conecte-se conosco


ESPORTES

Vila Nova vence e o Londrina e garante permanência na série B

Publicado


FICAMOS! Vila Nova vence o Londrina e garante matematicamente a permanência na Série B
Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova F.C.

Na luta, garra, disposição, imposição, ao melhor estilo Vila Nova, o Tigrão venceu o Londrina na noite desta sexta-feira (19) por 2 a 1. Este resultado pela penúltima rodada da Série B, no OBA, garantiu a permanência do colorado na segunda divisão nacional da próxima temporada. Os gols foram marcados por Alesson e Arthur Rezende, este último de pênalti, enquanto Marcelinho diminuiu para o Tubarão.

A próxima rodada é contra o Vitória, em Salvador, para fechar a competição. O jogo acontece no domingo (28), às 16h, no Barradão. Antes disso, o Vila tem compromisso pela Copa Verde, já nesta quarta-feira, pelo jogo de ida da semifinal contra o Nova Mutum-MT, às 19h30 no Onésio, em Goiânia.

O jogo

Precisando da vitória de qualquer maneira, o Londrina se lançou ao ataque no início. Mas o Vila soube suportar a pressão e saiu na frente.

Aos 37, Diego Tavares ganhou de todo mundo na velocidade na esquerda e cruzou rasteiro na medida para a área. Lá estava Alesson que empurrou para as redes para marcar seu 7º gol na Série B.

Quando o relógio marcava os 45, Moacir foi derrubado na grande área e foi marcado o pênalti. Arthur Rezende deslocou o goleiro e ampliou para o colorado.

No segundo tempo, o Vila teve as melhores chances, com todos os jogadores entrando bem. Mas o Londrina diminuiu com gol de Marcelinho.

No fim, ficou mesmo em 2 a 1 para o Tigrão. Resultado que cravou de vez, matematicamente, a permanência do Vila na Série B do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica
Vila Nova 2×1 Londrina – 37ª rodada da Série B 2021
Data: 19 de novembro de 2021
Horário: 21h30
Local: Estádio OBA; Goiânia (GO)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)
VAR: Pablo Ramón Gonçalves Pinheiro (RN)

Gols: Alesson (37’ do 1º tempo) e Arthur Rezende (45’ do 1º tempo) (VIL); Marcelinho (27’ do 2º tempo) (LEC)
Cartões Amarelos: Arthur Rezende, Alesson, Diego Tavares, Georgemy (VIL); Matheus Bianqui, Marcondes e Zeca (LEC)

Vila Nova: Georgemy; Moacir, Renato, Rafael Donato e Bruno Collaço; Pedro Bambu (Xandão), Dudu (Kallyl) e Arthur Rezende; Alesson (Tiago Real), Clayton (Rafael Silva) e Diego Tavares (Alan Grafite)
Técnico: Higo Magalhães

Londrina: César; Matheus Bianqui (Bidia), Marcondes, Augusto e Felipe Vieira (Caprini); Jhonny Lucas (Salatiel), João Paulo e Mossoró; Victor Daniel (Marcelinho), Zeca e Roberto (Gegê)
Técnico: Márcio Fernandes

fonte: https://www.vilanovafc.com.br/noticias/170-ficamos-vila-nova-vence-o-londrina-e-garante-matematicamente-a-permanencia-na-serie-b

Leia mais:  Vila Nova ganha do Vitoria e encerra partição na serie B
COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Com apoio da Nação, Flamengo vence o Ceará por 2 a 1 no Maraca

Publicado


Foto: Gilvan de Souza / CRF
Foto: Gilvan de Souza / CRF

Pela 36ª rodada do Brasileirão, o Flamengo venceu o Ceará por 2 a 1 na noite desta terça-feira (30), no Maracanã. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Gabi e Matheuzinho. Vale destacar que a Nação Rubro-Negra deu um show, comparecendo em peso e apoiando o time durante os 90 minutos.

O jogo
O Flamengo começou a partida com tudo, e logo aos dois minutos, já abriu o marcador do Maraca! Diego desarmou Fabinho, a bola sobrou para Gabigol, que ajeitou o corpo e bateu sem chances para João Ricardo: 1 a 0. O Mais Querido continuou pressionando o Ceará em busca de mais gols. Aos 12’, após escanteio cobrado por Andreas, Gabi pegou de primeira e a bola passou com perigo.

Aos 21’, o Mengão encaixou um contra-ataque de almanaque. Andreas tabelou com Gabi e tocou para Bruno Henrique, que empurrou para as redes. Após consulta ao VAR, o árbitro assinalou impedimento do camisa 27 e anulou o gol. Na reta final da primeira etapa, Matheuzinho desceu em velocidade pela direita e cruzou na área. Gabi cabeceou firme e a bola explodiu no travessão.

Já nos acréscimos, novamente Gabriel “tabelou” com o adversário e bateu forte da entrada da área. A bola passou com muito perigo, rente à