conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro reclama de protestos após comparação entre self-service e eleições

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro reclama de protestos após comparação entre self-service e eleições
Isac Nóbrega/ PR

Presidente Jair Bolsonaro reclama de protestos após comparação entre self-service e eleições

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com apoiadores na saída do Palácio do Alvorada, na manhã deta terça-feira (23) e reclamou que sua comparação entre as eleições presidenciais e uma oferta de self-service, realizada na última segunda (22), gerou protestos da categoria.

“Ontem eu falei uma coisa aqui que um cara ligou pra mim indignado. Eu falei: ó, eleição é igual self-service, é o que tá na mesa. Às vezes tem um negócio estragado ali. Pronto, ele disse que eu ofendi o pessoal do self-service no Brasil todo. Impressionante, né? Você não pode falar nada. Eu só não como o que não tem. Agora pra complicar: eu gosto de comer num pé sujo”, afirmou o mandatário.

No dia anterior, Bolsonaro afirmou: “O que eu vejo nas eleições é que é um self-service. Tem uns 10 produtos na mesa. Tem uns oito tóxicos, né? Tem uns oito estragados”.


Mesmo sem citar nominalmente quais seriam as opções tóxicas, Bolsonaro provocou, horas depois, seu ex-ministro e pré-candidato à presidência da República Sergio Moro ao duvidar da sua capacidade de se comunicar com a população. “Ficou comigo [no Ministério da Justiça] um ano e pouco aí. Eu quero ver ele num carro de som falando com o povo. Só isso e mais nada. Não vou criticar ninguém, não”.

Leia mais:  Fux sobre aprovação de Mendonça ao STF: "Pretendo dar posse ainda neste ano"

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Mendonça não vai defender casamento gay no STF, ressalta aliado do ministro

Publicado


source
André Mendonça em coletiva de imprensa após aprovação no Senado
Jefferson Rudy/ Agência Senado

André Mendonça em coletiva de imprensa após aprovação no Senado


O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), apoiador do futuro ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, disse que a pergunta sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi a que o ex-advogado-geral da União mais se preparou para responder. Mendonça foi questionado sobre o assunto pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES) durante sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nesta quarta-feira (1º).

“Eu defenderei o direito constitucional do casamento civil de pessoas do mesmo sexo”, respondeu Mendonça. Mas Cavalcante pondera que a interpretação na imprensa foi equivocada .

“O que ele falou é que ele defende garantias e direitos constitucionais. Na Constituição não consta garantia nenhuma de direitos civis de pessoas do mesmo sexo. O que a Constituição garante é de homem e mulher”, ressaltou o deputado. Na avaliação dele, a resposta de Mendonça foi tecnicamente perfeita por agradar senadores progressistas e evangélicos conservadores.

Leia Também

“Existe uma decisão do STF [sobre casamento de pessoas do mesmo sexo]. Na Constituição só existe um apelo, casamento homem e mulher. Não existe casamento do mesmo sexo no texto constitucional”, acrescentou.


O novo ministro foi aprovado na CCJ por 18 votos a 9. Em seguida, o plenário do  Senado votou e aprovou a indicação do presidente Jair Bolsonaro (PL) por 47 a 32 votos.

Comentários Facebook
Leia mais:  CCJ aprova indicação de André Mendonça ao STF; votação vai ao plenário
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Fux sobre aprovação de Mendonça ao STF: “Pretendo dar posse ainda neste ano”

Publicado


source
Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)
Fellipe Sampaio /SCO/STF

Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)

Na noite desta quarta-feira (1º), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse que pretende dar posse ao mais novo ministro da Corte, André Mendonça , ainda neste ano. O nome do ex-advogado da União foi aprovado em sessão do plenário no Senado, com 47 votos a favor e 32 contra .

Em nota, Fux celebrou a aprovação de Mendonça ao Supremo. “Manifesto satisfação ímpar pela aprovação de André Mendonça porque sei dos seus méritos para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal”, escreveu o ministro.

“Além disso, em função da atuação na Advocacia Geral da União, domina os temas e procedimentos da Suprema Corte, que volta a ficar mais forte com sua composição completa. Pretendo dar posse ao novo ministro ainda neste ano”, acrescentou.

Mendonça é o primeiro advogado da União de carreira a ingressar no STF e o segundo a ser indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Leia Também

Mendonça foi indicado pelo chefe do Executivo para ocupar a vaga do ex-ministro Marco Aurélio Mello, após sua aposentadoria, em julho deste ano . A sabatina ocorreu após mais de quatro meses de espera. O atraso se deu devido ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado,  Davi Alcolumbre (DEM-AP), que se recusou a agendar uma data para pautar a sabatina anteriormente, já que não concordava com a indicação de Mendonça ao cargo.

Leia mais:  'Um salto para os evangélicos', diz Mendonça após aprovação para o STF

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana