conecte-se conosco


POLICIAL

Golpista que vendia terrenos utilizando documentos falsos é preso pela Polícia Civil em Querência

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de aplicar golpes na venda de terrenos utilizando documentos falsos foi preso pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (09.09), no município de Querência (945 km a noroeste de Cuiabá). O suspeito, de 36 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de estelionato, uso de documento falso e porte ilegal de arma de fogo.

As investigações iniciaram após o aumento de ocorrência de estelionatos no município e região, assim como receber denúncias anônimas de que um casal estava aplicando golpes na cidade.

Diante das informações, os policiais da Delegacia de Querência iniciaram as diligências conseguindo identificar e monitorar o veículo do suspeito, até o momento em que visualizaram uma situação de negociação em via pública.

A equipe de investigadores realizou a abordagem do homem, sendo encontrado no interior do veículo, um revólver calibre 38 e diversas cópias de contratos com informações de imóveis.

Durante a conversa, foi verificado que a pessoa que estava com o suspeito era uma vítima, a qual já havia depositado parte do dinheiro na conta do estelionatário, acreditando que estava adquirindo um terreno.

Em análise da situação, foi constatado que o documento de propriedade do terreno apresentado pelo suspeito era falso e o bem não lhe pertencia, evidenciando se tratar de golpe.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Querência e após ser interrogado foi autuado em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, estelionato e uso de documento falso.

As investigações continuam para identificar outras possíveis vítimas do estelionatário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Policiais civis participam de curso para manuseio de Drone ministrado pelo Sindicato Rural de Canarana
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil recupera R$ 30 mil subtraídos de vítima durante compra de gado

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma ação da Polícia Civil realizada em parceria entre a 1ª Delegacia de Polícia de Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá) e Delegacia Especializada de Repressão a Crimes (DRCI) Informáticos resultou na recuperação de R$ 30 mil, subtraídos de uma vítima na negociação de cabeças de gado que não foram entregues após o pagamento.

A ocorrência foi registrada na quinta-feira (16.09), quando a vítima procurou a Ribeirão Cascalheira relatando que foi procurado por uma pessoa que lhe ofereceu cabeças de gado. Após ver os animais, a vítima concordou com a compra e efetuou pagamentos em três contas diferentes. Depois dos pagamentos efetuados, o suspeito não atendeu mais a vítima.

Diante das informações, rapidamente a equipe da Delegacia de Ribeirão Cascalheira acionou a DRCI que com base nas informações passadas pela vítima conseguiu recuperar parte do valor subtraído da vítima, com o bloqueio de R$ 30 mil transferido para uma das contas.

As investigações seguem em andamento para identificar os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Ação educativa orienta cidadãos sobre o perigo de ingerir bebida alcoólica e dirigir
Continue lendo

POLICIAL

Policiais civis cumprem prisões por tentativa de homicídio e descumprimento de medidas

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil em Comodoro cumpriu nesta segunda-feira (20.09) dois mandados de prisões expedidos pela Comarca de Comodoro (553 km a nordeste de Cuiabá) pelos crimes de tentativa de homicídio e descumprimento de medida protetiva.

Uma das prisões efetuadas foi contra um homem de 43 anos investigado por uma tentativa de homicídio cometida na cidade de Campos de Júlio.

O segundo mandado é contra um investigado de 26 anos que descumpriu medidas protetivas e causou lesões corporais em sua convivente. Os fatos ocorreram no mês de julho, também em Campos de Júlio.

Desde a concessão das medidas protetivas à vítima, o agressor vinha evitando ser intimado e notificado sobre a decisão judicial. Diante do histórico de agressões contra a vítima, o delegado Ricardo Marques Sarto representou pela prisão preventiva, que foi acatada pelo juízo local. O cumprimento da prisão contou com apoio da equipe da Delegacia de Campos de Júlio.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende preventivamente homem que ameaçava e perseguia ex-companheira na Capital
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana