conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Após indicação de Mendonça ao STF, Alcolumbre falta em metade das sessões da CCJ

Publicado


source
Davi Alcolumbre preside a Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal
Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Davi Alcolumbre preside a Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal

Na ausência do  presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), diversos senadores cobraram nesta quarta-feira (17) o vice do colegiado, Antonio Anastasia (PSD-MG), a pautar a sabatina do ex-advogado-geral da União, André Mendonça, ao Supremo Tribunal Federal (STF), que está parada há mais de três meses.

Levantamento do Globo mostra que Alcolumbre faltou em cinco das 10 sessões realizadas desde agosto até o momento, após a indicação de Mendonça ter sido encaminhada ao Legislativo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Após o apelo de pelo menos nove parlamentares durante a sessão desta quarta, Antonio Anastasia reforçou que, como vice, não considera que tem poder para determinar a pauta do colegiado. Mas afirmou que “compartilha” das manifestações e do sentimento pela necessidade da realização da sabatina. Ele relembrou entrevista ao Globo, no último final de semana, em que se manifestou a favor da indicação de Mendonça.

“Eu compartilho das manifestações e do sentimento aqui colocados pela necessidade disso, da realização da sabatina. Aliás, eu, pessoalmente, dei uma entrevista no último final de semana nesse sentido. E até, em um caso excepcional, que nunca faço isso, já me manifestei a favor da indicação porque acredito que André Mendonça tem as condições de exercer as funções no Supremo”, disse Anastasia aos parlamentares.

Leia Também

Leia Também

O vice pediu compreensão aos colegas, justificando que não tem atribuição formal para fazer as modificações na agenda de votações, mas se comprometeu a levar a Alcolumbre e ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o “clamor unânime” visto hoje na comissão pela sabatina.

Leia mais:  Ex-funcionário de Carlos Bolsonaro alega que nunca teve crachá da Câmara do Rio

“Me somarei a essas solicitações que a matéria avance, mas peço que compreendam as minhas limitações formais e de competência, que é tão somente a presidência eventual para dirigir os trabalhos, mas não para deliberação”, afirmou o senador mineiro.

O presidente do Podemos, Alvaro Dias (PR), que apresentou requerimento para a sabatina ser pautada, avaliou que Anastasia poderia colocar um item extra-pauta em votação. Apesar de discordar, ele disse que foi informado que Pacheco assegura que no dia 30 de novembro haverá a sabatina de Mendonça.


“Estamos sendo informados que o próprio presidente Rodrigo Pacheco assegura que no dia 30 nós teremos a sabatina do doutor André Mendonça. Se isso é verdadeiro, não há porque não aceitar essa data como data-limite para a sabatina. Em que pese o inconformismo em relação às decisões adotadas, não podemos deixar de registrar aqui o nosso protesto mais uma vez em relação a essa estratégia deliberada de protelação inusitada”, declarou Dias.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Enquanto aguarda Alckmin, Lula conversa com PSD e estuda aliança com Pacheco

Publicado


source
Ex-presidente Lula em entrevista ao podcast Podpah
PrintScreen/ Youtube Podpah

Ex-presidente Lula em entrevista ao podcast Podpah

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com o Adalclever Lopes, coordenador da campanha do prefeito de BH, Alexandre Kalil, na sexta-feira (4). O encontro faz parte dos diálogos que o petista mantém com o partido de Kassab em busca de apoio à sua candidatura . Uma das possibilidades da aliança é que Lula apoie Kalil enquanto o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), entraria como vice da chapa presidencial.

Por enquanto, a única garantia do petista é o apoio do PSD em um eventual segundo turno contra Bolsonaro (PL).

Pacheco seria o plano B de Lula. O petista aguarda a decisão de Alckmin, o favorito para compor a chapa presidencial . O ainda tucano, no entanto, ainda não se decidiu se vai para o PSB para ser vice de Lula ou se disputa o governo de São Paulo pelo PSD.

Parte da cúpula do PT acredita que uma aliança com Pacheco produziria o mesmo efeito que Alckmin como vice, isto é, representaria um aceno ao centro e ao mercado.

Comentários Facebook
Leia mais:  Santos Cruz avalia Lula e Bolsonaro: "Um destruiu a esquerda, o outro a direita"
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Moro e Leite se reúnem uma semana após tucano ser derrotado por Doria em prévias

Publicado


source
Sergio moro e Eduardo Leite
Reprodução/redes sociais

Sergio moro e Eduardo Leite

pré-candidato à presidência Sergio Moro (Podemos) e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) se encontraram na manhã deste sábado (4). A reunião foi divulgada pelos dois políticos em suas redes sociais. 

“O combate às desigualdades, a retomada da economia e a importância da construção de convergências políticas para trazer o país de volta ao equilíbrio e ao bom senso estiveram na pauta”, disse o governador.

O encontro acontece uma semana após Leite perder as prévias do PSDB que escolheram o atual governador de São Paulo, João Doria, como representante do partido na disputa pela presidência da República em 2022 .

Moro, que recentemente se filiou ao Podemos, já aparece na terceira colocação nas pesquisas de intenção de voto. Na publicação em que divulga o encontro, o ex-juíz diz que é “fundamental criarmos pontes para que possamos construir o País que merecemos: longe do passado de corrupção e sem autoritarismo, inflação, pobreza e desemprego”.

Leia Também

Leia mais:  Paes anuncia cancelamento da festa de réveillon no Rio: "Vai fazer falta"



Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana