conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Atriz da Globo diz que pole dance é “tão importante quanto terapia”

Publicado


source
Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor
Instagram

Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor

Um dia antes da virada do ano, Carol Garcia passou por uma experiência transformadora na Bahia, para onde viajou de carro na companhia de amigos. Com os pés nas águas do rio da Barra do Cahy, antes de seu encontro com o mar, ela teve cortado o longo cabelo, cultivado para dar vida à Betina de “Quanto mais vida, melhor”.

“Encontrei com o amigo de uma amiga, que é cabeleireiro, por acaso. E ele me convidou a entregar tudo naquele rio. Pediu que eu pensasse na mulher que eu queria ser a partir de agora. A gente foi conversando, e eu chorando, deixando pedaços de mim ali. Vivi um momento lindo! Quando terminou, o cabelo estava molhado e não tinha nenhum espelho por perto. Falei: ‘Mesmo se tiver ficado horrível, eu vivi a experiência mais gostosa dos últimos tempos’. No fim das contas, está lindo, amei!”, iniciou. “Tenho uma relação muito forte com cabelo. Acho que o corte e o jeito que mexemos nele dizem muito sobre a nossa personalidade”, conta a atriz, que é naturalmente loura, mas mantém os fios avermelhados desde que interpretou Sabrina, a “sugar baby” de “A dona do pedaço” (2019): “Eu me encontrei ruiva, e pretendo me manter assim”.

O visual, mais quente, combina com a nova fase da carioca, de 31 anos. Solteira há um ano, ela afirma que tem redescoberto seu corpo, seus pensamentos e seus comportamentos: “É a primeira vez que fico tanto tempo sem ninguém. Estou batendo o meu recorde e me dando os parabéns. Depois de emendar namoros, é bom entender como a gente funciona sozinha, longe do olhar masculino. Nos últimos meses, eu me conectei com a minha sexualidade, mergulhei na minha história e entendi as violências que sofri. Geralmente, a gente só percebe que foi vítima de abusos psicológicos, de relacionamentos tóxicos, quando eles acabam. Estou atenta”.

Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor
Instagram

Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor

O pole dance, que aprendeu para a personagem da trama das sete, acentuou a sensação de libertação, ela revela. “Foi tão importante quanto a terapia pra mim. Parece exagero, mas não é. Eu não me achava uma mulher sensual, e tinha muita vergonha de ser. Entendi minhas travas e fui curando cada uma delas ao longo da novela. Trouxe o pole dance para a minha vida pessoal. Ele faz parte da minha reconexão com o meu sagrado feminino. Entendi que o meu corpo é meu, eu vou respeitá-lo e amá-lo como ele é. Esse trabalho me proporcionou um banho de autoestima!”, celebra Carol.

Leia mais:  BBB22: Naiara Azevedo mentiu sobre gravidez para a mãe

Carol se diverte ao tentar se imaginar na situação de Betina, vivendo sob o mesmo teto que o ex, outra ex dele e a ex-sogra. “Eu nunca vi isso na vida (risos)! No caso daquela família, foi a solução encontrada para superar as dificuldades financeiras. Não existe tensão sexual ali, são muito bem resolvidos, se apoiam”, analisa. A atriz acredita na transmutação de amor em amizade, ao fim de uma relação: “Sou namoradeira, então tenho alguns ex. Com o último (o ator Eduardo Speroni), tenho uma relação superlegal, assim como com a família dele. Mas também tenho ex com quem não falo mais. Quando há desvio de caráter, violência, aí não dá”.

Leia Também

Em “Quanto mais vida, melhor”, Betina vai reencontrar o amor, em breve, nos braços de outro jogador de futebol. “A impressão que eu tenho é que ela não amou mais ninguém depois de Neném (Vladimir Brichta). Beta está num momento meio triste, quando Chicão (Sérgio Menezes) surge e muda tudo”, conta. Carol enaltece o texto do autor Mauro Wilson, que coloca Betina e Jandira (Micheli Machado), as duas ex-mulheres de Neném, como parceiras em cena: “Como é importante a gente ver cada vez mais na televisão um olhar de amor, generosidade e acolhimento entre mulheres! Uma vê na outra um apoio, não existe disputa. A relação das duas personagens é incrível, e eu e Michele trouxemos isso para as nossas vidas”.

Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor
Instagram

Carol Garcia está no ar em Quanto Mais Vida Melhor

“Eu estou viciada na novela! Assisti a tudo até agora. Na Bahia, quando estava sem sinal de TV, entrava no wifi pra ver pelo Globoplay (risos). Tem cenas que a gente está vendo agora e foram gravadas um ano atrás. É reviver tudo. A parte mais legal é que na época a gente não fazia a menor ideia do que ia funcionar e não ia. O público está adorando o núcleo da família de Neném! Eu criei um perfil no Twitter para acompanhar a repercussão e também vejo como a boa relação de Betina com Jandira traz um frescor para quem acompanha. É uma obra fechada, não tínhamos como sofrer essa influência da opinião do público durante as gravações (por causa da pandemia). É um processo novo, com altos e baixos. Mais altos do que baixos, eu acho. Tem uma coincidência legal: sou carioca da Zona Norte, nasci no Grajaú e moro na Tijuca, onde se passa a novela. Eu gravei cenas na porta de casa, praticamente”, conta Carol.

“Eu amo loucamente trabalhar com humor, mas não quero fazer só isso. Fiquei três anos no ‘Parafernalha’, fiz um filme com o Whindersson e com o Tirulipa… E Betina é uma personagem muito rica nesse trânsito. Tem drama, tem humor sutil, tem humor dramático… Eu quero diversificar, e gostaria muito que ela me abrisse esse caminho. Que as pessoas consigam ver em mim potencialidade para outras vertentes da atuação”, torce a atriz. Carol tem em vista para julho uma série no streaming, mas ainda não pode dar mais detalhes sobre. “Até lá, não são férias prolongadas, é desemprego mesmo. A batalha do artista é diária. Eu quero aproveitar esse tempo para estudar muito, voltar a escrever. Tenho a ideia de escrever um livro de crônicas mais pra frente. Pra não enlouquecer, vou trabalhando a minha criatividade, botando para fora as coisas que estão aqui pulsando, de uma outra forma. Toco um pouquinho de violão, de ukulele… A minha trajetória é muito forte no teatro, foram duas décadas antes de chegar à TV. Nos palcos, a gente expande os nossos talentos. Fiz musicais, incursões em óperas… Para além do trabalho, a minha terapia em casa é cantar e tocar”, entrega.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

ENTRETENIMENTO

‘BBB 22’: Jequiti debocha de atividade da Avon e viraliza

Publicado


source
Tiago usou maquiagem da Avon, marca rival da Jequiti
Reprodução/BBB

Tiago usou maquiagem da Avon, marca rival da Jequiti

No ‘BBB’, vale tudo para viralizar nas redes sociais, até investir no deboche! Na tarde desta quinta-feira (20), os brothers fizeram uma atividade da Avon, marca patrocinadora do reality e ganharam produtos da marca. No Twitter, a marca de cosméticos publicou uma foto de  Tiago Abravanel fazendo skincare e usou um trocadilho para falar dos produtos. 

“Abrava descobriu que a brava pra cuidar da pele sou eu!”, diz a publicação da marca. A Jequiti, marca de cosméticos do avô de Tiago Abravanel, Silvio Santos, resolveu comentar com um pouco de deboche a publicação. 

“Pode testar A VONtade, mas quando ta no sangue, ta no coração…”, disse a marca.

Leia Também

Os fãs do reality e de uma boa briga comentaram a publicação e fizeram memes sobre o assunto. “A Patrícia Abravanel usando o perfil da Jequiti para jogar shade”, disse um internauta, dizendo que a marca foi usada para mandar indireta. 


Leia mais:  'BBB 22': Rodrigo pede desculpas para Naiara por tratá-la mal





Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Velório de Elza Soares será no Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Publicado


source
Elza Soares morreu aos 91 anos
Reprodução

Elza Soares morreu aos 91 anos

O velório da cantora Elza Soares, que morreu aos 91 anos nesta quinta-feira , será no Teatro Municipal do Rio, no Centro da Cidade, nesta sexta-feira. Inicialmente, a cerimônia será fechada para familiares e será aberta ao público ao meio dia.

Após o velório, o corpo será enterrado no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. A notícia da morte da cantora foi confirmada pela família.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, diz o comunicado, assinado por Pedro Loureiro, Vanessa Soares, familiares e Equipe Elza.

Elza Soares seguiu cantando até os últimos dias como sempre desejou. Considerada “cantora do milênio” pela rede de televisão britânica BBC, a artista se denominou “A mulher do fim do mundo” desde o lançamento do álbum homônimo, em 2015. Foi o 34º trabalho da carreira, o primeiro exclusivamente de inéditas.

“Tudo tem seu tempo certo. Esse CD, produzido por Guilherme Kastrup, veio na época em que eu mais precisava de apoio e carinho. Tinha acabado de perder um filho e estava na luta para me recuperar após uma séria cirurgia na coluna. Deus é justo”, resignou-se Elza, para completar: “E agora está aí esse trabalho incrível. Estou muito feliz”. 

Leia mais:  Daniela Mercury encerrara o festival Folia SP em abril

O trecho fez parte de uma entrevista exclusiva ao EXTRA. Nela, a artista relembrou toda sua trajetória de luta e dor, até pela perda de cinco filhos.

Leia Também

“A Elzinha é essa mulher que eu canto. É um disco com 11 canções que me renovou. Fala de pobreza, agressão à mulher, amor, sexualidade… Tudo que eu já passei. A gente está nessa vida para lutar”, defendeu ela: “Eu acredito em Deus, nos meus guias de luz. A resposta para vida está aqui entre nós. Nunca me revoltei por tudo que já me aconteceu. Não sou a única a perder filho. É claro que dói demais. Mas todos nós temos uma missão”.

Apegada à religiosidade, Elza Soares declarou que sua sensibilidade espiritual era tão aguçada que o dom da premonição a acompanhava há tempos. Por duas vezes, revela, soube que os filhos morreriam.

“Eu ia percebendo com alguns sinais enquanto estava dormindo, acordada… É complicado explicar “, afirmou ela, que continuou: “Da mesma forma como aconteceu com o Garrinchinha (nascido em 1976 e morto num acidente de carro aos 9 anos, quando voltava de Pau Grande, distrito da cidade do pai-ídolo, Magé, na Região Metropolitana do Rio), foi com Gilson (morto aos 59 anos após complicações de uma infecção urinária e sepultado no dia 27 de julho, aniversário dela)”, disse.

“Se eu colocar isso como primeiro plano da minha vida, enlouqueço. Deixo acontecer porque eu não sou daqui, ninguém é. De qualquer maneira, você não tem ideia de como é angustiante saber que um filho vai morrer”, disse.  

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana