conecte-se conosco


POLICIAL

Adolescente é apreendido por envolvimento em homicídio de rapaz, que morreu por suposta vingança

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Policiais civis de Sorriso cumpriram nesta quarta-feira (24.11) um mandado de apreensão contra um adolescente de 17 anos, que responde a um ato infracional análogo ao crime de homicídio.

Os mandados de apreensão e de buscas foram cumpridos no bairro Jardim Primavera, pela equipe da Divisão de Homicídios da Delegacia de Sorriso.

Durante as buscas domiciliares nesta quarta-feira, na residência do adolescente, os policiais conduziram à delegacia em flagrante, duas pessoas pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Homicídio 

Conforme o delegado José Getúlio Daniel, a investigação apurou que o adolescente teria encomendado a morte de Lucas Eduardo de Gody Batista, 18 anos, ocorrida em novembro. A motivação seria uma vingança contra a vítima, porque o rapaz teria, supostamente, mantido um relacionamento com a namorada do adolescente.

Lucas Eduardo estava na frente de uma residência junto com outro rapaz, no Jardim Primavera, no dia 11 de novembro, quando duas pessoas chegaram em uma motocicleta. Um dos suspeitos desceu armado e mandou que os dois rapazes deitassem na calçada, anunciando um suposto assalto, e perguntou o nome das vítimas. Quando Lucas respondeu, foram feitos disparos em sua direção que atingiram a cabeça e costas. Na sequência, a dupla fugiu na motocicleta.

O rapaz foi socorrido ao hospital regional de Sorriso pelo Corpo de Bombeiros, mas não sobreviveu aos ferimentos.

A apuração sobre o homicídio prossegue para identificar os outros envolvidos no homicídio. Ainda conforme o delegado José Getúlio, a apuração realizada até o momento apontam que a vítima não tinha relação com facção criminosa.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende em Matupá tio que abusou de sobrinho de dez anos em Sinop
publicidade

POLICIAL

Policiais civis da Defron participam de curso de tiro em Cáceres

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Policiais civis da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), participaram do curso de aperfeiçoamento de tiro realizado na sexta-feira (03.12), no Clube de Tiro Pantaneiro no município de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá).

A capacitação direcionada para atividades práticas, contemplou exercícios de disparos com diversos tipos de armas de fogo, em diferentes distâncias, e com técnicas avançadas para aferição de equipamento.

 A instrução foi ministrada pelo Segundo Sargento do Exército Brasileiro, Arlébio de Oliveira Alcântara; pelo 3º SGT PM Eliseu Campos da Costa; pelo 3º SGT PM Maurizon Gomes dos Santos e pelo TEN CEL PM Dulcezio Barros Oliveira. 

Conforme a delegada da Defron, Juda Maali Pinheiro Marcondes, o curso foi extremamente salutar para o aprimoramento necessário dos servidores da delegacia, os quais atuam diuturnamente nesta faixa fronteiriça enfrentando inúmeras adversidades.

“Razão pela qual se torna importante e necessária a participação recorrente dos policiais civis em cursos dessa natureza”, destacou a delegada de polícia. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil e PRF apreendem 74 quilos de cloridrato de cocaína camuflados em motor de veículo
Continue lendo

POLICIAL

Padrasto investigado por estupro de vulnerável tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um padrasto acusado de estupro de vulnerável no município de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na sexta-feira (03.12), em rápida ação para cumprimento de mandado de prisão.

O suspeito de 44 anos teve a ordem de prisão temporária decretada pelo juízo da 2º Vara da Comarca local, após investigação da Delegacia de Peixoto de Azevedo para apurar o crime.

A ocorrência foi registrada na quinta-feira (02), quando a genitora da vítima de 12 anos procurou a Polícia Civil. Conforme narrativa, a menina que possui autismo contou com detalhes para sua mãe, os abusos que vinha sofrendo por parte do padrasto.  

Diante da gravidade dos fatos, imediatamente a Polícia Civil representou pela prisão do investigado que foi deferida pelo Poder Judiciário. Com o mandado judicial, os policiais civis efetuaram a prisão do padrasto.

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Peixoto de Azevedo, interrogado e em seguida apresentado e colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Ações imediatas da Polícia Civil bloqueiam valores tomados de vítimas em golpes por meio eletrônico
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana