conecte-se conosco


CUIABÁ

Agentes de endemias fazem atualização e recebem materiais de trabalho para início dos trabalhos de 2022

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Cuiabá iniciou a primeira semana do ano de 2022 com um curso de atualização para mais de 300 agentes de combate a endemias, além de entrega de equipamentos de proteção individual e larvicidas. Para evitar aglomeração, as turmas foram separadas por regional. O curso foi dividido em quatro etapas, conforme explica Daniel Silveira Cintra, supervisor da UVZ na regional leste. “O curso mostra como eles devem entrar nas casas, ser um bom ouvinte, quais perguntas devem fazer. Também aprendem sobre o preenchimento dos formulários, os pontos estratégicos, além de informações que eles devem trabalhar com os moradores, como o Aedes aegypti, o panorama da dengue no nosso município e a cultura da prevenção, que precisa ser estimulada com o morador”, elenca. 

A capacitação faz parte de um trabalho de rotina da UVZ, que vai sendo readaptada a cada ano. Apesar disso, a última edição ocorreu em 2019 porque, em 2020 e 2021, o cenário da pandemia ainda não permitia a reunião de tantas pessoas. Daniel Cintra destaca que trata-se de uma oportunidade para ambos os lados, tanto para a coordenação da UVZ, quanto para os agentes que atuam na ponta. “É um momento de ouvir quem está no trabalho de campo e obter mais informações da realidade que eles lidam”. 

Josué de Oliveira Silva, agente de combate a endemias há 18 anos, destaca a importância de anualmente rever o conteúdo que precisa ser trabalhado no dia-a-dia. “Ajuda bastante porque têm muitas informações que com o tempo vão passando despercebido e as capacitação ajudam bastante a gente a reforçar”, diz.

Em relação ao atual cenário do trabalho de campo, o profissional afirma que ainda há pessoas que resistem à entrada dos agentes nas residências, por medo do contágio pelo coronavírus, mas destaca que mesmo nessas situações, o trabalho de conscientização quanto à prevenção à dengue, zika e Chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, continuam.  “Ainda vamos ter bastante resistência por conta da pandemia, porque muitos idosos ainda não aceitam receber a visita. Nesse caso eu oriento a pessoa pelo portão para ajudar pelo menos um pouco. A gente tem um olhar clínico para detectar os focos, os criadouros. Então a gente explica para eles e pede para ele virarem a garrafa do quintal, por exemplo. Se não fosse esse trabalho dos agentes, teríamos um cenário muito mais crítico, ainda mais agora que está chovendo direto”, comenta. 

Leia mais:  Construção da Orla do Porto II avança com a concretagem do calçadão e instalação da iluminação de LED

Entrega de materiais de trabalho

Além da requalificação, os agentes de combates a endemias repuseram seus estoques de larvicida, que este ano mudou. Anteriormente era utilizado um produto químico, que foi substituído pelo Espinosade, que é biológico e menos prejudicial aos humanos e ao meio ambiente, mantendo a eficácia para matar larvas do mosquito. 

Os agentes também receberam máscaras faciais e álcool 70, que são disponibilizados em média a cada 15 dias, e protetor solar FPS 60, que é entregue a cada ciclo de visitas domiciliares, que ocorrem 6 vezes ao ano. 

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Prefeito participa da abertura da 3ª Conferência Municipal de Saúde Mental de Cuiabá nesta terça-feira (25)

Publicado


Começa nesta terça-feira (25), às 14h e vai até a próxima quinta-feira (27), de forma totalmente online, a 3ª Conferência Municipal de Saúde Mental de Cuiabá. A abertura do evento contará com as participações do prefeito Emanuel Pinheiro e da secretária municipal de Saúde, Suelen Alliend. Nesta edição, a conferência tem como tema central “A Política de saúde mental como direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantias dos serviços da atenção psicossocial do SUS”. 

A palestra magna será proferida pelo professor Eurípedes Júnior, vice-presidente da Sociedade Amigos do Museu da Imagem do Inconsciente. Ele trabalhou com a psiquiatra Nise da Silveira nesse museu na década de 1970, onde produziu documentários, publicações, cursos e exposições. É doutor em Museologia e Patrimônio (UERJ). 

Os inscritos residentes em Cuiabá poderão participar através do aplicativo Zoom, uma vez que haverá as rodas de discussão e deliberação. Já os inscritos de outros municípios e pessoas que não fizeram inscrição poderão acompanhar pelo canal do Conselho Municipal de Saúde (CMS) no Youtube (clique aqui). O público-alvo são trabalhadores e usuários da Saúde mental, entidades da sociedade civil e população em geral. 

A Conferência tem como objetivo propor diretrizes para a formulação da Política Municipal de Saúde Mental e o fortalecimento dos programas e ações de Saúde Mental. 

O evento é uma realização da Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e do Conselho Municipal de Saúde (CMS).

PROGRAMAÇÃO

25/01/2022 (Terça-Feira)

Abertura

14:00h – Abertura Oficial – Composição da Mesa 

Prefeito de Cuiabá: Emanuel Pinheiro

Secretária Municipal de Saúde de Cuiabá: Suellen Danielen Alliend.

Leia mais:  Prefeito participa da abertura da 3ª Conferência Municipal de Saúde Mental de Cuiabá nesta terça-feira (25)

Vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde de Cuiabá: Julio Cesar de Souza Garcia

Coordenadora da Conferencia Municipal de Saúde Mental de Cuiabá: Nilva Maria Fernandes de Campos 

Coordenadora de Mesa: Nilva Maria Fernandes de Campos – Assessora de Planejamento – ASPLAN/SMS – Cuiabá/MT. 

14:30h – Conferência Magna: “A Política de Saúde Mental como Direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS”.

Conferencista: Professor: Eurípedes Junior – Vice-Presidente do Museu de Imagens do Inconsciente 

Coordenadora de Mesa: Nilva Maria Fernandes de Campos – Assessora de Planejamento – ASPLAN/SMS – Cuiabá/MT.

Debatedora: Darci Silva Carvalho Bezerra – Coordenadora Técnica de Saúde Mental/SMS-Cuiabá 

16:00h – Analise da Conjuntura da Saúde Mental de Cuiabá.

16:30h – Aprovação do Regimento Interno da III Conferência de Saúde Mental de Cuiabá.

18:00h – Encerramento 

26/01/2022 (Quarta – Feira)

14:00h – Dinâmica de Abertura. 

14:30h –Trabalho em Grupo por Eixo Temático:  Eixo I – Cuidado em Liberdade como Garantia de Direito a Cidadania; Eixo II – Gestão, Financiamento, Formação e Participação Social na Garantia de Serviços de Saúde Mental; Eixo III – Política de Saúde Mental e os Princípios do SUS: Universalidade, Integralidade e Equidade e Eixo IV – Impactos na Saúde Mental da População e os Desafios para o Cuidado Psicossocial Durante e Pós-Pandemia.

18:00h Encerramento  

27/01/2022 (Quinta – Feira)

14:00 h – Dinâmica de Abertura  

14:30 h – Plenária Final 

16:00h – Eleição dos Delegados de Cuiabá para a Etapa Estadual. 

17:00h – Encerramento 

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Crianças recebem 1ª dose da vacina contra Covid nas unidades básicas de saúde

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

A gestão Emanuel Pinheiro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, avança no combate à Covid-19. Nesta segunda-feira (24), cinco unidades básicas de Saúde passaram a vacinar exclusivamente crianças contra o coronavírus atendendo a recomendação do Ministério da Saúde, que determina que a vacinação do público de 5 a 11 anos não pode ser feita no mesmo local onde os adultos são vacinados.               

Na regional Leste já está em funcionamento o polo de vacinação da UNIC, que passou a ser exclusivo para crianças. Na regional Sul, que é muito grande, serão dois locais de vacinação para o público de 5 a 11 anos: USF do Pedra 90 Ie II  e USF Parque Cuiabá. Na regional Oeste o local escolhido foi a USF Quilombo e na regional Norte a coordenação precisou trocar o local que já havia sido anunciado por questões de logísticas, por isso a vacinação será na USF Jd.Vitória I. Já na regional rural, a USF Guia realizará a vacinação, além do Programa Amor I  e Amor II. As unidades vão fazer a aplicação das 8h às 11h e das 13h às 16h30.                         

“Continuamos na batalha contra a Covid-19, desta vez imunizando nossos cuiabaninhos e cuiabaninhas. Como não podemos disponibilizar muitas unidades básicas para a imunização das crianças, porque ainda estamos imunizando os adultos, além de atendermos vários pacientes com sintomas gripais, pedi que colocassem ao menos uma unidade em cada regional, para facilitar o acesso da população”, explicou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Na manhã desta segunda, muitas crianças acompanhadas dos responsáveis já procuraram as unidades para se vacinarem. Uma das maiores preocupações dos pais é com o retorno das aulas presenciais.

Leia mais:  Crianças recebem 1ª dose da vacina contra Covid nas unidades básicas de saúde

O Emanuel Wendpap, de 11 anos, acompanhado da mãe, a radialista Aline Wendpap, disse que agora se sente protegido para voltar à escola. “Perdemos muitos entes queridos, tios, primos e amigos, além de vários casos da doença entre pessoas da família. Então, pensei que agora com retorno das aulas seria importante que ele estivesse protegido”, disse a radialista.

Corajoso, o Heitor Costa, de apenas 5 anos, afirmou que não sentiu nenhuma dor durante a vacinação. O pai, professor Jedival Costa, defendeu a imunização das crianças. “A minha esposa trabalha na área da saúde e já tomou as três doses, eu sou professor e também já tomei as três doses. Então, faltava ele para que a gente ficasse mais tranquilo, principalmente, com a volta às aulas. Mas,  graças a Deus agora a gente fica mais tranquilo”, pontuou o professor.

A Lígia Cortella, de 6 anos, levou até plaquinha na vacinação, muito empolgada ela disse que se vacinou porque não quer ficar doente. A mãe, professora Bárbara Cortella, comentou que se sentiu orgulhosa da filha. “Ela foi muito corajosa e já estava na expectativa de ser vacinada desde quando eu tomei a primeira dose e ela foi comigo, que também fiz plaquinha. Agora, ela já está protegida para voltar às atividades”, declarou.

Também acompanharam a vacinação os integrantes do grupo ‘Sorria’, que realizam trabalhos voluntários em hospitais da Capital. Na ocasião, as crianças ainda ganharam um certificado de coragem ao receberem a dose da vacina.  “Realizamos trabalhos voluntários em hospitais levando alegria para as crianças. Por conta da pandemia a gente deu uma moderada, mas já voltamos com os trabalhos. Também realizamos visitas em creches e escolas”, disse Rosinha Soares, a palhacinha Aipim.

Leia mais:  Construção da Orla do Porto II avança com a concretagem do calçadão e instalação da iluminação de LED

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana