conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil apura negligência na morte de adolescente em cachoeira em Chapada dos Guimarães

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A investigação instaurada pela Delegacia de Chapada dos Guimarães para apurar se a morte do adolescente Daniel Hiarle Arruda de Oliveira, 14 anos, em uma cachoeira no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, já ouviu 22 pessoas.

Diante da investigação produzida até o momento para apurar se o fato foi consequência de imprudência ou negligência da equipe de educadores, a Polícia Civil verificou elementos mínimos de autoria e materialidade da prática da infração penal de homicídio culposo.

Entre as diligências realizadas, a equipe de investigação coletou as primeiras impressões no local, assim como foi realizada perícia pela Politec no local, além da necropsia do corpo. Entre as oitivas, foram inquiridas três autoridades em turismo.

Segundo o delegado, Alexandre da Silva Nazareth, houve imprudência em permitir o acesso dos alunos no curso d’água; e negligência em observar regras de gestão de segurança deliberadas pela ABNT para turismo (ou educação) de aventura, tais como incursão com condutor e auxiliar (profissional habilitado para tal), uso de equipamentos de proteção individual e coletivo, limite de pessoas no local de banho, dentre outras.

Com base na apuração, na última semana, o delegado instaurou inquérito policial para confirmar as evidências, pois há indícios mínimos de que a omissão foi penalmente relevante.

“Isto é, com a permissão de contato dos alunos com águas com profundidade maior que dois metros, os servidores assumiram a responsabilidade de impedir qualquer resultado desastroso (exemplo: impedir a morte, mesmo não tendo os educadores habilitação para isso); e também com referido comportamento, eles teriam criado o risco da ocorrência do resultado aflitivo”, explicou o delegado.

Nas próximas diligências serão inquiridas outras 10 pessoas, entre elas, mais uma autoridade em turismo, quatro alunos e as coordenadoras que participaram da aprovação do projeto.

Leia mais:  Armas, munições e acessórios são aprendidos com alvos de operação que apura homicídios em Pontes e Lacerda

O delegado aguarda a conclusão dos laudos de perícia complementar do local e de toxicologia da vítima, além de documentos com as normas da ABNT, que serão anexados ao inquérito. O inquérito será finalizado no prazo de 30 dias.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Armas, munições e acessórios são aprendidos com alvos de operação que apura homicídios em Pontes e Lacerda

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um arsenal de armas e munições, além de equipamentos acessórios como carregadores e um silenciador foram aprendidos pela Polícia Civil nesta quarta-feira (26.01), durante o cumprimento de mandados judiciais na Operação Letífero, que apura cinco homicídios ocorridos em Pontes e Lacerda. Três pessoas foram presas em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito ou proibido.

Parte das munições de diversos calibres foi apreendida em Rondonópolis, na casa de familiares de um policial militar, que é investigado por suposto envolvimento nos homicídios e também alvo de mandado de busca. Um cunhado do policial está entre os detidos em flagrante.

Na residência alvo das buscas, a Polícia Civil apreendeu 230 munições cal.22 intactas; 63 munições cal.357 ogival, intactas e 33 munições cal.357 expansivas também intactas; além de 50 cápsulas dos calibres 38 e 357, carregadores, bala clava, luvas pretas, roupas camufladas e celulares.

Ainda em Rondonópolis, as equipes policiais cumpriram um mandado de prisão de um policial militar, apontado como o principal alvo das investigações conduzidas pela Delegacia de Pontes e Lacerda para apurar os cinco homicídios ocorridos entre 2019 e 2021.

Outras duas prisões em flagrante ocorreram em Nova Lacerda e Pontes e Lacerda, onde foram apreendidas armas de vários calibres, dezenas de munições, um silenciador, além de objetos e roupas camufladas na residências do pai e de um irmão do militar preso.

Operação Letífero

Foram cumpridos 16 mandados judiciais nas cidades de Rondonópolis, Pontes e Lacerda e Nova Lacerda. A operação contou com apoio nas buscas das Delegacias Regionais de Rondonópolis e de Primavera do Leste, Polícia Rodoviária Federal, Politec, Polícia Militar, Gefron, Cioaper, Gerência de Operações Especiais da Polícia Civil e das unidades da Regional de Pontes e Lacerda. 

Leia mais:  Dois homens e uma mulher que atuavam no armazenamento e distribuição de drogas são presos em Rondonópolis

O principal alvo é um policial militar que já trabalhou na região da fronteira. Os alvos das buscas também são investigados por suspeita de envolvimento com os homicídios, entre eles, outros três policiais militares.

A delegada Bruna Caroline Laet, responsável pela operação, explica que os exames de balística comprovaram que os disparos efetuados nas cinco vítimas saíram da mesma arma de calibre 9mm. “A princípio, esses crimes ocorreram mediante pagamento, mas a Polícia Civil segue com as investigações para chegar ao possível ou possíveis mandantes”, observou a delegada de Pontes e Lacerda. 

Conforme a investigação, que contou com um trabalho minucioso do Núcleo de Inteligência da Delegacia de Pontes e Lacerda, o principal suspeito seguiu um padrão para a execução dos homicídios. A Polícia Civil apurou que ele saiu de Rondonópolis e seguiu até Pontes e Lacerda utilizando com transporte motocicletas de média cilindrada. Os veículos usados estavam em nome de terceiros e ele fez vigilância para escolher o melhor momento de execução das vítimas, utilizando para os crimes uma pistola calibre 9mm. 

A investigação apontou ainda que em apenas um dos homicídios, o suspeito adotou outro modus operandi em razão da dificuldade de encontrar a vítima fora de sua residência e da possibilidade de reação, já que a vítima possuía armas de fogo.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil prende dois envolvidos em tentativa de latrocínio contra casal no distrito da Guia

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois homens envolvidos no crime de tentativa de latrocínio cometido contra um casal em uma residência no distrito da Guia em Cuiabá tiveram os mandados de prisão temporária cumpridos pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (26.01), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá.

Os suspeitos de 18 e 19 anos foram identificados como autores da tentativa de roubo seguido de morte, ocorrida na madrugada de 02 de outubro, quando equipes policiais foram acionadas por vizinhos das vítimas que relataram ter ouvidos disparos de arma de fogo, vindos da residência do casal.

No local, os policiais encontraram o portão da casa fechado e as vítimas alvejadas por disparo de arma de fogo, caídas dentro da piscina. As vítimas foram socorridas e conseguiram sobreviver aos ferimentos.

Ainda no local dos fatos, a equipe da Derf Cuiabá deu início as diligências para identificar e prender os autores do crime. Com base nas apurações, foi possível identificar dois envolvidos no crime, um deles que teria invadido a residência e efetuado os disparos e o segundo que teria dado apoio à fuga utilizando uma motocicleta.

Com base nos levantamentos, o delegado responsável pelas investigações, Henrique Trevizan, representou pela prisão temporária dos suspeitos que foram deferidas pela Oitava Vara Criminal de Cuiabá. As ordens judiciais foram cumpridas nesta quarta-feira (26) pelos policiais da Derf, sendo os suspeitos localizados no distrito da Guia. 

As investigações seguem em andamento para total esclarecimentos dos fatos e conclusão do inquérito, podendo a prisão dos suspeitos ser convertida de temporária para preventiva.

Fonte: PJC MT
Leia mais:  Operação Letífero cumpre mandados judiciais em 3 cidades de MT contra alvos investigados por homicídios

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana