conecte-se conosco


CUIABÁ

Ciclo de debates aborda diferentes aspectos ligados aos povos tradicionais de matriz africana

Publicado


Para marcar a Semana da Consciência Negra, um ciclo de debates está ocorrendo entre os dias 16 e 19 de novembro, na plataforma virtual Meet, tendo como foco os povos tradicionais de matriz africana e os diversos aspectos sociais que as perpassam. O evento é promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Área Técnica de Saúda da População Negra, e pelo Comitê Técnico de Saúde da População Negra e é aberto à população (veja programação ao final). 

As mesas de debate virtuais ocorrem na mesma semana em que foi lançado o mapeamento dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana, de terreiros e afro brasileiras, disponível no site da Prefeitura, e que é uma forma do Executivo municipal conhecer melhor as necessidades desse público e viabilizar políticas públicas voltadas para o mesmo. 

“O nosso foco da Semana da Consciência Negra são os povos tradicionais de matriz africana porque a gente vai aproveitar e fazer desta semana uma semana de Educação e Saúde dos povos de matriz africana. Vamos falar das políticas públicas e dos incentivos, sobre umbanda e candomblé, que são as duas religiões de matriz africana mais presentes na cidade. Também vamos falar sobre a educação como ferramenta no combate à intolerância religiosa e ainda vamos fazer uma live sobre saúde da população negra. Estamos trazendo pessoas com expertise muito grande. Os eventos são abertos pelo Meet e todas as pessoas podem participar e mandar perguntas”, destacou a responsável técnica da Saúde da População Negra da SMS, Nara Nascimento. 

Os encontros virtuais estão ocorrendo desde a terça-feira (16) e vão até sexta-feira (19), sempre às 9 horas. No primeiro dia, o tema debatido foi “Povos e comunidades tradicionais de matriz africana – Políticas Públicas e Incentivos”. No segundo dia, o assunto abordado foi “Umbana e Candomblé”. 

Leia mais:  Sugestão de pauta - Prefeito Emanuel Pinheiro entrega 9 vans para o Projeto Buscar

Nesta quinta-feira (18), às 9h, ocorrerá o debate sobre “A Educação como ferramenta de combate à intolerância religiosa”. Para participar, clique no link meet.google.com/mxj-rgny-pfp. Veja quem serão os palestrantes:

Edmilson Marques de Moraes – bacharel e licenciado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); especialista em Relações Raciais e Educação na Sociedade Brasileira pela UFMT; tutor de cursos EAD na UFMT na temática das Relações Raciais. 

Maurício Vieira – pedagogo com experiência em coordenação escolar; mestre em Educação pela UFMT; membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação (NEPRE); coordenador do curso de Pedagogia da Faculdade Invest de Ciências e Tecnologia. 

Mateus Moraes de Oliveira – graduando em Psicologia na UFMT (campus Cuiabá); representante do Kilombo Cassangue – Coletivo de Alunas e Alunos Negras e Negros do Curso de Psicologia da UFMT Cuiabá no Comitê Técnico de Saúde da População Negra de Cuiabá; membro da Coordenação Nacional de Estudantes de Psicologia (CONEP). 

Para encerrar a Semana da Consciência Negra, na sexta-feira (19), às 9h, haverá a mesa de debate sobre Saúde dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana. O link para acesso é meet.google.com/mxj-rgny-pfp. Veja quem serão os palestrantes:

Celso Ricardo Monteiro – licenciado em Ciências Sociais, atua na interface entre Estado, sociedade, indivíduos e religião/religiosidade. Assina capítulos de diversos livros e artigos. Consultor do programa de DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. 

Leonardy Negrini – psicólogo no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, especialista em Gestão Hospitalar e Saúde Pública; mestre em Psicologia da Saúde pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB-MS); professor universitário; babalorixá do Templo de Umbanda São Benedito das Folhas. 

Leia mais:  População acima de 18 anos que tomou a segunda dose há 5 meses pode tomar a dose de reforço a partir desta segunda-feira (06)

Nara Nascimento – enfermeira sanitária; responsável pela área Técnica de Saúde da População Negra da SMS; integrante do Comitê Técnico de Saúde da População Negra. 

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

População acima de 18 anos que tomou a segunda dose há 5 meses pode tomar a dose de reforço a partir desta segunda-feira (06)

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A partir desta segunda-feira (6), todos as pessoas de 18 a 59 anos que tenham tomado a segunda dose de qualquer vacina contra o coronavírus há 5 meses (150 dias) poderão receber a dose de reforço. Até então apenas trabalhadores da saúde e pessoas a partir de 60 anos estavam recebendo a terceira aplicação, mas com o recebimento de mais doses, a campanha Vacina Cuiabá – Sua Vida em Primeiro Lugar ampliou o público. O anúncio foi feito pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, na tarde de sexta-feira,3. “Com apoio de todos vocês, juntos, vamos vencer essa cruzada contra a Covid19”, declarou o prefeito. 

“É como se estivéssemos começando novamente a campanha de vacinação, pois agora toda a população adulta poderá ser vacinada com a dose de reforço. Por isso pedimos encarecidamente que as pessoas verifiquem com cuidado a data que tomaram a segunda dose, para só comparecerem aos polos de vacinação para receber a terceira aplicação no prazo correto, que é de 150 dias após a segunda vacina”, explicou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha.

Em relação à segunda dose da Janssen, Valéria revelou que é necessário aguardar a chegada das vacinas. “Recebemos cerca de 15 mil doses de Janssen para aplicação de dose única na época e ela já foi toda usada, não temos mais nenhuma dose. Precisamos aguardar o envio da segunda dose para o público que recebeu essa vacina para darmos continuidade ao esquema vacinal”, disse.

A coordenadora aproveita para fazer o chamamento das pessoas que estão com a segunda dose ou a dose de reforço atrasadas. “Temos muitas pessoas que precisam comparecer aos polos de vacinação para completarem o esquema vacinal. Quem tomou a primeira dose de Pfizer ou Astrazeneca, pode tomar a segunda depois de 56 dias. Quem tomou a primeira de Coronavac, pode tomar a segunda após 28 dias. Pessoas acima de 12 anos que ainda não tomaram nenhuma dose, devem fazer o cadastro no site Vacina Cuiabá e comparecer a qualquer polo e se vacinar o quanto antes.

Leia mais:  Mais sete unidades básicas de saúde passam a aplicar a vacina contra o coronavírus nesta terça-feira (07)

Ela reforça a importância de se completar o esquema vacinal e tomar a dose de reforço. “Temos visto nos noticiários que vários países da Europa estão passando por mais uma onda da Covid-19 porque a cobertura vacinal está abaixo do esperado. O Brasil tem uma forte cultura de vacinação e já conseguiu controlar inúmeras doenças por meio da imunização. É essencial que as pessoas venham se vacinar, pois quanto mais pessoas imunizadas, menos risco corremos de passarmos por uma nova onda da pandemia. Quem se vacina, protege si mesmo e o próximo”, concluiu Valéria.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Parada da Diversidade respeitará normativas da Prefeitura de Cuiabá e passaporte sanitário será exigido na Praça das Bandeiras

Publicado


A 18ª edição da Parada da Diversidade Sexual de Mato Grosso, agendada para o sábado (4), em Cuiabá, irá condicionar a permanência na apresentação cultural marcada para ocorrer na Praça das Bandeiras à apresentação do cartão de vacinação, atendendo à normativa vigente editada pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. O evento trará o debate sobre o tema “família de LGBTQIA+ orgulho de (re)existir. A iniciativa conta com a parceria da Prefeitura de Cuiabá.

A concentração terá início às 16h, na praça Ipiranga, mas a programação terá um percurso até a praça das Bandeiras (na avenida Historiador Rubens de Mendonça). Nesse local, que será palco de inúmeras apresentações artísticas, a entrada só será possível mediante a comprovação da vacina atendendo o Decreto 8.832/2021.

A Parada da Diversidade tem a proposta de levar conhecimento para toda sociedade,  amparada na compaixão e no respeito mútuo. “Sempre fomos parceiros do público LGBTQIA+ na efetivação de políticas públicas e na garantia dos direitos dessas pessoas. Todos esforços estão sendo dispensados pelo Executivo Municipal contra essa doença que causou tantos danos às famílias”, ponderou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.  

“O tema dessa nova edição da Parada vem ao encontro das premissas da gestão, o respeito, o cuidado, e a garantia do respeito dos direitos. Todos somos iguais perante à lei, independentemente de sexualidade, gênero, raça, cor ou classe social”, acrescentou Pinheiro.

Para acesso ao evento na Praça das Bandeiras, será exigida a apresentação do Passaporte da Vacina com o esquema de vacinação completo (duas doses ou a dose única). A comprovação pode ser obtida pelo site Vacina Cuiaba- https://cadastro.vacinacuiaba.com.br/avaliacao/cartao/168002 que pode ser feito pelo celular e apresentação na hora.

Leia mais:  População acima de 18 anos que tomou a segunda dose há 5 meses pode tomar a dose de reforço a partir desta segunda-feira (06)

O coordenador, fundador do movimento e um dos percursores na criação dos movimentos sociais de luta pelos direitos em Mato Grosso, Clóvis Arantes, lembra o objetivo da iniciativa.

“Temos de ganhar as ruas de Cuiabá tirando o LGBTQIA+ do armário, porque o que fica no armário são roupas velhas e traças, roupas novas e bonitas a gente usa, quer mostrar para todo mundo”, diz.

Ele ponderou ainda que o Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual de Cuiabá está desenvolvendo um trabalho com uma equipe multidisciplinar de acolhimento com psicólogo, terapias, assessoria jurídica para acolher o LGBTQI+ e a família para orientações. “A nossa luta, nós que representamos a linha de frente da população LGBTQIA+, atuamos constantemente. Aos poucos estamos avançando, na conquista de muitos direitos”, destacou o presidente do Conselho Municipal de Cuiabá do LGBTQIA+, Valdomiro Arruda.

“Nós,  do Conselho apoiamos as medidas preventivas estabelecidas pelo prefeito desde o início da pandemia. Queremos contribuir para que o maior número de pessoas estejam vacinadas”, afirmou Valdomiro.  

As informações gerais da programação podem ser obtidas no Instagram @paradamt. A expectativa de público é de 7 mil pessoas.


Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana