conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Temer afirma que golpe é ‘inviável’ por falta de disposição das Forças Armadas

Publicado


source
Jair Bolsonaro e Michel Temer
Crédito: getty images

Jair Bolsonaro e Michel Temer

 O ex-presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira que uma ruptura institucional no país é “absolutamente inviável” por falta de disposição das forças armadas. A afirmação ocorre poucos dias após Temer ajudar o presidente Jair Bolsonaro a escrever uma carta à nação na tentativa de pacificar a crise institucional entre os poderes — a tensão se agravou ainda mais nos atos antidemocráticos de 7 de setembro.

“Não vejo desejo. Não vejo a disposição do congresso. Isso (golpe) só acontece se as forças armadas tem disposição pra isso. E as forças armadas hoje não têm nenhuma disposição”, afirmou Temer durante evento virtual com investidores promovido por um banco.


Embora o Brasil enfrente uma crise econômica e sanitária, Temer pregou otimismo com o país e disse, sem citar o presidente, que espera que as tensões entre Bolsonaro e os demais poderes diminuam. “Há uma consciência de que cada poder deve obedecer a regração constitucional”, disse Temer.

Leia Também

Em seguida, numa comparação entre sua gestão entre 2016 e 2018 e o atual governo, o ex-presidente deixou claro que discorda da avaliação de Bolsonaro de que o Judiciário age movido pelo ativismo. Nas manifestações do último dia 7, Bolsonaro chegou a pregar desobediência ao Supremo Tribunal Federal e disse que não cumpria mais as decisões do ministro Alexandre de Moraes.

“Não acho que haja ativismo judicial. Quantas vezes no meu governo nós tínhamos problema com o Judiciário? O Supremo chegou a suspender um indulto (natalino) meu que é competência privativa do presidente. Nunca nos rebelamos contra as decisões judiciais. De uns tempos pra cá chegou-se a dizer que não se deveria cumprir algumas decisões, isso não é bom para o país”, complementou Temer.

Leia mais:  PSOL não lançará candidato à Presidência e sinaliza apoio a Lula

Horas antes de participar da palestra do banco, Temer ainda atuou para evitar um possível mal estar com o presidente após um  vídeo em que ele aparece rindo de uma imitação de Bolsonaro feita pelo humorista André Marinho . No telefonema, o emedebista minimizou as piadas e disse que Marinho também havia imitado outras figuras políticas no jantar, como o próprio Temer, o governador João Doria (PSDB), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente americano Donald Trump.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

TSE pretende julgar processo contra Jair Bolsonaro em até um mês

Publicado


source
TSE pretende julgar processo contra Jair Bolsonaro em até um mês
Agência Brasil

TSE pretende julgar processo contra Jair Bolsonaro em até um mês

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) procura mandar a plenário o processo que julga o disparo de mensagens em massa através do WhatsApp , e que envolve a chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), em até um mês. As informações são do portal Valor Econômico.

O motivo da data limite seria a saída do ministro Luis Felipe Salomão à frente da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral. Mauro Campbell, antigo integrante do Superior Tribunal de Justiça (STJ) será seu substituto no TSE. Na última semana, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), compartilhou provas coletadas durante as investigações sobre os atos antidemocráticos e no âmbito do inquérito das “fake news”.


Caso a ação vá a plenário e o colegiado entenda que a chapa Bolsonaro-Mourão cometeu crimes eleitorais, a dupla pode ficar inelegível pelos próximos oito anos e não poderão disputar as eleições do próximo ano.

Comentários Facebook
Leia mais:  Senador José Aníbal diz estar com Covid-19, mas sem sintomas
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Mil dias de governo: Planalto realiza parecer para rebater acusações eleitorais

Publicado


source
Governo Bolsonaro realiza parecer para rebater acusações eleitorais
Reprodução: iG Minas Gerais

Governo Bolsonaro realiza parecer para rebater acusações eleitorais

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou 27 eventos no último domingo (26) – em todas as unidades federativas e no Distrito Federal – para promover as ações do governo. O Planalto, porém, se resguarda de possíveis acusações eleitorais e preparou um parecer para se defender juridicamente. As informações são do jornal A Folha de S.Paulo.

A Subchefia de Articulação e Monitoramento (SAM) da Casa Civil promoveu uma discussão e reconhece que as ações podem levantar “eventuais questionamentos sobre o enquadramento da empreitada como propaganda eleitoral”.

*Mais informações em instantes

Comentários Facebook
Leia mais:  Aziz: "Aras não é dono da verdade, não pode sentar [no relatório da CPI]"
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana