conecte-se conosco


MATO GROSSO

Seduc debate implementação de Diretorias Regionais de Educação

Publicado


A secretaria de Estado de educação (Seduc) realizou, na manhã desta sexta-feira (19.11), um amplo debate com os servidores da educação sobre a implementação das Diretorias Regionais de Educação (DREs). A estrutura eleita pela secretaria segue o modelo aplicado na maior parte dos Estados do país e, partir de 2022, Mato Grosso passará a contar com 15 diretorias cujo objetivo é implementar o modelo de gestão descentralizada.

As Diretorias Regionais de Educação são divisões administrativas que coordenam a aplicação da política educacional do Estado em diferentes municípios. Cada diretoria regional é composta por unidades organizacionais como Coordenação de Gestão Pedagógica, Coordenação de Gestão Escolar, Coordenação Financeira, Coordenação de Formação e demais conteúdos relacionados à gestão da educação.

“As DREs estão sendo criadas para aperfeiçoar todas as ações planejadas pelo Governo do Estado para educação. Não seria viável desenvolvermos tantos programas, ampliarmos os projetos sem que aproximássemos a secretaria aos municípios, às pessoas. Com isso caminhamos para nosso maior propósito que é melhora dos índices da educação. Nós faremos o ensino de Mato Grosso ser um dos melhores do país”, destaca o secretário Alan Porto.

A regionalização foi idealizada após sucessivas visitas técnicas em Estados com sistemas semelhantes como Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Com isso, para viabilizar que as unidades escolares dos 141 municípios sejam continuamente atendidas por um desses 15 polos, a Seduc vai implementar Núcleos Regionais de Educação, em municípios mais distantes, com muitas escolas na zona rural e salas anexas, vinculados a essas diretorias.

“Esse encontro foi muito relevante, nos trouxe esclarecimentos sobre como será a nova estrutura das Diretorias Regionais. Além de nos apresentar mais informações sobre essa nova estruturação e tirar todas as dúvidas, houve a divulgação das datas previstas para a publicação do edital da formação das equipes que estarão atuando nessas diretorias. Esse debate trouxe um alento para todos nós, profissionais da educação”, afirmou Edileuza Maçaneiro, diretora regional de Alta Floresta.

Leia mais:  "Esse empreendimento vai viabilizar o turismo aqui na baixada Cuiabana", afirma deputado Paulo Araújo

As DREs estarão em localidades que contam com o maior número de estudantes. Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juína, Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Várzea Grande e Querência, são os polos denominados como “mini Seducs”.

“Eu gostei de todo encontro porque eu vejo a Seduc desenvolvendo ações com muita transparência, os recursos estão chegando na escola de forma mais rápida e nós estamos conseguindo trabalhar de maneira mais eficiente”, declarou Vanderlei Santos, assessor pedagógico de Juara.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Dezessete motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Lei Seca em Cuiabá

Publicado


Dezessete motoristas foram presos na madrugada deste domingo (28.11), após serem flagrados embriagados, durante a 72ª edição da Operação Lei Seca. Dois destes motoristas, ainda tiveram o agravante de desacatar os servidores públicos que trabalhavam durante a ação, que ocorreu na Av. Manoel José de Arruda, no bairro São Matheus, em Cuiabá.

O crime de desacato ao funcionário público no exercício da função ou em razão dela está previsto no Artigo 331 do Código Penal e a pena pode variar entre seis meses a dois anos de detenção ou multa.

A operação fiscalizou 110 veículos, realizando igualmente 110 testes de alcoolemia. Um total de 75 Autos de Infração de Trânsito (AITs) foram lavrados, sendo 26 por condução de veículo sob efeito de álcool, 26 por condução de veículo sem registro ou não licenciado, oito por condução de veículo sem possuir habilitação para tal, oito por recusa à realização do teste de alcoolemia e sete por motivos diversos.

Do total de veículos fiscalizados, 46 foram autuados e 45 foram removidos, sendo 40 carros e 5 motocicletas. A iniciativa também recolheu 22 documentos, sendo 19 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e três Comprovantes de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

A Operação Lei Seca é uma ação integrada, coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp) e nesta edição contou com a participação do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Polícia Penal e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  "Esse empreendimento vai viabilizar o turismo aqui na baixada Cuiabana", afirma deputado Paulo Araújo
Continue lendo

MATO GROSSO

Websérie e livro homenageiam fundadores de grupo de siriri de Chapada dos Guimarães

Publicado


Reconhecidos pelo trabalho de fortalecimento e difusão do cururu e siriri em Chapada dos Guimarães, o casal Deijanil Maria do Nascimento e Pedro Boaventura da Silva será homenageado em uma websérie e um livro desenvolvidos com recursos do edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

As obras trazem uma retrospectiva do trabalho realizado pelos fundadores do Grupo Folclórico Siriri Patucha, bem como o reconhecimento pela valorização da cultura popular no município. O lançamento será na segunda-feira (29.11), às 19h, na Casa da Quineira, em Chapada dos Guimarães.

O projeto ‘Aos mestres com carinho’ foi selecionado no edital, desenvolvido a partir da Lei Aldir Blanc. No dia 01 de dezembro ocorre a exibição pública da websérie, na Câmara Municipal de Vereadores de Chapada dos Guimarães, às 19h. O material, que conta com 10 episódios, também ficará disponível no youtube.

Proposto pela incubadora de negócios Pedaço do Mundo Hub, coordenado por Eliana Muxfeldt e Idineia Bressan, o projeto possui um instagram (@mestresculturaismt), onde há informações e contato do grupo.  

“O Patucha representa muito mais que um grupo de dança tradicional mato-grossense, foi e continua sendo um espaço afetivo que impactou positivamente a vida de inúmeros jovens, que cresceram em um contexto de união, pertencimento, integração, responsabilidade, amizade e respeito. E esse impacto se deve à dedicação do professor Pedrinho e Deja, como são chamados carinhosamente os homenageados”, descreve o texto de divulgação na mídia social.

O nome Patucha é uma sigla de Panorama Turístico de Chapada, termo que, na década de 70, era usado em um clube onde o siriri era uma das atrações. Nos 20 anos de história, o Grupo Folclórico Patucha fez apresentações em várias cidades de Mato Grosso, além de marcar presença em eventos para turistas, no Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães e no Festival de Cururu e Siriri, em Cuiabá.  

Leia mais:  Dezessete motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Lei Seca em Cuiabá

Conexão Mestres da Cultura

O edital surgiu para compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado, reconhecendo o trabalho desenvolvido por pessoas impactaram a cultura mato-grossense, considerando sua contribuição para o fortalecimento da cultura do estado e sua importância para a comunidade que atua.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana