conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Botelho visita comunidade Recanto das Seriemas para debater regularização fundiária

Publicado


Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

Aproveitando o final do ano, o deputado Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, visitou a comunidade Recanto das Seriemas, em Cuiabá, para debater sobre a regularização fundiária do local. Oportunidade em que declarou apoio às demandas necessárias para melhorar as condições de vida das 345 famílias que residem na comunidade há 20 anos.

“Obter o título definitivo dos imóveis é o sonho de milhares de famílias mato-grossenses. Por isso, estamos trabalhando pesado nessa questão e o resultado começa a aparecer. Vamos fechar o ano com a entrega de 20 mil títulos através do Intermat. E em 2022 esse trabalho será intensificado para ajudar as comunidades rurais e assentamentos”, assegurou Botelho.

O Recanto das Seriemas faz divisa com o perímetro urbano de Cuiabá e o processo de regularização está em andamento. “Os trabalhos já começaram por determinação do deputado Botelho, Intermat e Defensoria Pública, para que num futuro bem próximo todos possam ter a documentação do seu lote, da sua chácara”, disse Euclides dos Santos.

Durante a visita, Botelho recebeu o Ofício 52/2020, da Associação de Mulheres Rurais do Recanto das Seriemas. Nele, a presidente Ijosinyr Bastos de Matos, descreve as dificuldades enfrentadas e pede apoio para viabilizar encascalhamento das ruas; iluminação pública; posto de saúde; escola; bolsões para coleta de lixo; antena de Internet e a construção de uma ponte sobre o córrego Gomitá, que liga o bairro Planalto ao Recanto das Seriemas.

A comunidade reconheceu a luta de Botelho em defesa dos menos favorecidos. “A comunidade reconhece a luta em prol das causas de um povo sofrido que busca dias melhores em suas propriedades rurais e almeja obter as escrituras de suas terras, para que possamos tornar donos de fato e de direito. Também pedimos a ponte, já que a antiga foi levada pelas chuvas há mais de cinco anos, e a comunidade ficou prejudicada, por isso, muitos pais têm que atravessar os filhos no colo para irem à escola. É inaceitável. Por isso, nos sentimos honrados em receber o deputado aqui, pois nos traz muita esperança!”, disse a presidente Ijosinyr, ao entregar um abaixo-assinado reforçando as reivindicações.

Leia mais:  Disque-denúncia animal criado por Ulysses Moraes ajuda a combater o maus-tratos em Mato Grosso

CPA III – Botelho também visitou amigos do CPA III, onde falou com moradores e empresários. Lá, a reivindicação foi pautada por mais segurança e iluminação pública. No momento, liguei com o comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Hadassah Susannah, que prontamente nos atendeu e foi até o local ouvir as solicitações. “Já morei e fui professor no CPA III, Setor 2, dava aula na Escola Fernando Leite, em 1982, época em que podíamos andar tranquilamente pelo bairro, não tinha violência, ia e voltava a pé para casa”, lembrou o deputado.

CINTURÃO VERDE – Botelho também cumpriu agenda visitando moradores do Cinturão Verde, no Pedra 90. Lá, visitou a área onde destinou emenda para asfaltar as ruas, em atendimento a solicitação antiga dos moradores. A obra é uma parceria de Botelho, do senador Jayme Campos e do deputado federal Emanuelzinho.

De acordo com Ralf Macedo, secretário adjunto de Obras de Cuiabá expectativa é que seja concluído no próximo ano o pedido do deputado Botelho. Pois, o projeto de asfalto e drenagem de águas pluviais já está sendo finalizado, a licitação será lançada em janeiro de 2022, para que ainda no primeiro semestre a obra de asfalto de 2,5 quilômetros seja feita, no Cinturão Verde, no Pedra 90. “Pela topografia da área acreditamos que a obra será relativamente rápida, a obra tem emenda do deputado Botelho e contrapartida do município”, disse o adjunto.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Emenda parlamentar garante ambulância para Poconé

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A cidade de Poconé completou 241 anos na sexta-feira (21), e de presente ganhou mais uma ambulância. O veículo foi adquirido com emenda parlamentar do deputado Wilson Santos (PSDB) e será utilizado no transporte de pacientes graves para a capital.
De acordo com a secretária municipal de Saúde, Vilma Regina Figueiredo Arruda, Poconé contava apenas com cinco veículos para atender a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o hospital municipal e a Secretaria de Saúde . Vilma Arrruda frisou que todos os dias cerca de quatro pacientes, com risco de morte ou necessidade de exames mais complexos, são transportados para Cuiabá.
“Fazemos em média 120 viagens por mês à capital e precisamos constantemente de ambulâncias novas e bem equipadas. Agradecemos ao deputado Wilson por mais uma vez ter ajudado o município de Poconé. Agora, temos seis veículos para atender nossa população com segurança”, disse.
A emenda foi solicitada pelo vereador Itamar Lourenço (PSB). Ele fez questão de ressaltar a importância do relacionamento suprapartidário entre legisladores municipais e deputados.
“É muito importante frisarmos que o bom legislador é aquele que não se apega a sigla partidária. O deputado Wilson Santos é um parlamentar que consegue agregar políticos de diferentes partidos para atender a sociedade. Creio que a política tem que seguir este caminho. Fizemos a requisição e fomos prontamente atendidos. Por isso, só tenho a agradecer”.
O prefeito Tatá Amaral (DEM) destacou a iniciativa e disse que desde 1990, quando era deputado federal, Wilson Santos ajuda a cidade.
“O deputado Wilson Santos tem nos ajudado muito. Além desta ambulância, ele destinou recursos para a compra de um equipamento de ultrassom para nossa cidade. Desde a época em que era deputado federal ele tem olhado com carinho, atenção e respeito para o município de Poconé e pra nossa gente”.
“A saúde é o bem mais precioso que temos. Fico feliz em atender a população de Poconé mais uma vez. Gente humilde e acolhedora que sempre me recebeu de braços abertos e que apoia nosso trabalho. Quando concorri a deputado federal, em 1990, fui o candidato mais votado na cidade. Muito obrigado, contem sempre comigo”, declarou o deputado Wilson Santos.

Leia mais:  Leis sancionadas ampliam rede de apoio à saúde do homem e da mulher
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Fecomércio declara apoio a projeto que proíbe exigência de passaporte sanitário em MT

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT), manifestou apoio ao Projeto de Lei n 01/2022, que tem o objetivo de proibir a exigência do comprovante de vacina contra a COVID-19 ao cidadão do Estado para ter acesso a estabelecimentos públicos ou privados. A proposta foi apresentada pelo deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) no início deste ano e aprovada por maioria dos parlamentares em primeiro turno.

Em nota técnica publicada no dia 6 de janeiro, assinada pelo superintendente da Fecomércio, Igor Cunha, a entidade se manifestou favorável a proposta, projetando benefícios ao comércio no caso de o texto ser aprovado da mesma forma que foi apresentado.

A nota técnica em defesa ao projeto cita o direito ao exercício livre de qualquer atividade econômica, previsto na Constituição Federal, a falta de evidências científicas de que a vacinação interrompe a transmissão do vírus, o fato de o Comitê de Emergência sobre a covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) já ter se manifestado contra a obrigatoriedade do passaporte sanitário para viajantes internacionais, além de possíveis prejuízos que o passaporte sanitário trará aos comerciantes do Estado.

“Diante de todo o exposto, a Fecomércio-MT se posiciona de forma favorável ao PL 01/2022 por entender que a instituição de qualquer exigência de apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19, para acesso aos estabelecimentos públicos e privados, tolheria os direitos constitucionais à livre iniciativa e autonomia privada, ao passo que os empresários e comerciantes se verão obrigados a exigirem os comprovantes de vacinação de seus clientes para que estes adentrem aos estabelecimentos, criando um obstáculo desnecessário que dificultará o acesso ao comércio e inegavelmente reduzirá o fluxo de pessoas que fomentam a atividade exercida por estes”, diz o documento.

Leia mais:  Merenda escolar de Mato Grosso pode ser enriquecida com mel e derivados

Para Cattani, o parecer técnico da Fecomércio é de grande importância para que a Assembleia Legislativa e a população do Estado entenda que uma eventual obrigação da apresentação do comprovante da vacina não será benéfica para o comerciante que terá que impor uma restrição e para o cidadão, que perderá a liberdade de ir e vir, caso não esteja com sua caderneta de vacinação em mãos.

“Fico muito feliz com este apoio e agradeço meu amigo José Wenceslau Junior. A Fecomércio que nos encaminhou este parecer técnico favorável ao projeto e contra a obrigação do passaporte sanitário para o comércio e órgãos públicos de Mato Grosso. Agradeço a instituição e a toda a população que está nos ajudando nesta luta pela liberdade”, afirmou o parlamentar.

Primeiro projeto apresentado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso em 2022, a proposta que prevê a proibição da exigência do passaporte sanitário no Estado foi aprovada com 17 votos favoráveis. 

O texto ainda precisa passar por uma segunda votação no plenário, que deve acontecer no mês de fevereiro, antes de ser encaminhado para a sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana