conecte-se conosco


POLICIAL

Homem que matou trabalhador pelas costas é preso pela Polícia Civil em Matupá

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (12.11), em Matupá, no norte do estado, um homem de 26 anos, investigado por um homicídio ocorrido no dia 05 de novembro.

Conforme a investigação instaurada pela Delegacia de Matupá, Fernando Soares Cândido da Silva, de 23 anos, estava trabalhando em uma construção civil, no bairro Cidade Alta, quando o suspeito chegou em uma caminhonete L200 Triton e após constatar que a vítima estava no local, ficou aguardando em um bar na esquina da via pública.

Após ver Fernando, o suspeito entrou no veículo e dentro do carro efetuou três disparos dcontra a vítima, acertando um nas costas. Insatisfeito, o suspeito desceu do veículo e fez outros disparos no peito de Fernando. A vítima foi socorrida e encaminhada ao hospital de Matupá, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme apurou a Polícia Civil, o crime teria ocorrido por motivo passional, já que o suspeito acreditava que a vítima estaria em um relacionamento amoroso com sua ex-mulher.

Após as investigações, o delegado Waner Neves representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pelo juízo da Comarca de Matupá e cumprida na manhã desta sexta-feira.

O investigado foi preso em sua residência, em Matupá, e encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil. Depois dos procedimentos policiais, ele foi para a unidade prisional em Peixoto de Azevedo.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Três suspeitos de tráfico e porte ilegal de arma de fogo são presos em Pontes e Lacerda
publicidade

POLICIAL

Suspeito de abusar sexualmente de enteada de 11 anos é preso pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Policiais da Delegacia de Sorriso prenderam nesta terça-feira (30.11) um homem de 47 anos pelo crime de estupro de vulnerável, em cumprimento a mandado de prisão expedido pela 2a Vara Criminal do município.

A investigação conduzida pelo Núcleo de Violência Doméstica e Crimes Sexuais da Delegacia de Sorriso apurou que o suspeito abusou sexualmente da enteada de 11 anos.

A mãe da criança levou a menor até uma unidade de saúde, após a menina contar que padrasto cometia os abusos há pelo menos, um ano, desde que se mudou para a casa da família. O Conselho Tutelar foi acionado e comunicou a Delegacia de Sorriso.

A mãe da menor relatou em depoimento que no último sábado, a criança espontaneamente disse que já fazia um tempo que vinha sofrendo os abusos e não contou por medo.

Ao ser questionado pela mãe sobre os abusos, o padrasto da menina negou que houvesse ocorrido algo. A criança passou por exame de corpo de delito que confirmou o estupro.

O delegado Márcio Henrique Portela instaurou inquérito e após colher depoimentos, representou à Justiça pela prisão preventiva do suspeito.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil e parceiros promovem 1ª Caminhada de Prevenção à Violência Doméstica, Violência Infantil e ao Uso de Drogas
Continue lendo

POLICIAL

Receptador de material furtado de outdoor é preso pela Polícia Civil

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem de 42 anos acusado de receptar material subtraído de um outdoor em Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na segunda-feira (29.11), após diligências da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O material plástico fazia parte de um anúncio publicitário de outdoor, e foi furtado no mês de setembro. Para tanto, os policiais civis receberam informações que o objeto subtraído estava em uma obra de construção civil na cidade.

Diante dos fatos a equipe foi até o local, onde recuperou o material furtado que foi restituído para vítima, bem como conduziu o suspeito para esclarecimentos.

Na Derf de Confresa o suspeito foi ouvido pelo delegado Bruno Gomes, e autuado em flagrante por receptação dolosa. Ele efetuou o pagamento da fiança arbitrada e responderá pelo crime em liberdade, podendo ser condenado a pena de até 4 anos de prisão.

“A Polícia Civil concluirá as investigações com indiciamento do envolvido e encaminhará o inquérito ao Poder Judiciário com cópia para o Ministério Público”, destacou o delegado.

Bruno Gomes orienta a população em ao adquirir produtos de pessoas desconhecidas, procure saber a procedência do bem, se o valor está condizente com o valor de comércio, se há nota fiscal ou outro documento que comprove a origem lícita de tal bem. Assim, evitando problemas com a polícia e não fomentando a criminalidade patrimonial.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Foragido por integrar organização criminosa é preso em Campo Novo do Parecis
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana