conecte-se conosco


MATO GROSSO

Linfomas têm grande chance de cura se forem diagnosticados precocemente

Publicado


Os linfomas são um tipo de câncer que costumam a se apresentar com o aumento dos gânglios na região da coluna, do pescoço e das axilas. Com origem no sistema linfático, a doença atinge o linfonodo, um órgão de defesa, mas pode atingir outros locais, principalmente quando está em um estágio avançado.

O oncologista André Crepaldi, credenciado ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida e Oncolog, alerta que é importante procurar um médico quando surgem os sintomas. “Os gânglios ou massas, algumas vezes endurecidas, podem vir acompanhados de febre baixa vespertina, sudorese noturna, palidez cutânea, e algumas lesões cutâneas”, observa o médico.

Existem dois tipos de linfoma, o linfoma de Hodgkin e linfoma não-Hodgkin. Ambos apresentam comportamentos, sinais e graus de agressividade diferentes. 

O diagnóstico, de acordo com o Dr. André Crepaldi, é feito com exames laboratoriais e biópsia do linfonodo ou órgão acometido. Atualmente, as principais formas de tratamento da doenção são a quimioterapia e a radioterapia. Mas, em alguns casos, também poderá ser necessário a realização de transplante de medula óssea.

“O linfoma é um câncer altamente curável, no entanto o prognóstico varia de acordo com os subtipos, mas, especialmente, com o diagnóstico precoce, assim como o tratamento”, observa o especialista.

Prevenção

Para auxiliar o diagnóstico precoce, é importante evitar exposição prolongada a produtos químicos, em especial a produtos agrícolas. Outra medida é fazer o autoexame frequentemente e procurar imediatamente um médico se notar a presença de uma íngua (gânglio aumentado) no pescoço, axila ou virilha, especialmente se ela não for dolorosa e crescer rapidamente.

Estatística

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que mais de 14 mil brasileiros serão diagnosticados com linfoma em 2021 e aproximadamente 4 mil pessoas morrem todos os anos vítimas da doença no Brasil. A principal causa das mortes é o desconhecimento sobre este câncer, que apresenta elevado índice de cura se for diagnosticado em sua fase inicial.

Leia mais:  SES recebe doação de 15 mil litros de álcool 70% da indústria

Conscientização

O 15 de setembro é o Dia Mundial de Conscientização sobre o Linfoma, oportunidade falar com a população sobre a importância do diagnóstico precoce da doença.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Sexta-feira (24): Mato Grosso registra 534.111 casos e 13.762 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (24.09), 534.111 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.762 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 512 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 534.111 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.563 estão em isolamento domiciliar e 516.016 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 125 internações em UTIs públicas e 80 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33,33% para UTIs adulto e em 13% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (110.401), Várzea Grande (37.649), Rondonópolis (37.565), Sinop (25.805), Sorriso (18.165), Tangará da Serra (17.678), Lucas do Rio Verde (15.570), Primavera do Leste (14.670), Cáceres (11.784) e Barra do Garças (10.552).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quinta-feira (23.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.308.178  casos da Covid-19 no Brasil e 592.964 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha de 21.283.567 casos da Covid-19 no Brasil e 592.316 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta sexta-feira (24.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Leia mais:  Alunos de Chapada são semifinalistas em concurso nacional de ciência e tecnologia

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

MT Prev leva atendimento presencial a servidores da região de Cáceres

Publicado


Em sua terceira edição, o MT Prev Itinerante esteve em Cáceres (217 km da capital), nesta quinta-feira (23.09). O encontro com os servidores da região foi realizado na Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), no Auditório Edival dos Reis. A ação já passou por Barra do Garças e Alta Floresta.

Para não perder a oportunidade, a professora e secretária da Escola Estadual Benedito Cesário da Cruz, Cláudia Lúcia Pinto, de Mirassol d’Oeste (297 km de Cuiabá) percorreu 80 quilômetros até Cáceres para tirar várias dúvidas pessoalmente.

“O evento MTPrev Itinerante foi uma iniciativa extremamente importante, pois além de nos permitir uma maior aproximação com o órgão, o evento foi ótimo para esclarecer nossas dúvidas em relação aos procedimentos realizados pelo órgão, como emissão de declaração e certidão de tempo de contribuição, averbação de tempo de serviço e as novas regras de aposentadoria. Parabéns à toda a equipe do MTPrev!”, destacou.

O diretor-presidente do MT Prev, Elliton Oliveira de Souza, que também esteve presente no encontro, diz que o intuito do projeto é exatamente aproximar a autarquia dos seus beneficiários. “Queremos que o servidor do estado possa conhecer o MT Prev e saber que pode nos procurar a qualquer momento, mesmo antes da aposentadoria”, afirma.

No encontro, as servidoras Gasparina Castro, Kalliane Pereira e Vanessa Oliveira, além do diretor presidente, levaram conhecimento sobre a estrutura do MT Prev, previdência complementar e sobre os serviços online da autarquia, como simulação de aposentadoria, averbação de tempo de contribuição, novas regras de aposentadoria e de pensão por morte, além de instruções sobre vida funcional.

Supervisão: Alline Barros

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Levantamento do Ciman aponta que focos de calor diminuíram na Amazônia, Cerrado e Pantanal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana