conecte-se conosco


CUIABÁ

Um ano de Espaço de Acolhimento: primeira-dama anuncia segunda unidade em Cuiabá

Publicado


Vicente Aquino

Clique para ampliar

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, anunciou junto a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, a criação da segunda unidade do Espaço de Acolhimento da Mulher, em Cuiabá. A sala seguirá os mesmos moldes de atendimento da piloto, inaugurada há 1 ano, com a disponibilização de atendimentos de saúde, psicológicos, sociais e jurídicos.

O espaço será situado na nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro Jardim Leblon, que atualmente está com 90% das obras concluídas e deve ser entregue nos próximos meses. Segundo a primeira-dama, o espaço será o segundo do Brasil presente dentro de uma unidade pública de saúde.

“Em suas palestras, a Maria da Penha sempre destacava a importância de ter um espaço para o atendimento específico e imediato da mulher vitimada. E em suas andanças pelo Brasil ela nunca viu isso dentro de um espaço público de saúde, até inaugurarmos essa unidade que tem sido importante para o combate à violência doméstica. Agora vamos estender para os bairros com a UPA do Jardim Lebron e com certeza será mais uma vitória para a área da mulher em Cuiabá”, contou Márcia.

O atendimento para as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar segue 24 horas no Espaço de Acolhimento, presente no Hospital Municipal de Cuiabá, e tem servido também para ações preventivas como denúncias contra agressores. Dos 282 atendimentos registrados em 1 ano, 67 foram de mulheres que fizeram denúncias de forma espontânea.

“É importante fazer esse atendimento imediato da mulher que, infelizmente, chega violentada. Todos são treinados para dar sigilo, segurança e total suporte. Mas, o mais importante é as mulheres que enxergam o espaço como uma saída, que buscam apoio e socorro antes de chegar à violência extrema. Queremos encorajá-las a enxergar o espaço como uma saída. Denunciem que estamos aqui para acolhe-las”, reforçou a secretária Zamproni.   

Leia mais:  "O servidor público é o braço direito de qualquer gestor e isso precisa ser honrado", reafirma prefeito que quita folha salarial de julho na sexta

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

“O servidor público é o braço direito de qualquer gestor e isso precisa ser honrado”, reafirma prefeito que quita folha salarial de julho na sexta

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, quita nesta sexta-feira (30), o salário dos servidores públicos referentes ao mês de julho. Com a medida, o chefe do Executivo segue com o compromisso firmado com os colaboradores em manter i o pagamento referente a  folha salarial no mês trabalhado. “Essa é uma marca que mantenho da minha gestão desde o primeiro mandato como chefe do Executivo Municipal. Um servidor valorizado, com remuneração em dia, com certeza o resultado será sempre positivo em relação à prestação de serviços à sociedade. Jamais faltarei com o meu compromisso”, enfatizou o prefeito.

De acordo com a Secretaria de Fazenda, a Prefeitura de Cuiabá conta com aproximadamente 16 mil servidores ativos e mais cinco mil beneficiários do Cuiabá-Prev, totalizando uma folha de cerca de R$ 69 milhões.

“O servidor público é o braço direito de qualquer gestor e isso precisa ser honrado. Uma das formas de fazer esse discurso se valer na prática é tendo esse compromisso com a folha salarial em dia. A gestão Emanuel Pinheiro sempre vai agir com respeito e valorização aos servidores, por entender que uma administração não se faz sozinho. Cada servidor exerce uma contribuição fundamental”, finalizou.

Comentários Facebook
Leia mais:  Primeira-dama encerra primeiro dia de força-tarefa de enfrentamento ao frio com sopão em bairro carente
Continue lendo

CUIABÁ

Gratidão e dedicação unem integrantes de força-tarefa de enfrentamento ao frio; primeira-dama coordena ação

Publicado


VICENTE AQUINO

Clique para ampliar

As equipes da Prefeitura de Cuiabá e da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência continuam a percorrer os bairros da capital, na ação emergencial de atendimento as famílias em situação de vulnerabilidade social. Desde a última quarta-feira (28), a mobilização conjunta de várias secretarias municipais, tenta minimizar a situação da população mais carente, diante do frio que atingiu Cuiabá. Para as pessoas que estão atuando na força-tarefa de enfrentamento ao frio, em tempo integral, o sentimento é de solidariedade e gratidão, numa ação que pretende levar o acolhimento, com a doação de alimentos e cobertor (campanha Aquece Cuiabá). A ação é uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, organizada pela primeira-dama da capital, Márcia Pinheiro, e reúne todas as secretarias do Executivo. 

Na manhã desta quinta-feira (29), no assentamento Terra Prometida, localizado na Regional Norte entre os bairros CPA e 1º de Março, cerca de cerca de 900 famílias, receberam as doações

A coordenadora do Programa Criança Feliz, da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Michely Machado disse que se sente grata pela possibilidade poder ajudar a população. “Nos comove realmente ver a necessidade das famílias, ainda mais nessa época do ano que está fazendo muito frio e a gente sabe que tem muitas pessoas que não tem uma residência com estrutura para poder preservar a sua saúde. Meu sentimento é de gratidão por estarmos participando dessa ação, doando cobertores, roupas e alimentos. O sentimento é de ajudar ao próximo, de gratidão por poder fazer esse gesto de humanização”, disse Michely ao lembrar os locais já visitados como o aterro sanitário, onde foi distribuído o sopão, e bairros como Novo Milênio e Santa Laura.

Leia mais:  Arsec debate revisão ordinária do contrato de água e esgoto

A coordenadora técnica de Gestão de Políticas Sociais da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Patrícia Cavalcanti, destacou o trabalho conjunto das Secretarias Municipais que estão possibilitando essa grande mobilização. “Várias secretarias estão trabalhando em conjunto conosco. O objetivo central de toda essa mobilização por parte dos gestores, do nosso prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro, é promover os mínimos sociais, de forma humanizada, para a população em situação de vulnerabilidade de Cuiabá. Acredito que todos envolvidos nessa força tarefa, assim como eu se sentem mais humanizados, com um sentimento de afeto e preocupação, e mais generosos. São vários sentimentos externados a partir do momento que a gente realização ações como essas”, disse Patrícia.

A secretária Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência Hellen Janayna Ferreira de Jesus acompanhou as ações realizadas no assentamento Terra Prometida e disse que a força-tarefa está trazendo muitos benefícios para a política de assistência social do município. “A nossa política é responsável por mapear e identificar a população que está em situação de vulnerabilidade. Com o trabalho realizado por essa força-tarefa foi possível estarmos em mais de 54 bairros da nossa capital, isso é extremamente relevante. A gente leva serviços, leva atendimento, para toda essa população mais vulnerável, que precisa”, disse ela.

De acordo com a gestora, a política de assistência atende a população nesses casos de emergência, mas o escopo, o trabalho principal da Assistência Social é referenciar essas famílias. “Nosso intuído é estar mais presente junto às comunidades, nos nossos mutirões de atendimento que serão retomados. Aqui, no Terra Prometida, iremos referenciar essas famílias, cadastrá-las junto ao Centro de Referência de Assistência Social de abrangência para que elas sejam atendidas em suas necessidades não só hoje, mas todos os dias, meses e anos, como os nossos serviços”, ressaltou.  

Leia mais:  Trinta e oito pacientes receberam alta hospitalar após vencer a Covid-19

O presidente da Associação de moradores do assentamento, criado em 2016, Antônio Lemes de Paula, agradeceu a ação. “Essa ação iniciada neste momento é muito importante. Além da cesta básica e do cobertor precisamos do trabalho da Prefeitura em relação ao emprego, com cursos profissionalizantes, para que as pessoas possam começar a sobreviver. Essa pandemia, atrapalhou muitas famílias, inclusive o Terra Prometida foi um dos bairros mais prejudicados. Aqui somos 900 famílias assentadas, 150 delas de haitianos, o restante são de famílias vindas de todas as partes do país. O bairro tem a associação e precisamos dessa parceria com a Prefeitura para ajudar a comunidade. Essa foi uma belíssima ação. Não ficou ninguém sem receber a cesta, ninguém sem receber cobertor. Em nome da comunidade Terra Prometida eu agradeço a Prefeitura de Cuiabá”, disse Antônio Lemes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana