conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Rede Municipal realiza atividades pedagógicas com foco na equidade racial durante todo ano

Publicado


A criança não nasce com preconceitos, na maioria das vezes o racismo racial vem do ambiente social e familiar. Em Várzea Grande, as escolas e creches municipais possuem um Currículo Escolar que inclui e trabalha a igualdade racial, a diversidade de raças e a valorização do ser humano com atividades e debates durante todo o ano. “Atuamos na promoção da igualdade de oportunidades para todos os estudantes da educação básica, o que passa necessariamente por garantir os princípios da equidade racial na formulação do planejamento anual de atividades pedagógicas”, afirmou o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidelis.

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, 20/11, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SMECEL) promoveu a Semana da Diversidade com inúmeras ações em todas as unidades escolares. As atividades foram preparadas pelos alunos, professores e coordenações pedagógicas demonstrando a capacidade dos profissionais de Educação de Várzea Grande em promover uma gestão escolar que também valoriza a cultura, a história e a beleza negra.

Uma das ações teve a participação do secretário nacional de Políticas Públicas de Promoção e Igualdade Racial, Paulo Roberto. “Esse momento de parar para pensar no fato de que as mazelas de hoje decorrem de uma estrutura de descriminação, de preconceito e de racismo, por causa de políticas equivocadas que foram feitas no passado, especialmente nesse mês da consciência negra, é fundamental. O país precisa entender de fato e não só concicer com todo esse histórico de discriminação e desigualdade, que a Contituição Federal nos manda combater”, pontuou.

Paulo Roberto ainda acrescentou que “além de da aquisiçãode bens materiais o que está em primeiro lugar é a discussão de política de igualdade racial, que não está voltada exclusivamente para a população negra, mas também para as comunidades tradicionais como os ciganos, os circenses, os indígenas, quilombolas, pescadores artesanais, e outros. E levar ao gestor público as necessidades dessas populações, ajuda a fazer uma política em demandas especíificas e realmente necessárias evitando a injustiça social, é o que chamamos de política social horizontal”.

Leia mais:  Alunos de Várzea Grande são premiados pelo Ministério Público do Trabalho

Na Semana da Diversidade da rede municipal se destacaram os eventos promovidos na EMEB Euraide de Paula localizada no Limpo Grande, com a produção de um vídeo com danças, na EMEB Ruth Martins Santana, com os alunos da educação infantil, na CMEI Professor Antônio Amorim de Campos, no bairro Mappin, com as turmas: 3 anos B; 2 anos B e 3 anos A onde as professoras: Edileuza, Beatriz e Belma trabalharam contação de histórias: “Cabelo de Lelê”, “Boneca Abayomi”, “Menina Bonita do Laço de Fita”.

O secretário Silvio Fidelis, em entrevista no Programa “Notícia de Frente, na TV Vila Real, sobre a Semana da Diversidade nas escolas municipais, comentou que embora seja comemorado no dia 20 de novembro o Dia da Consciência Negra, as escolas municipais fazem um trabalho permanente e diferenciado em relação a diversidade racial e no combate ao preconceito no ambiente escolar.

“Dentro do Currículo Escolar já são programadas ações de conscientização da igualdade racial, valorização da história, cultura e da beleza negra. A discussão se dá dentro da escola durante o decorrer do ano letivo”, explicou. Fidelis lembrou que durante toda esta semana que vai até o sábado, dia 20/11 quando é comemorado o Dia da Consciência Negra, foi realizada a Semana da Diversidade, com eventos nas creches e nas escolas municipais. As comunidades escolares produziram apresentações culturais de dança, teatros, músicas, contação de histórias na educação infantil, desenhos, criação de máscaras afros, oficinas de trança e penteados afros, entre outras.

“Contra o preconceito, os apelidos depreciativos, xingamentos que ocorrem no ambiente escolar nós levamos a autoestima, o respeito. O que fazemos é dentro do aprendizado pedagógico é manter durante todo o ano atividades positivas, rodas de conversas e até o envolvimento com as famílias. Também temos o envolvimento do Conselho Municipal da Igualdade Racial de Várzea Grande discute e trabalha ao lado da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer com vários projetos voltado para a equidade racial e a valorização do ser humano”, relatou Silvio Fidelis.

Leia mais:  Contribuintes podem pagar seus débitos com até 95% de desconto ou parcelado em até 60 meses

A Cor da Cultura – Na sexta-feira, 19/11, a Escola EMEB Abdala José de Almeida, no bairro São Matheus realizou o evento “A Cor da Cultura”, com uma programação especial produzida pela escola com danças, música e teatro realizados pelos alunos. Também aconteceu um desfile da Beleza Negra com alunas que estavam com penteados afros. O evento é alusivo ao Dia da Consciência Negra e teve a presença do secretário de Educação de VG, Silvio Fidelis, professores e alunos.                                      

A estudante Juliana Nascimento da Silva, 12 anos, do 5 Ano participou do desfile Beleza Negra e conta que nesta escola “me sinto valorizada e nunca fui xingada. Na escola anterior que estudei me chamaram de preta”, disse.

 A coordenadora da escola, professora Aparecida Benetolli, explica que o evento teve o intuito de valorizar a cultura e a beleza negra e faz parte das atividades curriculares do mês de novembro, com base na lei 10.639/03 alterada pela Lei 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio.

Ainda no começo da tarde desta sexta-feira, o secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (SNPIR/MMFDH), Paulo Roberto reuniu-se com os conselheiros do Conselho Municipal da Igualdade Racial de Várzea Grande e em seguida participou de um bate papo sobre a gestão escolar em benefício da igualdade racial com profissionais da educação do município. O debate ocorreu no Anexo II da SMECEL no bairro Jardim Marajoara.

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

UBS do bairro Manga começa a receber reforma geral nesta segunda-feira (29)

Publicado


A Prefeitura de Várzea Grande,  por meio da Secretaria Municipal de Saúde, comunica o início da reforma geral e ampliação da UBS – Unidade Básica de Saúde do Bairro da Manga. As obras terão duração de 90 dias, e iniciam nesta próxima segunda-feira (29). Várias melhorias serão implementadas com a obra, possibilitando aumento no atendimento à população da região.

“A Unidade não recebe manutenção e melhorias há alguns anos. Os serviços vão iniciar e deverão ser concluídos em aproximadamente três meses, se as obras transcorrerem no prazo legal. Iniciou o período das chuvas, então não sabemos, porém o prazo está estabelecido pela gestão. Durante este período,  os pacientes serão atendidos na Clínica de Atenção Primária do Cristo Rei, onde reforçamos o atendimento nesta localidade, deslocando duas equipes médicas, que atendem na Manga e uma equipe médica para a UBS do Construmat. Os servidores desta Unidade que entrará em reforma serão remanejados para trabalharem nestas duas unidades, até a conclusão da obra”, explicou o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros.

De acordo ainda com o secretário de Saúde, a UBS receberá melhorias em toda sua estrutura, desde o piso até o telhado e ganhará novos ambientes para consultórios médicos, mais uma sala de coleta de exames laboratoriais e ampliação da recepção.

“Após reunião entre servidores da Unidade de Saúde, representantes do Conselho Local da Unidade, CMS (Conselho Municipal de Saúde) e das áreas de Saúde, algumas sugestões e necessidades foram acolhidas e serão adotadas na obra. O local receberá manutenção e execução de placas de forro em todo o prédio, instalação de sala de coleta de exames laboratoriais e outras benfeitorias. Com as intervenções, os pacientes e servidores contarão com um espaço mais adequado à prestação de serviços de saúde. Nenhum usuário do SUS da região do Manga, ficará desassistido. Os atendimentos estão garantidos na própria Região do Grande Cristo Rei, nos bairros Construmat e Cristo Rei”, garantiu o secretário.

Leia mais:  Prefeitura dá início ao projeto "Várzea Grande mais perto de você"

Atualmente, a UBS do Manga atende mensalmente uma média de 1500 pacientes. Após a obra, o atendimento será ampliado em até 70%. “Esta unidade receberá uma reforma completa para oferecer mais conforto e qualidade de vida aos nossos pacientes, a obra é uma necessidade urgente e irá contemplar toda a parte estrutural do local, garantindo também mais segurança para a equipe de trabalhadores do SUS.  Além dessa UBS que entra em reforma, todas as outras unidades estão em manutenção contínua”, informou o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros.

Segundo o superintendente da Atenção Primária à Saúde, Geovane Renfro, todas as unidades são visitadas com frequência e suas necessidades estruturais garantidas. “A unidade do bairro Manga estava no cronograma de obras e ações em Saúde da gestão Kalil Baracat. E devido às necessidades de uma obra mais estruturante, resolvemos fechar a unidade para a realização da reforma geral e garantir o atendimento da população do bairro na própria Região do Grande Cristo Rei. Os serviços provisoriamente serão ofertados nos bairros Construmat e Cristo Rei, são os mesmos, como: consultas na área clínica, pediátrica e de enfermagem, e para outros serviços como o exame preventivo de câncer do colo uterino, recebimento de remédios, curativos e testes rápidos, vacinas, coleta exames laboratoriais. Tratar sintomas de viroses comuns como resfriados, gripes, febre, dores de cabeça. Além das ações de Educação em Saúde na área preventiva à saúde da criança, do jovem, adultos e idosos”, garantiu Geovane Renfro.

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Alunos de Várzea Grande são premiados em projeto do Ministério Público do Trabalho

Publicado


Cinco estudantes da rede pública municipal de Educação de Várzea Grande estão entre os 12 alunos com trabalhos premiados na etapa estadual do Prêmio “MPT na Escola” do Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso. A cerimônia de entrega do Prêmio ocorreu nesta quarta (24) e foi transmitido ao vivo pelo canal do MPT no Youtube.

Foram premiados 12 trabalhos produzidos por estudantes do 4º ao 7º ano da rede municipal de ensino. A premiação encerra o Projeto “MPT na Escola 2021”, utilizando a arte para fomentar a participação de gestores municipais de educação, educadores e estudantes em ações de mobilização, conscientização, prevenção e combate à exploração do trabalho infantil e de adolescentes.

Neste ano, alunas e alunos concorreram em 4 categorias (conto, desenho, música e poesia) e foram divididos em dois grupos (Grupo 1, de 4º e 5º anos, e Grupo 2, de 6º e 7º anos). Os melhores colocados de cada categoria receberam medalhas e brindes. Os professores-orientadores e demais servidores das Secretarias Municipais de Educação receberam placas de homenagem e certificados.

Municípios – O Projeto “MPT na Escola” teve adesão de quatro municípios mato-grossenses neste ano de 2021. Apesar das dificuldades e limitações impostas pela pandemia do novo coronavírus, mais de 4 mil alunos e 191 educadores de 25 escolas municipais de Cuiabá, Várzea Grande, Sorriso e Diamantino desenvolveram atividades visando desconstruir mitos em torno do trabalho infantil e romper barreiras culturais de permissibilidade e naturalização.

Em relação ao Prêmio “MPT na Escola”, apenas o município de Cuiabá não conseguiu concluir as atividades a tempo de participar da competição. Todavia, devido aos resultados positivos alcançados, também foi homenageado durante a cerimônia.

Leia mais:  Alunos de Várzea Grande são premiados pelo Ministério Público do Trabalho

O potencial transformador da iniciativa é reforçado pelo procurador do MPT e coordenador regional da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), André Canuto. “A prevenção do trabalho infantil inicia-se durante a educação e formação de cada cidadão, e o melhor lugar para se desenvolver e conscientizar pessoas é a escola. Através da participação de toda a comunidade escolar fomentamos o engajamento e fortalecemos a luta contra o trabalho infantil”, pontua. A ideia é envolver um número cada vez maior de pessoas na luta contra o trabalho infantil e incentivar a aprendizagem profissional.

Para a superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, que representou Várzea Grande na cerimônia, a participação dos alunos e educadores do município foi destacada pelo alto nível das produções e resultados obtidos. “O Projeto ‘MPT na Escola’ é uma oportunidade muito valiosa para que nossos estudantes possam conhecer e compartilhar a atuação do MPT na prevenção e combate ao trabalho infantil, reforçando que lugar de criança é na escola. Nossos alunos estão de parabéns pela excelente participação neste projeto tão importante” afirmou.

Confira a lista dos trabalhos vencedores da etapa estadual:

Grupo 01 – alunos do 4º e 5º anos

Conto:

1º Lugar – “Diga não ao Trabalho infantil”

Autoria: Lauriany Vitória Aguiar dos Santos

Escola: EMEB Prof.ª Maria Joana da Silva Almeida – Município de Várzea Grande 

2º Lugar – “Os Sonhos De Catarina”

Autoria: Raíssa Estevam dos Santos

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil”

Autoria: Bianca de Almeida Vieira

Escola: EMEB Antônio Gomes da Cruz – Município de Várzea Grande 

Desenho:

1º Lugar – “Combate ao trabalho infantil

Autoria: Camylle Gabriele Freitas Moura

Leia mais:  UBS do bairro Manga começa a receber reforma geral nesta segunda-feira (29)

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

2º Lugar – “Ser criança, ser feliz!

Autoria: Valbert Rafael Patrocínio de Lima

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil

Autoria: Eloine Estefani Batista dos Santos

Escola: Centro Municipal de Educação Básica de Sorriso – Município de Sorriso

Poesia:

1º Lugar – “Brasil Melhor

Autoria: Agata da Silva Oliveira

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso 

2º Lugar – “Trabalho infantil

Autoria: Maria Heloísa de Sousa Machado

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes- Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil é coisa séria

Autoria: Thifany Nascimento Silva

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

Grupo 02 – alunos do 6º e 7º anos

Desenho:

1º Lugar – “Aprendizagem profissional

Autoria: Mizael Augusto da Silva Padilha

Escola: EMEB Abdala José de Almeida – Município de Várzea Grande

Poesia:

1º Lugar – “Zé Ninguém

Autoria: EvillynLorrainy da Silva Santos

Escola: EMEB Joaquim da Cruz Coelho – Município de Várzea Grande

Música:

1º Lugar – “O jovem aprendiz pode estudar e trabalhar

Autoria: Kenielly Soares Moraes

Escola: EMEB Benedita Bernadina Curvo – Município de Várzea Grande

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana