conecte-se conosco


MATO GROSSO

Treinamentos do Sigadoc alcançam mais de 17 mil servidores e 56 mil visualizações

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) e da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), treinou 17.105 servidores dos 15 órgãos e entidades para uso do Sistema Estadual de Produção e Gestão de Documentos Digitais (Sigadoc). Além disso, os vídeos das 44 capacitações já tiveram 56.316 visualizações até o momento no canal da CGE no YouTube.

A série de treinamentos foi realizada entre 06 de outubro e 15 de dezembro de 2021, simultaneamente pelo Google Meet e pelo YouTube, com carga horária total de 176 horas, como parte do 14º ciclo do “Programa CGE ORIENTA – Estado Íntegro e Eficaz” e do plano de implantação integral do Sigadoc em todas as instituições do Poder Executivo Estadual.

A realização dos 44 treinamentos mobilizou ao menos 15 servidores da CGE, entre auditores, analistas e técnicos administrativos. Além das capacitações, o plano de implantação integral do Sigadoc envolveu, nos últimos três meses de 2021, ao menos 114 reuniões entre a equipe técnica da CGE e da Seplag com os gestores dos órgãos para alinhamento e conscientização acerca das vantagens de uso da ferramenta.

As 44 capacitações objetivaram desenvolver nos participantes inscritos habilidades comuns a todas as secretarias de uso corrente do Sigadoc, como criação de expedientes, autuação, assinatura/autenticação, tramitação de processos e inclusão de novos documentos. “Essas habilidades de buscarmos desenvolver nos treinamentos são responsáveis por mais de 90% das rotinas e atividades dentro do Sigadoc, porque representam o nosso dia a dia no serviço público”, pontuou o auditor Marcelo Soares, um dos instrutores dos treinamentos.

Outro ponto foram as possibilidades de conversão de processos físicos em digitais. Situações específicas, por sua vez, devem ser tratadas de forma pontual pelos canais de suporte disponibilizados pela Seplag. “Os treinamentos foram voltados ao desenvolvimento de habilidades comuns a todas as secretarias”, salientou o auditor.

Leia mais:  Governo do Estado nomeia 99 professores aprovados em concurso

Eficiência

O Sigadoc permite a produção, edição, assinatura e tramitação de documentos e processos de forma totalmente eletrônica. Um avanço se comparado às funcionalidades do antigo Sistema de Protocolo do Estado, no qual os controles físico e do trâmite continuavam separados, sem a possibilidade de consulta ao conteúdo dos processos.

Agora, no Sigadoc, o processo e a tramitação são unificados. A localização do processo é simples e a consulta ao seu conteúdo é instantânea. “Com o Sigadoc, é uma evolução muito grande, porque, além de conseguir ter o controle da tramitação processual, é possível visualizar o documento em si, quem fez a inclusão, quem assinou e fez a autenticação do documento”, explicou o auditor André Ramos, outro instrutor dos treinamentos.

Nesse contexto, o auditor Anderson Escobar, também instrutor das capacitações, acrescentou que “a qualquer momento, o servidor pode verificar o histórico processual e todo o processo, na íntegra, sem precisar pedir carga do processo tal para ter ciência e ler o que está acontecendo dentro dele, independentemente da unidade onde o processo esteja.”

Robustez

Os auditores responsáveis pelos treinamentos destacaram que, mais do que representar um avanço em relação às funcionalidades do antigo Sistema de Protocolo do Estado, o Sigadoc é um sistema robusto e com muitos recursos, desenvolvido há quase 15 anos pelo Tribunal Regional Federal da 2ª região (Rio de Janeiro e Espírito Santo).

“O Estado de Mato Grosso não está querendo inventar a roda. O Sigadoc não é uma solução de uma empresa desconhecida que está querendo vender o sistema a qualquer custo para o Estado. É uma solução desenvolvida pela Justiça Federal da 2ª região, um sistema robusto, com várias evoluções, e que, aos poucos, tem ganhado espaço dentro da administração pública brasileira”, ressaltou o auditor Marcelo Soares.

Leia mais:  Indea alerta que venda ambulante de mudas e sementes ameaça a agricultura de MT

A ferramenta já é utilizada pelo Exército Brasileiro, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Infraero e Telebras.

Vantagens

Para os auditores, o esforço de implantação do Sigadoc seguramente é recompensado pelos benefícios que ele oferece. Entre as vantagens, celeridade no tempo de tramitação dos processos; aumento da produtividade das equipes; segurança da informação e transparência dos processos administrativos, já que toda origem de acesso à informação poderá ser rastreada.  

Outros benefícios são: redução de custos com papel, impressão, postal, espaço para guarda etc; impossibilidade de deterioração do documento digital e preservação ambiental pela redução do consumo de papel.  

A obrigatoriedade de implantação do Sigadoc no Poder Executivo Estadual se deu de forma progressiva, por grupos de instituições, com início entre 1º de novembro de 2021 e 1º de janeiro de 2022, conforme estabelecido no Decreto Estadual nº 1.161/2021. Atualmente, portanto, o uso da ferramenta é obrigatório para todos os órgãos e entidades estaduais.

Confira AQUI a galeria de fotos da série de treinamentos.

Os canais de suporte do Sigadoc (Seplag) são os seguintes:

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Serviço de vistoria veicular é ampliado em Mato Grosso

Publicado


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) já conta com 65 empresas especializadas em vistoria veicular credenciadas em todo Estado, ampliando a oferta do serviço para 41 municípios. Com isso, o cidadão tem a opção de realizar o serviço nas unidades do Detran ou procurar alguma dessas empresas para fazer a vistoria do veículo. CONFIRA AQUI AS EMPRESAS CREDENCIADAS

“O credenciamento das empresas especializadas em vistoria veicular demonstra o compromisso do Governo do Estado em criar mecanismos para desburocratização e descentralização do serviço do Detran para facilitar a vida do cidadão”, destacou o presidente do órgão, Gustavo Vasconcelos.

As vistorias feitas por essas empresas podem ser utilizadas para o processo de transferência de propriedade do veículo, processo de mudança da Placa de Identificação Veicular (PIV), nos processos de alteração de características do veículo, substituição de motor, regravação de chassi, entre outros que exijam a apresentação de vistoria veicular.

Neste momento de pandemia do Covid-19, H3N2, Influenza, o cidadão que precisa realizar o serviço de vistoria veicular e quer evitar deslocamento, pode solicitar o atendimento domiciliar para a realização do serviço junto a essas empresas credenciadas. 

No Detran, a vistoria é realizada na sede da Autarquia, em Cuiabá, na vistoria pesada, no Distrito Industriário, na Ciretran de Várzea Grande e demais 62 Ciretrans, e nas agências municipais no interior do Estado.

Para realizar o serviço nas unidades do Detran é necessário fazer agendamento prévio através do site do órgão (www.detran.mt.gov.br).  

Somente em 2021 foram realizadas 596.528 vistorias em veículos. Desse total 306.102 foram feitas por empresas credenciadas.

Vistoria

O serviço de vistoria tem como objetivo verificar a autenticidade da identificação do veículo e de sua documentação, legitimidade da propriedade, se o veículo dispõe de equipamentos obrigatórios e se estes estão funcionando; alterações das características originais do veículo e de seus agregados. E, caso constatada alguma alteração, se esta foi autorizada, regularizada e se consta no prontuário do veículo na repartição de trânsito.

Leia mais:  Metamat receberá perfuratriz de poços artesianos no dia 1º de fevereiro
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Hemocentro precisa de doadores de sangue voluntários para manter atendimento a pacientes

Publicado


O MT Hemocentro, único Banco de Sangue Público de Mato Grosso, necessita repor o seu estoque de sangue de todos os tipos. O estoque atual é considerado delicado devido à queda na doação voluntária nesse período de férias, além da situação de alta nos casos de Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG), que ocasionou a suspensão de coletas externas de doações pela equipe do hemobus e desistência de alguns doadores com sintomas gripais.

“A manutenção do estoque em níveis regular é imprescindível nesse momento de férias, pois as demandas hospitalares continuam intensas e o estoque auxilia no atendimento dos pacientes internados e outros que realizam tratamento no Hemocentro”, explica a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela.

A diretora ainda informa que as coletas de sangue estão ocorrendo somente internamente na única sede do MT Hemocentro, na capital, e com agendamento prévio para o atendimento de 10 pessoas por hora. Durante o atendimento, a equipe da unidade e os doares comprem rigorosamente as medidas de biossegurança para evitar o contágio da Covid-19 e outros SRAG.

A doação de sangue deve ser voluntária e gratuita. Ainda neste mês de janeiro, o banco de sangue em parceria com a Liga Oncológica do curso de medicina da Unic, realizará o Mutirão do Bem no período de 31 de janeiro até o dia 14 de fevereiro. A parceria prevê o sorteio de vários brindes, entre os quais estão violões e chapéus doados e autografados por alguns cantores famosos, como Sorocaba, da dupla Fernando e Sorocaba; pelo cantor Nando Reis e por Gustavo Lima.

Quem pode doar

O Ministério da Saúde recomenda que o doador compareça à unidade portando um documento oficial com foto, tenha mais de 50 quilos, esteja em bom estado de saúde e tenha uma alimentação saudável.

Leia mais:  Governo de Mato Grosso lamenta falecimento do ex-deputado federal José Augusto Curvo, o Tampinha

Homens podem fazer até quatro doações anuais, com prazo de dois meses entre cada uma. Já as mulheres podem fazer três doações por ano, com um espaço de quatro meses. Os candidatos precisam ter a partir de 16 a 69 anos, 11 meses e 29 dias.

Em cada coleta é retirado um volume aproximado de até 450 ml de sangue. Recomendam-se, nas primeiras horas pós-doação, descanso, evitar atividade física e ingestão de bebida alcoólica.

Para agendar a doação

Acesse o Sistema de Agendamento do MT-Hemocentro no link http://mthemocentro.saude.mt.gov.br. O voluntário também pode agendar as doações por telefone, no número (65) 98433-0624 (Whatsapp, ligação ou mensagem) ou no tradicional número fixo: (65) 3623-0044 ramais 211 e 221.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana