conecte-se conosco


MATO GROSSO

Artesã Alice Grabowski é Homenageada mestre da cultura por contribuição em projeto com reeducandas

Publicado


Um projeto audacioso nasceu no coração da artista plástica e artesã, Alice Helena Grabowski. Transmitir um pouco da sua arte para reeducandas do presídio feminino Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. Ela criou e executou um projeto de produção de bonecas de pano, com recurso próprio. Foi um desafio que ela desempenhou de 2006 a 2009, quando muitos não acreditavam que seria possível.

Em reconhecimento à sua contribuição social, a professora Alice Grabowski é homenageada mestre da cultura mato-grossense. E parte dessa trajetória é contada no documentário “Cela Vie – a arte transformando vidas”, projeto contemplado no edital Conexão Mestres da Cultura – Marília Beatriz de Figueiredo Leite, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

O proponente Marcelo Amaro, diz que o documentário conta a trajetória de Alice Grabowski e como ela conseguiu empreender, e quebrar barreiras e resistências. “Ela criou e executou um projeto com recurso próprio, no presídio feminino e mudou a forma como o sistema de justiça enxergava as reeducandas das unidades prisionais femininas, com o projeto ‘Mulheres de Ana Maria’”, destaca Amaro.

A ideia de adentrar no presídio surge a partir de uma matéria exibida em uma TV local. “Estava em minha loja e pensei o que poderia fazer. Procurei a diretoria do presídio e apresentei o projeto. E em três dias eu já estava lá, trabalhando. Com cerca de 30 dias consegui montar uma equipe. Reuni algumas reeducandas que tinham aptidão e vontade para aquilo”, relata Alice. A professora trabalhava junto com a equipe, diariamente, das 08h às 18h. Mais de 120 mulheres foram atendidas pelo projeto.

A fábrica de bonecas chegou a ter e produzir mais de 400 modelos diferentes, entre santos, animais, bonecas, duendes. Toda a produção do projeto foi vendida para as mais diversas lojas de decoração em todo o Brasil, e exportada para outros países. Com a produção a professora conseguia pagar meio salário para cada reeducanda. Elas tinham ainda o benefício de redução de um dia de pena a cada três dias trabalhados. Além disso, muitas delas começaram negócio próprio com artesanato, com costura, pintura em tecido e outras atividades ligadas a artes manuais.

Leia mais:  Seminário vai debater a valorização da produção literária e dos autores mato-grossenses

O projeto ganhou durante dois anos a ala principal e o prêmio de produto destaque na Gift Fair, realizada em São Paulo. “Eu tinha o intuito de levar a nossa produção para fora. Então comprei um estande na Gift Fair, uma feira internacional. Deus me iluminou nessa ideia e levei as bonecas para a exposição. Queria levar as meninas comigo, e a forma que encontrei foi fazer uma etiqueta e colocar os nomes delas. Elas viram como um reconhecimento”, lembra Alice.

O documentário sobre a vida da professora e como ela criou e geriu o projeto “Mulheres de Ana Maria”, tem 30 minutos, e estará disponível no Youtube nesta sexta-feira (19.11). Já no sábado (20.11), às 21h, será disponibilizada a palestra “Projetos socioculturais em ambientes hostis”, também no Youtube.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Seminário vai debater a valorização da produção literária e dos autores mato-grossenses

Publicado


Ocorre nesta quarta-feira (1º.12), às 19h, o seminário “Caminhos e desafios para a valorização dos autores mato-grossenses”. O evento será online, com transmissão pelo canal Instituto Saberes no YouTube. A proposta do seminário é debater políticas públicas que valorizem e fortaleçam a produção literária mato-grossense e seus autores. O evento é um dos projetos contemplados no edital Movimentar, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Durante o evento será apresentado um panorama das produções mato-grossenses e exemplos de municípios que implementaram políticas de fomento à produção, leitura, e aquisição de obras. Além disso, o Instituto Saberes apresentará uma minuta de projeto de lei para criação da Feira Literária Mato-grossense (FLIM) e a Política Estadual de Valorização dos Autores Mato-grossenses, que serão colocados sob consulta pública e posteriormente protocolados na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O seminário pretende envolver gestores públicos, profissionais que atuam em bibliotecas, profissionais da educação e mediadores de leitura, na valorização dos autores e das obras mato-grossenses, bem como a inclusão dessas obras no currículo escolar.

O evento contará com a participação do secretário de estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), Beto Dois a Um, e do secretário-adjunto de Cultura (Secel-MT), Jan Moura. Também participam os escritores Eduardo Mahon, Marta Cocco e Luciene Carvalho, a professora Dra. Vanilda Reis, e a presidente do Instituto Saberes, Vanilda Reis.

Serviço

Seminário “Caminhos e desafios para a valorização dos autores mato-grossenses”

Quando: 1º de dezembro de 2021 (quarta-feira), às 19h

Link para a transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=f3-ZWuF55k0

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Fiscais do Indea vão percorrer 57 propriedades de MT em ações de vigilância
Continue lendo

MATO GROSSO

Polícia Civil abre investigação para apurar crime de maus-tratos e lesão contra bebê de 10 meses

Publicado


A Polícia Civil em Paranatinga abriu investigação para apurar o crime de maus-tratos seguido de lesão corporal grave contra uma bebê de apenas 10 meses de idade, que deu entrada no Hospital Regional de Rondonópolis, no último sábado (27.11), com diversas fraturas pelo corpo.

A mãe da criança, de 25 anos, foi detida em flagrante após o hospital acionar o Conselho Tutelar, que comunicou a Polícia Militar. Os militares conduziram a mulher à 1ª Delegacia de Rondonopópolis, onde ela foi atuada em flagrante por lesão corporal qualificada.

A criança deu entrada na unidade hospitalar em Rondonópolis depois de ser encaminhada pelo Hospital de Paranatinga. As lesões apresentadas não condiziam com o que a mãe havia informado, de que a bebê havia caído de um triciclo. A menina estava com ferimentos em várias partes do corpo, inclusive com sinais antigos das lesões. A equipe do hospital então acionou o Conselho Tutelar, que posteriormente chamou a polícia.

Um tio da criança ficou responsável por ela no hospital de Rondonópolis, enquanto a mãe foi conduzida à delegacia.

Paranatinga

Nesta segunda-feira, em diligências para localizar o padrasto e suspeito também das agressões contra a criança, os policiais chegaram até a residência do casal, na Vila Concórdia, em Paranatinga. No local, os investigadores encontraram uma pessoa que tem diversas passagens por tráfico de drogas, além do dono da casa. Em buscas no imóvel, foram apreendidas porções de entorpecentes, como maconha, cocaína e pasta base de cocaína.

Os dois suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia e autuados em flagrante por tráfico. Em relação ao crime de maus tratos, o suspeito de 24 anos será investigado pelo delito contra a criança. 

Leia mais:  Polícia Civil abre investigação para apurar crime de maus-tratos e lesão contra bebê de 10 meses

O delegado Hugo Abdon explica que a apuração sobre o crime de maus tratos seguido de lesão corporal segue pela Delegacia de Paranatinga e vai reunir os laudos médicos sobre o estado da criança, além da declaração dos Conselhos Tutelares de Paranatinga e de Rondonópolis, entre outras diligências necessárias.

O Poder Judiciário em Rondonópolis converteu a prisão em flagrante da mãe em prisão preventiva e ela segue detida na unidade prisional feminina do município.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana