conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Alanis Guillen, a Juma, relata perrengues no Pantanal

Publicado

source
Pantanal: Quem é Juma Marruá? Descubra a lenda da personagem que promete ser o novo sucesso da Globo
Thais Teles

Pantanal: Quem é Juma Marruá? Descubra a lenda da personagem que promete ser o novo sucesso da Globo

Enquanto Alanis Guillen dava esta entrevista, por videochamada, a paisagem verde em que estava era preenchida apenas pelo som dos pássaros e do vento. “Aqui, o silêncio é cheio de barulhos”, observa a protagonista de “Pantanal”. A paz daquela manhã da última quinta-feira se combinava com a calma e a doçura de Alanis, que está de volta à região no Mato Grosso do Sul para uma nova leva de gravações como Juma, personagem que caiu no gosto do público.

Na redes sociais, é fácil ter uma noção do sucesso da menina-onça, que ganhou uma enxurrada de memes nos últimos capítulos com a viagem ao Rio para conhecer a família de Jove. A química entre a atriz e Jesuita Barbosa também tem sido elogiada, e há quem aposte que a relação dos personagens ganhou forma também na vida real. Os dois, no entanto, negam que estejam namorando, mas não é por isso que Alanis deixa de falar do parceiro (ao menos de cena) com carinho:

— A gente foi desenvolvendo uma amizade de muita admiração. Já admirava o artista que ele é e sonhava trabalhar com ele. A gente se conecta num silêncio, numa intimidade muito bonita. Nunca falei isso para ele, mas a gente se tem num mistério. Às vezes, só de se olhar a gente se sente, se conecta, se sabe, se fala sem falar. Por isso que fica muito rico. A gente no set é “faça o que quiser de mim, que eu faço o que quiser de você”.

Leia mais:  A luta dos fãs do Guns N’ Roses por um ingresso em Manaus

Sexualidade

Diferentemente de Juma, que tinha aversão ao “bicho homem” e está descobrindo sua sexualidade com Jove, Alanis é bem resolvida nesse quesito. Ela prefere não se limitar a rótulos, se “relaciona com pessoas” e vê como revolucionária a forma com que mulheres do meio artístico têm assumido a bissexualidade:

— Nossos desejos são nossos, não para servir a alguém. Mas entendo como é afrontoso ser uma mulher livre, que se expressa e que se tem pra ela.

“Pantanal” é o segundo trabalho de Alanis na TV. O primeiro foi “Malhação: toda forma de amor” (2019), em que também foi protagonista, como a mocinha Rita. Sua formação em Teatro se deu pouco antes, em dezembro de 2018, em sua cidade natal, Santro André (SP). Em janeiro do ano seguinte, já estava no Rio se preparando para sua estreia. Começar assim foi “uma responsa”, diz a artista.

‘Queria encontrar o meu bicho’

Mas se a Rita da novela teen era uma mocinha urbana e fácil de gerar identificação, Juma é uma jovem mulher selvagem, que herdou da mãe, Maria Marruá (Juliana Paes), o dom de virar onça e uma espingarda.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

— Desde que a Juma chegou para mim, tentei resgatar os instintos que foram domesticados na gente. Testei comer com as mãos, estar com o pé no chão, busquei atividades que me fizessem estar em contato com nossos sentidos. Queria encontrar o meu bicho, a minha mulher selvagem — conta Alanis, que fez aulas de equitação, kung fu e, depois de cinco anos sendo vegana, voltou a consumir carne como parte do desenvolvimento da personagem — Até torci para que eu não gostasse (de carne), mas faz parte do processo.

Pantanal: Alanis Guillen batalhou para conquistar papel de Juma e virou até ‘mulher das cavernas’
Diego Laureano

Pantanal: Alanis Guillen batalhou para conquistar papel de Juma e virou até ‘mulher das cavernas’

Leia mais:  Tiago Leifert relembra assédio que sofreu na faculdade


O tal processo também foi de perrengues. Mesmo amando estar em contato com a natureza, Alanis conta alguns percalços que viveu no Pantanal em gravações.

— Teve um dia em que estávamos na tapera da Juma e parecia que a gente estava em cima de um formigueiro de saúvas. Dava para fazer um filme, era saúva escalando todo mundo, as paredes. O chão coberto de formiga, e eu descalça, não tinha para onde correr, a gente tinha que gravar. Elas comiam a roupa da galera. O pessoal estava todo vestido para não ser picado, eu estava na pele lisa ali. É muito engraçado, parece que estamos no “Indiana Jones”. A casa da Juma é quase um ninho de coisas. A primeira vez em que fui abrir a porta, pulou um bicho e eu senti um choque no meu dedo, até hoje eu não sei que bicho era esse — conta a atriz, que antes de entrar na casa da personagem precisa que os bombeiros da equipe inspecionem o local, afinal, sapos “enormes”, cobras e aranhas podem estar por lá: — Oo bombeiro faz uma limpa geral. Já tiraram cobra enrolada do teto da tapera.

Contato com a Onça

O contato mais próximo com a onça Matí, que aparece na novela, no entanto, ainda não aconteceu. Alanis conta que a cena em que Juma encontra o animal pela primeira vez depois da morte da mãe precisou ser feita com tecnologia porque a onça já estava cansada:

— A cena em que aparecem as duas na frente da tapera, gravamos separadamente e colamos com computação. Vou acabar com a alegria de todos, minha mãe mesmo falou: “Ai, não queria saber disso, foi lindo”. Tivemos que respeitar o momento dela, é a onça que manda — garante Alanis, filha do engenheiro e músico Fúlvio Caratella e da arquiteta Valéria Guillen.

Leia mais:  Tiago Leifert ataca de diretor artístico e anuncia estreia de programa

Corpo aceso

Para incorporar a onça, tanto em forma animal quanto humana, é preciso concentração e técnica.

— Realmente, eu sou muito mais lânguida e zen do que a Juma, então começo aguçando os sentidos. Às vezes, principalmente no estúdio, eu roubo uma anilha (equipamento que serve como um peso, usado na musculação por exemplo) ou um saco de areia dos bastidores e fico malhando braço, fazendo agachamento, para dar calor e deixar o corpo aceso — explica Alanis, acrescentando que, para sair da personagem, o processo é bem mais simples: — É só tirar a roupa dela e prender o cabelo (risos).

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

ENTRETENIMENTO

Sabrina Sato rejeita sexo frequente: “Não tenho periquita pra isso”

Publicado

source
Sabrina Sato e Duda Nagle estão juntos há seis anos
Reprodução

Sabrina Sato e Duda Nagle estão juntos há seis anos

Diferentemente de Jennifer Lopez, que, supostamente, fez seu noivo Ben Affleck assinar um acordo para estabelecer uma frequência sexual mínima de quatro vezes por semana, Sabrina Sato confessou que não tem vontade de transar sempre com o marido, Duda Nagle. “Eu não tenho nem periquita para isso”, comentou durante o Saia Justa, programa que apresenta no GNT. 


“Os dois são realmente muito gostosos. Eu também olho para o Duda (Nagle) e acho lindo, gostoso, maravilhoso. Mas a vontade…”, brincou Sabrina. Já a atriz Deborah Secco, convidada do programa, afirmou que queria ter mais tempo para ter relações sexuais com Hugo Moura, seu marido. 

“Eu só preciso conciliar meu tempo e a minha agenda, mas quando estou em casa, sinto muito tesão pelo meu marido. Desejo ele a cada instante, sou apaixonada. Olho para ele e tenho desejos. É uma delícia de homem, de pessoa, de tudo”, confessou Deborah.

A atriz também revelou que quando a filha do casal, Maria Flor, sai com alguma amiga da escola, o casal busca um tempinho a dois. “Não fazemos quatro vezes por semana, mas gostaria de ter tempo para fazer mais”, detalhou. 

*Com a colaboração de Gabriela Ramos.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  Tiago Leifert relembra assédio que sofreu na faculdade
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Power Couple: Cartolouco aponta dedo na cara e vai para cima de Albert

Publicado

source
Cartolouco ficou descontrolado com Albert Bressan no Power Couple Brasil 6
Reprodução/Record

Cartolouco ficou descontrolado com Albert Bressan no Power Couple Brasil 6


Aos poucos, Cartolouco vai fazendo os telespectadores do Power Couple Brasil lembrarem porque ele foi tão detestado durante sua participação em A Fazenda 12. O jornalista ficou bêbado na dinâmica promovida pelo reality show na noite deste domingo (15) e se irritou com Albert Bressan, noivo de Adryana Ribeiro.


O descontrole foi tão grande que Cartolouco começou a berrar com o empresário, partiu para cima do rival e ainda apontou o dedo em sua cara por algumas vezes. Quando Albert o obrigou a baixar a mão, o jornalista se alterou ainda mais, mas fraquejou ao ficar cara a cara com o oponente.

Assim que se aproximou de Albert, ele alterou o tom de histeria para deboche. O dedo em riste e a agressividade foram trocados por uma falsa demonstração de carinho, e ele pegou o rosto do empresário e deu um beijo na altura de seu peito. Veja:


O descontrole começou quando Adryana e Albert escolheram João Hadad e Luana Andrade para o posto de “casal mais fraco” do confinamento. O empresário, que costuma ser muito duro em suas colocações, acabou provocando a ira de Cartolouco por tabela. O jornalista, visivelmente embriagado de vinho, começou a gritar e ainda pediu mais explicações sobre a metáfora da baleia, que causou a maior discórdia no confinamento durante a última formação de D.R. (o paredão do programa).

Leia mais:  Larissa Manoela faz balanço da vida de solteira: 'Soma ou some'

Outro ponto que fez Cartolouco se exaltar foi quando Albert acusou Hadad de jogar cerveja nele de propósito. Neste momento, o ex-participante do De Férias com o Ex chamou o jornalista para ajudá-lo a explicar o que rolou na situação, novamente debochando do noivo de Adryana Ribeiro.

Assista aos vídeos dos momentos de descontrole de Cartolouco dentro do Power Couple Brasil 6:


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana