conecte-se conosco


MATO GROSSO

Ciopaer gera economia de R$ 3,9 milhões aos cofres públicos em 2021

Publicado


O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) foi acionado 1.261 vezes para atendimento de ocorrências policiais em 2021, a maioria na saúde e no meio ambiente. Ao todo, foram mais de 2.868 horas de voo, que geraram uma economia de R$3.994.690,00, dos quais 30% dos atendimentos foram acionados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Conforme o balanço do ano passado, de todas as vezes que as aeronaves do Ciopaer levantaram voo, 492 acionamentos foram para dar suporte às forças de segurança pública durante operações policiais em diferentes municípios do Estado. A unidade também prestou auxílio na apreensão de cerca de 1,6 toneladas de drogas, tanto na região metropolitana quanto na fronteira com a Bolívia.

Os integrantes da corporação também ajudaram a salvar 98 vidas em Mato Grosso. Essas pessoas foram resgatadas em diferentes condições, como acidentes de trânsito, de trabalho, afogamento e pessoas perdidas em região de mata. Já na região metropolitana, a unidade apoiou as forças de segurança na recuperação de 70 veículos roubados e na prisão de 58 suspeitos.

Uma das ocorrências que ganhou destaque foi o resgate de uma mulher que se jogou da ponte Mário Andreazza, que liga Cuiabá e Várzea Grande, em maio de 2021. Durante o salvamento, o piloto planou a aeronave a 8 metros da água e um dos policiais pulou na água, amarrou a vítima em um cinto de segurança e nadou até a margem do rio, levando a mulher ainda em vida.

Ainda de acordo com o levantamento, em 37 ocorrências, a unidade deu apoio em operações de combate ao desmatamento e no combate às queimadas, tanto na região metropolitana quanto no interior. Em um dos atendimentos, a aeronave recolheu água na piscina de um condomínio de luxo para auxiliar o Corpo de Bombeiros Militar no combate às chamas no entorno da MT-010. 

Leia mais:  PM liberta reféns e prende quadrilha por roubo a loja de eletrodoméstico no CPA

O Ciopaer teve atuação relevante na entrega de 4.298 doses da vacina contra a Covid-19 aos municípios mais distantes dos grandes centros e o transporte de 37 pacientes que precisaram de atendimento imediato, por se tratar de questões como transplante de órgão e infecção pelo coronavírus. Também estão entre os serviços prestados, o transporte de cilindros de oxigênio da Capital para o interior.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) é uma das entidades públicas beneficiadas com a economia proporcionada pelos serviços prestados pelo Ciopaer. Segundo o coordenador da unidade, tenente-coronel PM Ernesto Xavier de Lima Junior, 30% dos acionamentos foram para atender o setor de saúde pública, como transporte de pacientes, vacinas e cilindros de oxigênio.

Além de prestar atendimento à Secretaria de Estado de Segurança (Sesp-MT), o Ciopaer também presta serviços para outras seis instituições públicas, entre elas, além da Secretaria de Estado de Saúde, Meio Ambiente, Agricultura Familiar, além da Assembleia Legislativa, Ministério Público e a Casa Civil.

O comandante da unidade pontuou os benefícios proporcionados aos cofres públicos com os atendimentos do Centro Integrado em Mato Grosso, que no ano passado chegou a quase R$ 4 milhões. “Esse valor seria gasto por essas instituições, caso eles contratassem o serviço de uma empresa privada. Com o Ciopaer, é pago apenas o preço de custo de operação”, destacou o comandante do Ciopaer.

Em 2021, o Ciopaer completou 19 anos de atuação em Mato Grosso e quer desmistificar a ideia de que o Centro Integrado é apenas uma unidade para transporte de servidores oficiais. Pelo contrário, a instituição também tem a tarefa de atuar no combate à criminalidade, salvamento de vidas e defesa do meio ambiente, conforme o balanço dos serviços prestados no ano passado.

Leia mais:  PM liberta reféns e prende quadrilha por roubo a loja de eletrodomésticos no CPA

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Dez motoristas são presos por embriaguez ao volante em Cuiabá

Publicado


Dez motoristas foram presos após serem flagrados por embriaguez ao volante durante a Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste domingo (16.01), na Avenida Archimedes Pereira Lima, no bairro Santa Cruz, em Cuiabá. Um motorista foi preso por posse de entorpecentes. 

Durante a ação, foram realizados 90 testes de alcoolemia. Destes, 12 condutores foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool, sendo autuados pela prática, mas outros quatro se recusaram a fazer o teste. Os agentes da segurança pública identificaram ainda outros seis motoristas que não possuíam Carteira Nacional de Habilitação (CNH); e 12 conduziam veículo sem registro ou não licenciado.

Nesta operação, foram registrados 40 Autos de Infração de Trânsito (AITs); outros cinco motoristas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo quatro por não serem habilitados e um por conduzir veículo gerando perigo de dano.

Ao todo, 90 veículos foram fiscalizados, dentre eles, 26 foram removidos, dos quais 19 carros e sete motocicletas e outros 29 autuados. Os agentes recolheram 12 documentos, sendo 11 CNHs e um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLVs).

A operação Lei Seca é uma ação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) com apoio do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletram), policiais penais do Setor de Operações Especiais (SOE), Departamento de Trânsito (Detran-MT) e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  PM liberta reféns e prende quadrilha por roubo a loja de eletrodomésticos no CPA
Continue lendo

MATO GROSSO

Homem é preso com 67 kg de pasta base de cocaína em Cáceres

Publicado


Policiais da Força Tática do 6º Comando Regional  prenderam um homem com 67 quilos de pasta base de cocaína, na tarde de sábado (15), em Cáceres. A droga  foi localizada com o apoio de cães farejadores do Grupo Especial de Fronteira (Gefron). 

A equipe da Polícia Militar realizava patrulhamento pela Rua das Magnólias, no bairro Betel, quando avistou um carro em alta velocidade. O motorista do veículo foi abordado, com ele a PM localizou R$ 2,6 mil em dinheiro; o suspeitou contou que já havia sido preso pelo crime de tráfico de entorpecentes e que estava retornando para a cidade de Jangada onde reside e trabalha. 

Ainda na abordagem, o suspeito entrou em contradição ao explicar o motivo de estar na cidade de Cáceres, mas acabou alegando que estava pescando com a família há dois dias no município.  

Os policiais constatam que o carro do suspeito apresentava sinais de que algumas peças haviam sido trocadas, como parafusos e suportes traseiros.O homem apresentou nervosismo e a equipe da Força Tática conduziu o suspeito e o veículo até o Canifron para ser submetido à checagem minuciosa. 

Com o auxílio de três cães farejadores do Gefron, os policiais localizaram 65 tabletes de pasta base de cocaína debaixo do banco traseiro e do tapete do carro do suspeito. A ação resultou na apreensão de 67 quilos de entorpecentes. O homem recebeu voz de prisão por tráfico de drogas e foi conduzido para Delegacia de Fronteira (Defron). 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo de MT já investiu R$ 168 milhões para fomentar cadeias produtivas da agricultura familiar
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana