conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Moro elogia política social dos governos de Lula

Publicado


source
 Sergio Moro (Podemos)
Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Sergio Moro (Podemos)

O pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, o ex-juíz Sergio Moro , teceu elogios às ações político-sociais dos governos de Lula nesta terça-feira (11). Além disso, o também ex-ministro da Justiça defendeu a Lava Jato e acusou os governos do PT de corrupção.

Nesta tarde, Moro publicou um vídeo em suas redes sociais com a legenda “A verdade sobre a Lava Jato”. A gravação consiste em defender a operação. O político ainda replica trecho de uma entrevista dele explicando conquistas das investigações.

O ex-aliado de Bolsonaro ainda afirma que não tem nada pessoal contra o petista. “Agora, não é uma questão pessoal. Eu nunca tive nenhum problema pessoal com o ex-presidente Lula, acho que durante o governo dele essa ênfase na política social foi importante”, disse Moro.

Ele ainda acrescenta: “Embora tenha sido uma continuidade do Bolsa Escola, do presidente Fernando Henrique”, referindo-se a um programa social do antecessor de Lula, que evoluiu para o Bolsa Família do governo do petista. 

Leia Também

Além disso, o vídeo também mostra o momento em que o ex-juiz sentencia o ex-presidente Lula, em 2017. A sentença foi anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado e Moro declara que ela foi confirmada em outras instâncias.

Moro ainda mencionou que o “desmonte progressivo da Lava Jato é retrocesso, é volta àquele passado”, referindo-se aos governos do PT.


Comentários Facebook
Leia mais:  Weintraub será ouvido pela Polícia Federal a mando de Moraes
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaristas lamentam a morte de Olavo de Carvalho: “Foi um gigante”

Publicado


source
Bolsonaristas lamentam a morte de Olavo de Carvalho:
Reprodução

Bolsonaristas lamentam a morte de Olavo de Carvalho: “Foi um gigante”

Com a  morte do guru bolsonarista Olavo de Carvalho, aos 74 anos de idade – em Richmond, no estado norte-americano da Virgínia -, apoiadores que integram o governo brasileiro publicaram mensagens lamentando a partida do escritor.

O presidente Jair Bolsonaro escreveu que o Brasil perdeu “um dos maiores pensadores da história” e que Olavo foi “um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”.

Eduardo Bolsonaro, deputado federal e tido como o filho mais ideológico do presidente, afirmou que os “livros, vídeos e ensinamentos” de Olavo “permanecerão por muito tempo ainda”.

Leia Também

Leia mais:  Rosa Weber pede à PGR apuração sobre atraso na vacinação infantil

O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, contou que conheceu o filósofo “de forma espontânea em 2012, em seu programa de rádio” e agradeceu por Olavo ter semeado “em uma terra arrasada chamada Brasil”.


Embora tenha sido diagnosticado com Covid-19 em 16 de janeiro, a causa da morte do escritor ainda não foi anunciada.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Olavo de Carvalho morre aos 74 anos

Publicado


source
Olavo de Carvalho morre aos 74 anos
Reprodução/Divulgação

Olavo de Carvalho morre aos 74 anos

O escritor bolsonarista  Olavo de Carvalho faleceu, aos 74 anos, na noite de 24 de janeiro. A notícia da morte foi comunicada pela família nas redes sociais do autor. Segundo a postagem no Twitter, o guru da família Bolsonaro estava hospitalizado na região de Richmond, no estado da Virgínia (EUA).

Olavo de Carvalho foi diagnosticado com Covid-19 em 16 de janeiro. Oficialmente, porém, a causa da morte ainda não foi divulgada.


Em seu perfil, também no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte: “Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o Filósofo e Professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”, escreveu.

Em julho do ano passado, o escritor – ferrenho crítico às universidades públicas brasileiras – havia sido internado às pressas no Instituto do Coração, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor), em São Paulo.

Leia Também

Leia Também

Naquela ocasião, foi submetido a uma cirurgia renal (um mês antes, Olavo tinha operado um câncer na bexiga, nos EUA). Depois de receber alta, teve novas complicações e passou mais de quatro meses internado na clínica Saint Marie, na Zona Sul da capital paulista.

Leia mais:  Moro nega serviço para empresas condenadas na Lava Jato: 'Perseguição'

No dia 9 de novembro, ainda internado, Olavo recebeu uma intimação para depor no inquérito sobre a existência de milícias digitais. No dia seguinte, ele fugiu da clínica e, no dia 13 de novembro, voltou para os Estados Unidos.


Olavo de Carvalho, que nasceu em Campinas, interior de SP, em 1947, era cardiopata e portador da Doença de Lyme, infecção transmitida por carrapatos. Autointitulado professor de filosofia e apoiador do conservadorismo, o escritor deixa a esposa, Roxane, oito filhos e 18 netos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana