conecte-se conosco


MATO GROSSO

Pesquisa sobre produção agrícola associada à questão ambiental é apresentada em evento nos Estados Unidos

Publicado


A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), junto com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Universidade de Minnessota, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo uma pesquisa associando produção agrícola a questão ambiental. O projeto foi apresentado durante o Evento Anual Internacional “2021 ASA, CSSA, SSSA – Uma Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável”, realizado está semana (07 a 10.11), em Salt Lake City, UT.

Estão à frente do estudo o professor adjunto do Instituto de Ciências Agrárias da UFMT e líder do Programa Agrisciences, doutor Daniel Carneiro de Abreu, o pesquisador da Empaer e líder do Grupo Farming Science, doutor Wininton Mendes da Silva, e representando o Governo de Mato Grosso na Estratégia PCI, o doutor Fernando de Mesquita Sampaio, além dos pesquisadores da Universidade de Minnesota do Departamento de Agronomia e Genética Vegetal, doutor Gregg Johnson e doutor Axel Garcia y Garcia.

O  trabalho intitulado “Avaliação de cenários para a produção agrícola sustentável no bioma amazônico de Mato Grosso – Brasil” é tema de um estudo desenvolvido pelos pesquisadores no município de Juara (a 709 km de Cuiabá),  considerada uma importante região de fronteira para expansão da agricultura no Estado. A expectativa é validar sistemas de produção que permitam o avanço da agricultura na região de forma a equilibrar a produtividade agrícola e as questões ambientais.

Durante o evento, a apresentação da pesquisa foi realizada pelo doutor Axel Garcia y Garcia, que destacou o interesse dos participantes que questionaram, por exemplo, como seria possível frear a expansão dessa fronteira agrícola. “Tal questionamento faz alusão ao argumento de alguns cientistas que a promoção sustentável da soja e do milho pode, na verdade, incentivar, ao invés de parar o avanço da fronteira agrícola”, disse ele.

Leia mais:  Inscrição no edital de Audiovisual requer registro de roteiro

Doutor Axel relatou ainda que esteve presente nas discussões do trabalho, o pesquisador doutor Gerrit Hoogenboom, um dos desenvolvedores do programa de modelagem computacional DSSAT (Decision Support System for Agrotechnology Transfer ), que será utilizado na modelagem computacional desenvolvida no estudo. Segundo ele, Gerrit ficou feliz em saber que sua ferramenta está sendo utilizada para estudos tão relevante em outro País.

O pesquisador da Empaer, doutor Wininton Mendes da Silva destaca que o objetivo do estudo é mostrar aos produtores a importância do trabalho integrado. “Queremos aumentar a consciência dos produtores rurais sobre a sustentabilidade, por meio de discussões participativas sobre tecnologias inovadoras, gestão integrada e práticas de produção adequada. São caminhos promissores para tornar mais eficiente a produção agropecuária na região e, com isso, reduzir a necessidade de abertura de novas áreas”, destaca Wuele.

Para o professor doutor Daniel Carneiro de Abreu o projeto tem como estratégia trabalhar os componentes de dimensão humana através de uma abordagem participativa. “É preciso determinar as culturas e os sistemas de cultivo que serão estudados de forma participativa, buscando validar estratégia com possibilidades reais de adoção pelos produtores locais”.

O trabalho é financiado pelo Programa REM-MT e tem como tema de estudo a estimativa de cenários sustentáveis de sistemas de produção agropecuário por meio de modelagem computacional e sensoriamento remoto, buscando promover o desenvolvimento de práticas de sustentabilidade no bioma amazônico do Estado.

Informações sobre o evento no link

Standes dos participantes – Foto: Empaer

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Seminário vai debater a valorização da produção literária e dos autores mato-grossenses

Publicado


Ocorre nesta quarta-feira (1º.12), às 19h, o seminário “Caminhos e desafios para a valorização dos autores mato-grossenses”. O evento será online, com transmissão pelo canal Instituto Saberes no YouTube. A proposta do seminário é debater políticas públicas que valorizem e fortaleçam a produção literária mato-grossense e seus autores. O evento é um dos projetos contemplados no edital Movimentar, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Durante o evento será apresentado um panorama das produções mato-grossenses e exemplos de municípios que implementaram políticas de fomento à produção, leitura, e aquisição de obras. Além disso, o Instituto Saberes apresentará uma minuta de projeto de lei para criação da Feira Literária Mato-grossense (FLIM) e a Política Estadual de Valorização dos Autores Mato-grossenses, que serão colocados sob consulta pública e posteriormente protocolados na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O seminário pretende envolver gestores públicos, profissionais que atuam em bibliotecas, profissionais da educação e mediadores de leitura, na valorização dos autores e das obras mato-grossenses, bem como a inclusão dessas obras no currículo escolar.

O evento contará com a participação do secretário de estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), Beto Dois a Um, e do secretário-adjunto de Cultura (Secel-MT), Jan Moura. Também participam os escritores Eduardo Mahon, Marta Cocco e Luciene Carvalho, a professora Dra. Vanilda Reis, e a presidente do Instituto Saberes, Vanilda Reis.

Serviço

Seminário “Caminhos e desafios para a valorização dos autores mato-grossenses”

Quando: 1º de dezembro de 2021 (quarta-feira), às 19h

Link para a transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=f3-ZWuF55k0

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil abre investigação para apurar crime de maus-tratos e lesão contra bebê de 10 meses
Continue lendo

MATO GROSSO

Polícia Civil abre investigação para apurar crime de maus-tratos e lesão contra bebê de 10 meses

Publicado


A Polícia Civil em Paranatinga abriu investigação para apurar o crime de maus-tratos seguido de lesão corporal grave contra uma bebê de apenas 10 meses de idade, que deu entrada no Hospital Regional de Rondonópolis, no último sábado (27.11), com diversas fraturas pelo corpo.

A mãe da criança, de 25 anos, foi detida em flagrante após o hospital acionar o Conselho Tutelar, que comunicou a Polícia Militar. Os militares conduziram a mulher à 1ª Delegacia de Rondonopópolis, onde ela foi atuada em flagrante por lesão corporal qualificada.

A criança deu entrada na unidade hospitalar em Rondonópolis depois de ser encaminhada pelo Hospital de Paranatinga. As lesões apresentadas não condiziam com o que a mãe havia informado, de que a bebê havia caído de um triciclo. A menina estava com ferimentos em várias partes do corpo, inclusive com sinais antigos das lesões. A equipe do hospital então acionou o Conselho Tutelar, que posteriormente chamou a polícia.

Um tio da criança ficou responsável por ela no hospital de Rondonópolis, enquanto a mãe foi conduzida à delegacia.

Paranatinga

Nesta segunda-feira, em diligências para localizar o padrasto e suspeito também das agressões contra a criança, os policiais chegaram até a residência do casal, na Vila Concórdia, em Paranatinga. No local, os investigadores encontraram uma pessoa que tem diversas passagens por tráfico de drogas, além do dono da casa. Em buscas no imóvel, foram apreendidas porções de entorpecentes, como maconha, cocaína e pasta base de cocaína.

Os dois suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia e autuados em flagrante por tráfico. Em relação ao crime de maus tratos, o suspeito de 24 anos será investigado pelo delito contra a criança. 

Leia mais:  Polícia Civil empossa mais 17 delegados; após formados, irão integrar unidades do interior

O delegado Hugo Abdon explica que a apuração sobre o crime de maus tratos seguido de lesão corporal segue pela Delegacia de Paranatinga e vai reunir os laudos médicos sobre o estado da criança, além da declaração dos Conselhos Tutelares de Paranatinga e de Rondonópolis, entre outras diligências necessárias.

O Poder Judiciário em Rondonópolis converteu a prisão em flagrante da mãe em prisão preventiva e ela segue detida na unidade prisional feminina do município.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana