conecte-se conosco


DIAMANTINO

Atenção Diamantino! Inscrições para editais de fomento ao setor cultural da Secel seguem até 19.05

Publicado

As inscrições para os seletivos ‘Estevão de Mendonça de Incentivo à Literatura’, ‘Rede Pontos de Cultura de Mato Grosso’ e ‘Viver Cultura’, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel/MT), seguem até 19 de maio. A Secretaria de Cultura de Diamantino alerta os interessados para este prazo.

Ao todo, as três seleções públicas abarcam quase 400 projetos de diversos segmentos e linguagens artístico-culturais. Segundo a Secel, o objetivo dos editais é facilitar o acesso da população a bens culturais e amparar financeiramente os profissionais do setor.

Viver Cultura
Para contemplar propostas de variadas áreas artístico-culturais, o edital conta com R$ 10 milhões de investimento. Acesse neste link.

Do mundo das artes, que incluem música, teatro, dança, circo, artes visuais e artesanato, serão 120 projetos selecionados. Também serão atendidas 10 propostas de ações formativas, 15 propostas da cultura da infância ou da pessoa idosa e mais 26 abrangendo circulação, exposições, mostras e festivais.

O ‘Viver Cultura’ selecionará ainda outros 95 projetos de vivências e práticas culturais de povos e comunidades indígenas, ribeirinhas, negras e quilombolas, hip hop, capoeira, povos ciganos, LGBTQIA+ e imigrantes. 

Rede Pontos de Cultura – Mato Grosso
Com R$ 2 milhões de investimento, o edital vai selecionar 40 projetos desenvolvidos nos espaços reconhecidos como Pontos de Cultura em Mato Grosso. Acesse o edital neste link.

O objetivo é impulsionar os locais que funcionam como instrumento de articulação de ações já existentes nas comunidades, e que compõem uma rede horizontal de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais.

Estevão de Mendonça de Incentivo à Literatura

O edital, que está na segunda edição, disponibiliza R$ 2 milhões, a serem investidos na criação e publicação de obras literárias, em formato impresso e digital, e de projetos de fomento à leitura. Acesse o edital aqui.

Leia mais:  Alunos da Escola Elza Martins terão aulas remotas para que unidade passe por reforma e ampliação

Serão selecionados 33 projetos de publicação de obras e 18 de fomento à leitura. E para estimular o surgimento de novos escritores, neste ano o edital contempla ainda mais 22 projetos de incentivo à criação.

Comentários Facebook
publicidade

DIAMANTINO

Alunos da Escola Elza Martins terão aulas remotas para que unidade passe por reforma e ampliação

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação de Diamantino informa que as aulas da Escola Municipal Elza Martins de Queiroz, localizada no bairro Pedregal, passarão a ser realizadas na modalidade remota a partir de segunda-feira (23.05) em razão da obra de reforma completa e ampliação que iniciará no prédio da instituição. A medida é necessária por motivo de segurança em virtude das más condições na estrutura física e instalações da unidade encontradas pela atual gestão.

De acordo com a Secretária de Educação, Rose Carris, o processo licitatório para a contratação dos serviços já está concluído. As obras custeadas com recurso próprio serão executadas pela Consórcio Soberana Brilhante, empresa contratada para realizar os serviços.

A escola, que atende 264 alunos, é composta por seis salas de aula, secretaria, refeitório, laboratório de informática, sala de professores, sala da direção, quadra esportiva e banheiros.

Com a reforma, a unidade será contemplada com mais duas salas de aula, banheiro para os professores, ampliação da secretaria, novo depósito, reestruturação dos muros, nova fachada, reconstrução de parte da fundação, troca de todas as janelas, instalações elétrica e hidráulica.

A edificação antiga com mais de 30 anos possui vários problemas estruturais encontrados pela atual gestão e motivo de grande preocupação do prefeito Dr. Manoel Loureiro, que acompanha de perto e inclusive determinou a realização de um estudo técnico minucioso com base na complexidade do caso a fim de encontrar as soluções necessárias para os graves problemas da escola que perduram há vários anos.

“Parte da fundação está comprometida por ter sido construída sobre pedras rochosas o que, com o tempo, causou perda de estabilidade do solo em razão do excesso de chuvas e falta de sistema de drenagem adequado, além de problemas no esgoto e hidráulica da unidade”. É o que explica o engenheiro Jadson Dos Reis Guedes da empresa responsável por realizar os serviços. 

Leia mais:  Pit Stop abre campanha contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Diamantino

A Secretaria de Educação já está tomando todas as providências para que os alunos mantenham a continuidade dos estudos de forma remota, mesmo modelo adotado durante a pandemia da Covid-19. Professores, funcionários e pais dos alunos estão sedo comunicados da decisão, que vem para garantir a segurança de todos.

A gestão informa ainda que já vem buscando outras alternativas para que os alunos possam retornar às aulas presenciais em outro espaço antes mesmo da conclusão da obra de reforma e ampliação da Elza Martins.

Comentários Facebook
Continue lendo

DIAMANTINO

Alunos da Escola Elza Martins terão aulas remotas para que unidade passe por reforma completa

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação de Diamantino informa que as aulas da Escola Municipal Elza Martins de Queiroz, localizada no bairro Pedregal, passarão a ser realizadas na modalidade remota a partir de segunda-feira (23.05) em razão da reforma completa que iniciará no prédio da instituição. A medida é necessária por motivo de segurança em virtude das más condições na estrutura física e instalações da unidade.

De acordo com a Secretária de Educação, Rose Carris, o processo licitatório para a contratação dos serviços já está concluído. As obras custeadas com recurso próprio serão executadas pela Consórcio Soberana Brilhante, empresa contratada para realizar os serviços.

A escola, que atende 264 alunos, é composta por seis salas de aula, secretaria, refeitório, laboratório de informática, sala de professores, sala da direção, quadra esportiva e banheiros.

Com a reforma, a unidade será contemplada com mais duas salas de aula, banheiro para os professores, ampliação da secretaria, novo depósito, reestruturação dos muros, nova fachada, reconstrução de parte da fundação, troca de todas as janelas, instalações elétrica e hidráulica.

A edificação antiga com mais de 30 anos possui vários problemas estruturais encontrados pela atual gestão e motivo de grande preocupação do prefeito Dr. Manoel Loureiro.  A partir daí, foi determinado a realização de um estudo técnico minucioso com base na complexidade do caso a fim de encontrar as soluções necessárias para os graves problemas da escola que perduram há vários anos.

“Parte da fundação está comprometida por ter sido construída sobre pedras rochosas o que, com o tempo, causou perda de estabilidade do solo em razão do excesso de chuvas e falta de sistema de drenagem adequado, além de problemas no esgoto e hidráulica da unidade”. É o que explica o engenheiro Jadson Dos Reis Guedes da empresa responsável por realizar os serviços. 

Leia mais:  Prefeitura de Diamantino lança ‘Te vejo na praça’ neste sábado (20) com Nico e Lau e Roberto Lucialdo

A Secretaria de Educação já está tomando todas as providências para que os alunos mantenham a continuidade dos estudos de forma remota, mesmo modelo adotado durante a pandemia da Covid-19. Professores, funcionários e pais dos alunos estão sedo comunicados da decisão, que vem para garantir a segurança de todos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana