conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Wagner Moura nega briga com José Padilha e critica governo Bolsonaro

Publicado


source
Wagner Moura nega briga com José Padilha e critica governo Bolsonaro
Sandra Delgado

Wagner Moura nega briga com José Padilha e critica governo Bolsonaro


O ator Wagner Moura, que voltou para o Brasil após um período em Los Angeles, participou de uma entrevista à Folha de S.Paulo para divulgar seu filme “Marighella” e abriu o jogo sobre suas opiniões políticas.


Durante o bate-papo, o diretor negou qualquer briga com o cineasta José Padilha, com quem trabalhou nos filmes “Tropa de Elite” e “Tropa de Elite 2”, em relação seu posicionamento político. “Nós nunca brigamos, nós nos afastamos. Trocamos mensagens duras, sobretudo em relação ao [juíz Sergio] Moro na época do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Sempre vi o Moro como uma figura desprovida de qualidades. Acho que hoje está provado que ele foi parcial no julgamento do Lula. A perseguição ao PT era óbvia”, contou.

“Embora eu, antes de 2013, tenha sido um dos que mais bateram no PT por causa dos casos de corrupção. Depois ‘virei petista’, coisa que nunca fui. Mas tudo bem. O ponto é manter meu juízo. Não deixei a polarização política que tomou do país atrapalhar a minha amizade com o Padilha. Simplesmente, paramos de trocar mensagens em determinado momento”, completou.

Leia Também

O filme “Marighella” estreia dia 4 de novembro e estava previsto para o início de 2019, mas foi postergado. “É inacreditável que o filme só vá estrear agora. Em Berlim, foi aplaudido de pé por dez minutos; Seu Jorge já ganhou prêmios na Itália e na Índia. Mas é um filme feito para o Brasil. A primeira estreia foi cancelada pela censura. Os pedidos que a [produtora] O2 fez à Ancine eram absolutamente normais, negados assustosamente numa época em que Bolsonaro atacava o cinema nacional”, pontuou Wagner.

Leia mais:  "Lady Gaga está arrasadora", diz Aguinaldo Silva após assistir à 'Casa Gucci'

“Se tivesse sido lançado em 2019, seria um filme. Em 2020, outro. Hoje, espero que ‘Marighella’ enfrente menos oposição. Pois agora está claro para todo mundo que este governo é uma tragédia. Para todo mundo, não… Tem aqueles 25% que foram ao 7 de Setembro, mas a maioria já entendeu que não é uma questão de direita ou esquerda, é uma questão de civilização contra a barbárie. Por isso acho que agora a reação será menos violenta com o elenco”, continuou.

Moura também contou que não teve lucros com a produção: “Artista não é ladrão. A acusação de ‘mamar na Lei Rouanet’ me dá tanto ódio. Em ‘Marighella’, não usei um real da Lei Rouanet. Da Lei do Audiovisual também não, porque nenhuma empresa quis botar dinheiro. É uma produção feita com o fundo setorial e dinheiro da Globo Filmes. Não recebi um tostão por esse trabalho. Pelo contrário. Só gastei. E isso também não é problema, porque é um filme que eu amo”.

O artista ainda criticou o governo Bolsonaro, atual presidente do Brasil. “Foi uma tragédia, sobretudo porque a grande maioria das 600 mil mortes no Brasil poderia ter sido evitada, como a do Paulo Gustavo. A gente não era tão amigo, mas era um cara com quem eu falava. Quando ele teve os filhos, a gente se falou, trocou ideias sobre a paternidade… Isso é muito doloroso. E o presidente segue andando por aí sem máscara, sem dar exemplo. O Bolsonaro precisa responder por essas mortes. Ele tem que ser preso”, declarou.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

ENTRETENIMENTO

Glória Groove chora ao lembrar que ia cantar com Marília Mendonça: “Generosa”

Publicado


source
Glória Groove
Reprodução

Glória Groove


A cantora Glória Groove se emocionou, nesta sexta-feira (26), ao lembrar que estava preparando uma parceria com Marília Mendonça, vítima de um acidente aéreo no início deste mês.

Em entrevista coletiva para promover o novo single “Leilão”, a drag queen comentou que uma amizade estava surgindo com Marília, que se mostrou muito generosa, e acabou chorando.

“Ela foi uma pessoa muito fofa, muito querida, muito generosa. Ela realmente tinha aceitado cantar comigo, isso realmente estava para acontecer e a gente só não teve tempo, sabe? Mas eu tenho certeza que em algum momento a gente vai se encontrar, não sei quando ainda, mas é muito louco. Desculpa”, disse Glória Groove, que não segurou o choro.

Leia Também


A cantora acredita que perdeu um pouco de si com a morte de Marília. “A passagem da Marília foi uma coisa que me pegou muito de surpresa e desde esse dia eu não fui mais a mesma pessoa. É muito estranho porque estava começando uma relação muito gostosa de amizade, quando você está começando a falar com a pessoa e está prestes a se encontrar. O jeito que tudo aconteceu me deixou com essa sensação de que eu fui embora um pouquinho também”, completou.

Depois do acidente, a cantora usou seu perfil oficial no Instagram para homenagear Marília Mendonça e fez um desabafo. “Por aqui, a gente promete celebrar o seu legado eternamente. Só nos resta agradecer ao Criador por permitir que um ser de tanta luz tenha iluminado nossas vidas. Todo dia eu peço pro Universo mandar muita força pra sua família, e a de todo mundo que tava junto. Você é MUITO amada. Nossa eterna rainha dos sentimentos. Você virou saudade aqui dentro de casa, estrelinha. Com muito amor, GG”, escreveu.

Leia mais:  Glória Groove chora ao lembrar que ia cantar com Marília Mendonça: "Generosa"
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Ex-“Fantasia”, Pollyana Morbach é casada com ex-jogador da seleção de voleibol

Publicado


source
Polly e Kimberly Morbach no Beto Carrero World
Divulgação

Polly e Kimberly Morbach no Beto Carrero World


Pollyana Morbach, que no começo dos anos 1990 era uma das garotas que cantavam e dançavam ao som da música “Calor… céu azul, verde mar! Vem comigo nesse dia lindo. Amor… Mel e luz, praia e sol, veja o tempo feliz que vem vindo! Fantasiiiiia no ar!” , no game show “Fantasia”, apresentado por Adriana Colin, Débora Rodrigues, Jackeline Petkovic e Valéria Balbi, está curtindo a sua fase de total “corujice”.

Esposa de Gilson Bernardo, que defendeu a equipe brasileira de vôlei por muitos anos e era o responsável pelo bordão “Gilsãããão, Mão de Pilão”, criado pelo falecido narrador Marco Antonio Mattos, a gaúcha de Novo Hamburgo, que comandou atrações na Fox Sports e também na TV Gazeta, é mãe da fofa Kimberly, de três anos.


Leia Também

Pollyana Morbach, Kimberly e Gilsão na pousada Pedra da Ilha
Divulgação

Pollyana Morbach, Kimberly e Gilsão na pousada Pedra da Ilha


E, aproveitando uma brecha na agenda, ela foi descansar e se desconectar de tudo na Pedra da Ilha, que fica em Penha, em Santa Catarina, cidade que abriga o Beto Carrero World. “Tivemos dias incríveis na pousada, que é à beira-mar. Pudemos curtir, além da praia, as piscinas e a parte de recreação! Nos surpreendemos com tudo”, destacou ao iG Gente .

Ainda durante o bate-papo,  Polly  falou da alegria de poder voltar a viajar com a família. “Na nossa estadia, aproveitamos todos os dias no parque. Já tínhamos ido lá em outra oportunidade, mas dessa vez foi mágico, porque estávamos com as crianças, minha baby Kimberly e minha sobrinha Anninha, além da minha mãe! Não tinha como não ser divertido”, derreteu-se.

Leia mais:  Após derrota no The Voice, D'Black tenta a sorte em reality musical inédito


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana