ferramentas e outros meios para estimular e desenvolver uma competência no servidor de inovação de empreendedorismo.

Para Washington Fernando da Silva, é possível empreender sendo servidor público, porque o conceito de empreendedorismo não está correlacionado a empresariar, muitas pessoas acham que empreender é só abrir empresas ou explorar comercialmente alguma ideia e não, empreendedorismo é transformar realidade é ter visões e levar a instituições para alcançar essas visões de evolução de inovação, esse conceito mais democrático é mundialmente aceito hoje e por isso se criou o termo intraempreendedorismo, que nada mais são que agentes de transformação que decidiram atuar dentro das corporações pública ou privada.

Ainda o gestor aponta que, cada vez mais, o ser humano vai ter que se concentrar em tarefas tipicamente humanas e menos tipicamente robóticas, esse é o termo que se utiliza muito. Segundo essa visão mundial, os trabalhadores vão ter que se adaptar a conviver com a máquina e, essa substituição é uma realidade.

A exemplo do sistema implantado no governo na parte de protocolos, tramitação de documentos, o Sigadoc, simplesmente não precisa mais de pessoas para ficar carregando processos, tudo é automatizado, essas novas tecnologias vão trazer outros tipos de trabalho.

Leia mais:  Seis pessoas são presas pela Polícia Militar durante operação em Alto Paraguai

“A grande massa de servidores públicos ainda não acordou para isso, não percebeu que o trabalho dele vai ser modificado e está simplesmente deixando acontecer, temos que fazer um trabalho com os colaboradores para instruir de maneira inovadora esse aspecto que é delicado para nós”, pontuou.

*Assista o vídeo na íntegra no canal da MTI no YouTube clicando AQUI

Mini currículo do palestrante: Washington Fernando da Silva Gestor Governamental, atuando em projetos estratégicos de inovação no Governo de Mato Grosso desde 2007, foi premiado nos Prêmios Empreendedor Público e Inovar para Transformar. Atualmente ocupa cargo de Superintendente de Governança Digital e Inovação em Práticas Públicas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Ciopaer capacita militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso e outros seis Estados

Publicado

O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), mais uma vez se tornou referência na formação de agentes que compõe as forças de segurança. Desta vez, a unidade ministrou instrução ao 3° Curso de Busca Terrestre, realizado pelo Corpo de Bombeiros de Mato Grosso.

A capacitação foi realizada na base do Ciopaer no município de Sorriso (394 km de Cuiabá). Ao todo, participaram 29 alunos, do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso e de outros seis Estados, sendo Minas Gerais, Amazonas, Maranhão, São Paulo, Amapá, Roraima e o Distrito Federal. 

Na oportunidade, os bombeiros realizaram atividades inerentes às suas funções em conjunto com efetivo e aeronave do Ciopaer, treinamento em solo de embarque e desembarque com equipamentos e vítima em maca.

Além disso, os militares foram capacitados sobre Zona de Pouso de Helicóptero (ZPH), exercício simulado de busca à vítima desaparecida e outros pertinentes.  “Nossa unidade, mais uma vez, auxiliando na capacitação de agentes das forças de segurança de Mato Grosso e sendo referência para outros estados”, afirma o coordenador do Ciopaer, tenente-coronel Lima Júnior.

Combate aéreo em incêndios florestais

Na última semana, o Ciopaer ministrou instruções de combate a incêndios florestais com apoio de helicópteros durante o 3° Estágio de Operações Helitransportadas do CBMT em Cuiabá. A capacitação contou com a participação de nove integrantes do Corpo de Bombeiros do Estado e dois de Mato Grosso do Sul. As instruções foram realizadas no hangar do Ciopaer, na Lagoa Trevisan e na região do Coxipó do Ouro.

O capitão do CBM-MT, Felipe Mançano Sabóia, reconheceu a importância das práticas conjuntas entre as instituições. “É um treinamento de extrema importância para o sucesso das operações de combate a incêndio no estado e capacitação dos nossos militares”, disse.

Leia mais:  "MT Iluminado vai fazer a diferença para Apiacás", afirma prefeito

O coordenador do Ciopaer, tenente-coronel Lima Júnior, enfatizou que a unidade especializada possuí característica de estar presente e ajudar a sociedade em uma gama muito grande de missões, tendo em vista que as aeronaves podem ser utilizadas de maneiras bastante ersáteis.

“Para o Ciopaer, é uma honra atender as instituições do nosso Estado e, indiretamente, a nossa sociedade. No caso das instruções ao Corpo de Bombeiros, é imprescindível que possamos trabalhar em conjunto visando mitigar os efeitos das queimadas no nosso estado”, destacou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana