conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

PF reabre inquérito sobre facada em Bolsonaro para investigar advogado

Publicado


source
Adélio Bispo de Oliveira deu uma facada em Bolsonaro durante a campanha eleitoral
Reprodução

Adélio Bispo de Oliveira deu uma facada em Bolsonaro durante a campanha eleitoral


A Polícia Federal (PF) reabriu a investigação contra Adélio Bispo, homem que esfaqueou o hoje presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante um evento de campanha, em setembro de 2018. O foco agora é analisar o celular do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, um dos defensores de Adélio.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o delegado Rodrigo Morais Fernandes pretende analisar os dados bancários e o conteúdo disponível no telefone a fim de apurar se houve mandante no crime. Até hoje, familiares e apoiadores de Bolsonaro questionam quem mandou assassiná-lo, mesmo que a primeira investigação tenha indicado que Adélio agiu sozinho.

Com esse novo inquérito, a PF também quer entender por que o advogado assumiu o caso se seu cliente não tinha condições financeiras para pagá-lo. Os agentes buscam saber se a atitude se deu mediante pagamento de terceiros ou se o interesse era apenas midiático, já que o processo renderia visibilidade.

Comentários Facebook
Leia mais:  "Querem roubar nossa liberdade", alerta Bolsonaro a sargentos da Aeronáutica
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Evangélicos cedem 8 jatinhos para garantir senadores em votação de Mendonça

Publicado


source
null
Agência Brasil

undefined


A fim de garantir que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha um ministro “terrivelmente evangélico”,  como prometido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2019, lideranças religiosas não têm poupado esforços. Elas conseguiram pelo menos oito jatinhos e aeronaves de pequeno porte para levar senadores a Brasília na próxima semana. 

Na próxima terça-feira (30), o ex-advogado-geral da União, André Mendonça,  será sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O colegiado vai apreciar a indicação feita por Bolsonaro para a Corte.

Segundo a coluna de Igor Gadelha, no Metrópoles, os aviões foram colocados à disposição de apoiadores por empresários e pastores que possuem aeronaves. O esquema foi organizado de tal forma que os jatinhos serão distribuídos estrategicamente em quase todas as regiões do Brasil. Serão dois no Norte, dois no Nordeste, três no Sudeste e um no Sul.


De acordo com a publicação, a medida foi pensada porque pilotos e comissários anunciaram greve para a próxima segunda (29) e as lideranças ainda temem que o presidente da CCJ, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) consiga fazer com que senadores não compareçam à votação. O parlamentar  retardou a votação de Mendonça ao longo dos últimos quatro meses.

Comentários Facebook
Leia mais:  Deltan Dallagnol já aparece como segundo vice-presidente do Podemos no Paraná
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Evangélicos cedem 8 jatinhos para garantir senadores em votação de Mendonça

Publicado


source
null
Agência Brasil

undefined


A fim de garantir que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha um ministro “terrivelmente evangélico”, como prometido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anos atrás, lideranças religiosas não têm poupado esforços. Elas conseguiram pelo menos oito jatinhos e aeronaves de pequeno porte para levar senadores a Brasília na próxima semana. 

Na próxima terça-feira (30), o ex-advogado-geral da União, André Mendonça, será sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O colegiado vai apreciar a indicação feita por Bolsonaro para a Corte.

Segundo a coluna de Igor Gadelha, no Metrópoles, os aviões foram colocados à disposição de apoiadores por empresários e pastores que possuem aeronaves. O esquema foi organizado de tal forma que os jatinhos serão distribuídos estrategicamente em quase todas as regiões do Brasil. Serão dois no Norte, dois no Nordeste, três no Sudeste e um no Sul.

De acordo com a publicação, a medida foi pensada porque pilotos e comissários anunciaram greve para a próxima segunda (29) e as lideranças ainda temem que o presidente da CCJ, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) consiga fazer com que senadores não compareçam à votação. O parlamentar retardou a votação de Mendonça ao longo dos últimos quatro meses.

Comentários Facebook
Leia mais:  STF determina o desbloqueio dos bens do ex-presidente Lula
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana