conecte-se conosco


DIAMANTINO

Governo de Diamantino lança Programa Mão Solidaria em auxílio as famílias de baixa renda

Publicado


O primeiro programa municipal de transferência de renda da história de Diamantino teve seu lançamento realizado na manhã desta sexta-feira (15.10) no Centro de Eventos Juarez de Abreu. O Mão Solidária que será gerenciado pela Secretaria de Assistência Social, vai beneficiar 500 famílias de baixa renda com um vale compras no valor de R$ 150,00 pelo período de 4 meses.

A iniciativa consiste na distribuição de cartões que atenderão grupos específicos e também famílias em situação de vulnerabilidade social e visa reduzir as desigualdades, promovendo cidadania e diminuindo os impactos socioeconômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Inicialmente previsto para ter vigência pelo período de 4 meses, o programa tem previsão de início já no mês de agosto e levará em consideração os dados do CADUNICO como norteador dos beneficiários.

Para o prefeito municipal, Dr. Manoel Loureiro Neto (MDB) o programa é possível devido a boa saúde fiscal pela qual passa o município de Diamantino e deve mudar os paradigmas do assistencialismo social, proporcionando autonomia para as famílias, que passam a ter um incremento no poder de compra.

“Estamos mudando paradigmas alcançando um novo patamar na rede de exclusão social, atacando as fontes de vulnerabilidade atenuadas pela pandemia do novo coronavírus”, disse.

Já o secretário Gilson da Silva destaca o trabalho multissetorial das pastas de gestão incluindo a colaboração do Legislativo para a concretização do programa.

“O Mão Solidária, desde o início da gestão do prefeito Dr. Manoel, foi uma prioridade, tornando-se realidade graças ao esforço conjunto de todas as pastas da gestão”, afirma.

“Com a transferência de renda, esperamos humanizar o atendimento as famílias atingidas pela diminuição das oportunidades em decorrência da pandemia, proporcionando ao beneficiário, maior dignidade por meio da melhoria no poder de compra e escolha”, conclui o secretário.

Leia mais:  Diamantino amplia a frota de ambulâncias com nova UTI Móvel

Comentários Facebook
publicidade

DIAMANTINO

Ônibus do MT Hemocentro retorna à Diamantino para coleta de sangue

Publicado


Apelidado de “Hemobús”, o ônibus do MT-hemocentro retorna à Diamantino na próxima terça-feira (30), após 90 dias de sua última passagem pelo município quando realizaram mais de 160 atendimentos. O veículo ficará estacionado em frente ao ESF Central, localizado na Rua São Benedito S/N entre os dias 30 de novembro e 01 de dezembro, com os funcionários do banco de sangue realizando as coletas entre 07 e 11 da manhã e entre ás 13 e 16:30 horas. Para evitar filas e aglomerações, os atendimentos devem ser agendados através do telefone 065 9.9625-9513.

A expectativa é a de que sejam realizados ao menos 160 atendimentos, entre os quatro períodos de coleta e de acordo com a secretária municipal de saúde, Marinêze de Araújo Meira, todas as pessoas com idade entre 16 e 69 anos, que pesem mais do que 51 quilos, podem doar e faz recomendações sobre alimentação e cuidados aos voluntários.

“Todas as pessoas com idade a partir de 16 anos, desde que acompanhados pelos pais podem doar, mas é necessário que se atentem a cuidados como os de evitar o consumo de comidas gordurosas, bebidas alcóolicas pelo período de 12 horas antes da doação e de cigarros por ao menos 2 horas”, disse.

“Após a doação não é recomendado ao doador voluntário que sejam operadas máquinas ou veículos de grande porte, ou que exerça atividades em locais que ofereçam algum risco de queda”, acrescenta Marinêze.

A gestora da saúde municipal também explica sobre os procedimentos que os recuperados e aos imunizados contra a covid-19 devem tomar antes da doação de sangue.

“Quem pegou covid-19 ou que tomou a vacina contra a covid-19, também podem doar, porém desde que tenham se recuperado da doença há mais de 30 dias e estejam bem de saúde e no caso dos vacinados, que observem os prazos mínimos entre imunização e doação, que são de 7 dias para quem tomou a vacina da Pfizer, Jansen e AstraZeneca e de 48 horas para quem tomou a vacina CoronaVac”, destaca.

Benefícios a saúde

Há muitos benefícios da doação de sangue para a saúde, que vão desde a redução de doenças do coração à satisfação em promover uma boa ação, já que não existe outra forma de salvar a vida de quem precisa de doação se não for doando.

Diferente do que dizem, a doação de sangue não afina nem engrossa o sangue. Muitas pessoas deixam de doar por acharem que a doação faz afinar ou engrossar o sangue, mas é um mito. Após a doação, existe a reposição do volume e componentes do sangue pelo próprio organismo até atingir um equilíbrio existente antes da doação. Por isso, não é necessário ter receio.

Doar sangue pode reduzir riscos de doenças cardíacas

Há muitos estudos que comprovam que a doação de sangue reduz a viscosidade do sangue, assim, quem doa se torna menos propensos a desenvolver doenças do coração. Isso ocorre porque, durante esse processo, há uma espécie de limpeza sanguínea, pois o nosso sangue é produzido na medula e é renovado a cada três ou quatro meses.

Neste período, o sangue é descartado, ou seja, a doação se torna bastante eficaz para quem precisa. Sendo assim, com a doação há uma renovação das células e, com isso, as células velhas são renovadas, colaborando com a redução de certos tipos de câncer pela redução de oxidativos.

Leia mais:  Diamantino amplia a frota de ambulâncias com nova UTI Móvel

Comentários Facebook
Continue lendo

DIAMANTINO

Prefeitura vai investir R$ 200 mil na produção de polpas de frutas e derivados da mandioca

Publicado


A Prefeitura de Diamantino por meio de ação da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente, Indústria e Comércio, vai investir R$ 200 mil na aquisição de máquinas e implementos para a produção de derivados da mandioca e de polpas de frutas. Os recursos foram assegurados pelo prefeito municipal durante reunião realizada com lideranças da Coopercaeté na manhã desta nesta terça-feira (23).

A operacionalização dos equipamentos, ficará por conta da Coopercaeté, que receberá uma máquina farinheira para a produção de farinha da mandioca e derivados, e uma máquina despolpadora para industrialização do processo de fabricação de polpas de frutas, o que deverá, segundo o prefeito Dr. Manoel Loureiro Neto (MDB), fomentar a economia rural e servir de estímulo para a permanência do homem do campo.

“Nosso intuito é o de promover a industrialização das mais variadas cadeias produtivas da nossa cidade, estamos investindo no homem do campo no sentido de tornar a Agricultura familiar economicamente viável e sustentável”, disse o gestor.

O secretário de agricultura destaca que a viabilidade econômica será possível com a implantação do Serviço de Inspeção Municipal – SIM, sendo possível ao pequeno produtor e cooperativas de trabalho dos projetos de assentamentos, comercializar sua produção no município e para a prefeitura.

“Estamos há poucos passos da implantação do serviço de inspeção municipal que proporcionará ao pequeno produtor e cooperativas de trabalho a comercialização no município, os produtos feitos na Caeté, na Bojuí e em toda a zona rural, farão parte do cardápio da merenda escolar e também estarão disponíveis em todo o comércio de Diamantino, com qualidade e segurança”, destaca o secretário.

Estiveram presentes na reunião, o vereador Ranielli Patrick (presidente da Câmara de vereadores) o assessor do deputado estadual Dilmar Dal´Bosco, cooperados da Coopercaeté e alunos do curso de agronomia do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT.

Leia mais:  Ônibus do MT Hemocentro retorna à Diamantino para coleta de sangue

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana