conecte-se conosco


ESPORTES

Palmeiras bate o Sport em casa

Publicado


Pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021, o Palmeiras superou a equipe do Sport por 2 a 1 com gols de Luiz Adriano, aos 7 do segundo tempo, e de Felipe Melo, aos 35, após ter saído em desvantagem logo no início do prélio, com gol de Leandro Barcia aos 3 do primeiro tempo. Esta é a quarta vitória de virada do Verdão na temporada 2021: as outras foram em 23 de abril, sobre o Guarani, pelo Campeonato Paulista (2 a 1, com gols de Mateus Ludke,contra, e Willian Bigode), no Brinco de Ouro da Princesa; em 20 de junho, pelo Brasileiro contra o América-MG (2 a 1, ambos os gols de Willian Bigode), no Allianz Parque; e em 27 de junho, novamente pelo Brasileiro, contra o Bahia (3 a 2, após sair na frente com gol de falta de Scarpa, sofrer virada para 2 a 1, mas, em seguida, virar outra vez com Raphael Veiga e Breno Lopes), no Allianz Parque.

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

Vale destacar, aliás, que o segundo gol do Verdão na partida, de Felipe Melo, foi o gol número 100 entre Palmeiras e Sport na história, pois, antes de entrar em campo, o Palmeiras acumulava 98 gols marcados contra o Leão da Ilha nos 65 jogos disputados anteriormente na história (agora são 66). No total destes 66 duelos já disputados, além dos 100 gols marcados (contra 73 sofridos), o Verdão venceu 35 vezes, empatou 12 e foi superado 19 vezes.

Além do gol 100 contra o Sport, o tento do Pitbull também teve outra marca histórica: foi o gol de número 400 do Verdão no Allianz Parque desde que a arena palmeirense fora inaugurada em 2014 – justamente contra o Sport, em 19 de novembro daquele ano. Quando entrou em campo para enfrentar o Leão da Ilha, o Alviverde somava 398 gols em sua casa com o formato atual (o 399 foi de Luiz Adriano e, portanto, o gol 400 foi do camisa 30). Além de 400 gols em casa, contra 170 que sofreu (em 215 jogos), o Maior Campeão do Brasil soma 137 vitórias, 42 empates e 36 derrotas.

  Fortaleza e Corinthians empatam sem gols pela 24ª rodada do Brasileirão

Leia mais:  Equipe coxa-branca entra em reta final de trabalhos para encarar a Ponte Preta

Com a vitória, o Palmeiras melhorou ainda mais seu retrospecto ante o Sport: nas últimas dez vezes em que os clubes se encontraram (já considerando a desta noite), o Verdão perdeu só uma (em 2018, último revés sofrido para a equipe recifense) e venceu oito, além de um empate – agora o Verdão emplacou a terceira vitória seguida sobre o rival da vez.

O primeiro gol palmeirense da arena foi marcado por Henrique Dourado (ou Henrique Ceifador), no empate por 1 a 1 contra o Athletico-PR, em 07/12/2014, pelo Campeonato Brasileiro (aquele foi o segundo jogo da arena – no primeiro contra o Sport, 20 dias antes, o Verdão pontuou).

Já o centésimo gol foi anotado por Lucas Barrios, em duelo contra o Vitória-BA – triunfo palmeirense por 2 a 1 pelo Brasileirão de 2016. Por sua vez, o 200º tento foi marcado por Willian Bigode no empate por 1 a 1 contra o América-MG pela Copa do Brasil de 2018 (jogo que valeu classificação às quartas de final da competição). E o 300º gol fora marcado pelo meia Raphael Veiga, na goleada por 5 a 0 sobre o Bolívar-BOL, pela Libertadores de 2020, em 30 de setembro daquele ano.

Destaque individual também para Dudu. O Baixinho, ao ter atuado diante do Sport – deixou o gramado aos 44 do segundo tempo, dando lugar a Danilo Barbosa -, passou a integrar o top 10 dos jogadores que mais atuaram no estádio palmeirense em todos os tempos: hoje possui 140 partidas no local e, igualando as 140 partidas de Bianco Gambini (autor do primeiro gol da história do Verdão, em 1915) e Cléber (ídolo e zagueiro dos anos 90). Além de décimo na história do Parque Antarctica geral, ele já é o líder de partidas na era Allianz Parque (ou seja, desde que a arena – inaugurada em 2014 – possui essa configuração).

Leia mais:  Galo empata com o Palmeiras

No que diz respeito ao número de vitórias, ele já aparece no top 10 da história do Palestra Italia, considerando todas as formas físicas que o estádio palmeirense já possuiu outrora: é o décimo colocado (primeiro só da era Allianz Parque), com 97 triunfos. Completam a lista: Bianco Gambini (9º, com 98 vitórias), Cléber (8º, com 105 vitórias), Carnera, zagueiro da década de 30 (7º com 106 vitórias), Junqueira, zagueiro dos anos 30 e 40 (6º, com 108 vitórias), Velloso (5º, com 110 vitórias), Galeano (4º, com 116 vitórias), Heitor, atacante das décadas de 10, 20 e 30 e maior artilheiro da história palmeirense até os dias atuais, com 327 gols (3º, com 122 vitórias), Ademir da Guia (2º da lista, com 125 triunfos) e o eterno goleiro Marcos (1º do ranking, com 135 resultados positivos).

fonte: https://www.palmeiras.com.br/pt-br/noticias/palmeiras-bate-sport-em-casa-pelo-brasileiro-e-vira-pela-quarta-vez-na-temporada/

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Abel comanda primeiro treino do Palmeiras em Montevidéu

Publicado


Felipe Melo treinou durante com o grupo (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras treinou na tarde desta quinta-feira (25), no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (URU), na preparação à final da CONMEBOL Libertadores 2021 contra o Flamengo, neste sábado (27), às 17h, no Estádio Centenário. Sob forte chuva, foi o primeiro trabalho do Verdão em solo uruguaio desde o desembarque no país na noite desta quarta-feira (24).

Após uma atividade de vídeo no hotel e trabalhos de ativação física na academia, os jogadores foram ao campo do Nacional-URU para um treino tático de cerca de 1h de duração comandado pelo técnico Abel Ferreira e sua comissão técnica. Divididos em dois times, os jogadores ensaiaram o posicionamento, movimentações e jogadas, entre outros aspectos.

Assim como no treino de quarta (24), o meio-campista Felipe Melo treinou durante todo o tempo com o grupo. Ao final, o elenco praticou bolas paradas e cobranças de pênaltis e faltas.

Esta é a sexta final de Libertadores na história do Palmeiras. Primeiro clube brasileiro a chegar à decisão do torneio (em 1961, contra o Peñarol-URU, com o jogo de ida em Montevidéu), o Verdão é o que mais vezes alcançou a fase decisiva da competição, ao lado do São Paulo – foi campeão em 1999 e 2020 e vice-campeão em 1961, 1968 e 2000.

O Maior Campeão do Brasil é ainda o clube brasileiro com mais participações de Libertadores (21, ao lado de São Paulo e Grêmio), mais jogos (209), mais vitórias (116), mais vitórias como visitante (44), mais gols (390), mais gols como mandante (233) e mais gols como visitante (156 tentos).

Os jogadores Wesley e Gustavo Gómez (à direita) durante treinamento no Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
fonte: https://www.palmeiras.com.br/pt-br/noticias/abel-comanda-atividade-tatica-no-primeiro-treino-do-palmeiras-em-montevideu/

Comentários Facebook
Leia mais:  São Paulo empata como Athletico pelo Brasileirão
Continue lendo

ESPORTES

Corinthians é superado pelo Ceará, na Arena Castelão.

Publicado



Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Na noite desta quinta-feira (25), o Corinthians foi até o Ceará para mais uma partida do Brasileirão 2021. Pela 35ª rodada do nacional, o Timão foi derrotado na Arena Castelão, pelo placar de 2 a 1. O gol corinthiano foi marcado por Róger Guedes.

Com a derrota, o Timão continua com 53 pontos na competição e ocupa a 4ª posição da tabela.
Timão escalado
Para a partida diante do Ceará, o técnico Sylvinho escalou um onze inicial formado por: Cássio (capitão); Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Gabriel, Du Queiroz, Luan, Gabriel Pereira, Róger Guedes e Jô. À disposição no banco de reservas estavam: Matheus Donelli, João Pedro, Renato Augusto, Willian, Léo Santos, Gustavo Silva, Fábio Santos, Adson, Gustavo Mantuan, Raul Gustavo, Xavier e Vitinho
Primeiro tempo
A partida começou com grande pressão do Ceará e com 6 minutos, conseguiu abrir o placar. Após erro na saída de bola, o adversário conseguiu interceptar e finalizar para fazer 1 a 0.
A primeira chegada do Timão foi aos 11 minutos. Após boa troca de passes na intermediária, Luan rolou para Gabriel Pereira e o camisa 38 finalizou em cima da marcação, no rebote, Jô tentou, mas novamente a zaga adversária conseguiu o corte.
O Corinthians começou boa pressão para empatar a partida, e aos 20 minutos conseguiu uma grande chance. Gabriel Pereira fez ótima jogada individual e sofreu uma falta na entrada da área. No rebote da cobrança, Du Queiroz cruzou, mas a zaga afastou no momento em que Luan ia cabecear.
A melhor chegada do Corinthians no primeiro tempo foi aos 35 minutos. Du Queiroz arrancou bem pelo meio, tocou para Gabriel Pereira, que fez boa tabela com Róger Guedes. O camisa 123 devolveu para GP, que dentro da área finalizou no chão, mas o goleiro conseguiu boa defesa para evitar o empate.
Aos 39, outra boa chegada do Timão. João Victor desarmou o zagueiro adversário e a bola sobrou para Róger Guedes, que chutou forte rasteiro no canto direito, mas o goleiro adversário apareceu novamente para evitar o gol.
A última oportunidade da primeira metade foi de Gil. A bola caiu com o zagueiro após cobrança de falta e ele bateu de fora da área levando muito perigo.
Segundo tempo
O Corinthians voltou sem alterações para a segunda etapa, mas começou pressionando a saída de bola e criando espaços na defesa cearense.
Em busca de fôlego novo no time, Sylvinho fez duas alterações na equipe. Aos 11, Willian e Renato Augusto entraram no lugar de Du Queiroz e Luan, respectivamente.
Aos 22, a terceira substituição. Gabriel Pereira deu lugar à Gustavo Silva.
Na metade do segundo tempo, o Timão pressionava e tinha a posse de bola, mas não conseguia criar grandes chances para finalização.
A primeira chegada perigosa aconteceu aos 25, quando Renato Augusto recebeu em profundidade e cruzou rasteiro na primeira trave. Jô tentou o desvio, mas o zagueiro atrapalhou e a bola cruzou a área inteira sem desvio.
Logo em seguida, aos 27, João Victor jogou para Fagner que cruzou na cabeça de Jô, e novamente o goleiro adversário evitou o empate.
As últimas alterações do Timão vieram aos 36 minutos. João Pedro entrou no lugar de Fagner e Vitinho assumiu a vaga de Gabriel.
Aos 38, a pressão corinthiana surtiu efeito. Willian fez grande jogada pela ponta esquerda, rolou para Róger Guedes que driblou o zagueiro e finalizou forte no alto para empatar a partida.
Poucos minutos depois, aos 41, o Ceará conseguiu marcar o segundo gol em cruzamento na área.
O Timão teve uma última chance aos 46, quando Gustavo Silva finalizou após escanteio, mas não conseguiu marcar o gol de empate e assim acabou a partida. Ceará 2 x 1 Corinthians.
Próximo jogo
O Corinthians volta a entrar em campo no próximo domingo (25). Na Neo Química Arena, o Timão recebe o Athletico-PR, às 16h (horário de Brasília). Partida será válida pela 36ª rodada do Brasileirão.

Tags: Futebol, Notícias

  Corinthians empata com o em São Paulo e mantém o tabu contra o rival na Neo Química Arena

Leia mais:  Galo empata com o Palmeiras

fonte: https://www.corinthians.com.br/noticias/corinthians-e-superado-pelo-ceara-na-arena-castelao

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana