conecte-se conosco


MATO GROSSO

Seciteci divulga edital da XIII Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

Publicado


A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) divulga o edital da ‘13ª Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (XIII Mecti)’ que será realizada entre os dias 19 a 21 de outubro, para fomentar projetos voltados ao tema “Ciências; Engenharias e Economia Criativa”. Assim, como em 2020, neste ano, o evento será em formato totalmente virtual. Confira o Regulamento e as Normas do MECTI no site da Seciteci AQUI.

A XIII MECTI será realizada em parceria com o Instituto Farmun, com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI). O evento ocorrerá juntamente com a 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que neste ano, vai tratar sobre a transversalidade da ciência e tecnologia e inovações para o planeta.

O secretário da Seciteci, Nilton Borgato, ressalta que o objetivo principal da Mostra é fomentar a pesquisa científica dentro das unidades escolares.

“Este ano os alunos poderão elaborar projetos em diversas áreas da Ciência, como agrárias, biológicas, humanas, saúde, sociais, além de engenharias e economia. A ideia é promover os projetos e incentivar  escolas a criarem pesquisas, protótipos, instrumentos, além de ofertar condições para explicar os fenômenos de forma lógica, coerente e consistente, por meio de métodos de observação e experimentação”, disse.

A superintendente de Desenvolvimento Científico Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, explica que as avaliações dos projetos apresentados serão realizadas com data e hora marcadas, por meio da plataforma Google Meet, os inscritos receberão o link para apresentação dos trabalhos. No dia 8 de outubro serão divulgados os projetos selecionados.

“Os alunos poderão ser inscritos em duas categorias: estudantes do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental ou estudantes do Ensino Médio e Técnico. Todos devem estar regularmente matriculados em escolas da rede pública ou privada de Mato Grosso”, disse.

Leia mais:  Programa Nota MT chega a 400 mil contribuintes cadastrados

Ao todo serão premiados 30 projetos, distribuídos em cada categoria. Os nove selecionados para primeiro lugar, no Ensino Fundamental, Médio e Técnico terão como premiação um smartphone e um óculos de realidade virtual para cada aluno. O melhor projeto nas categorias Ensino Médio ou Técnico será indicado para participar da Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace), da USP.

Os 24 melhores projetos do Ensino Médio, selecionados na avaliação serão premiados com uma bolsa de Iniciação Científica Junior (ICJ) com duração de um ano, para cada aluno. Para os três melhores projetos avaliados nas categorias de Ciências, Engenharia e Economia criativa, os professores/orientadores receberão uma bolsa ATP-A (CNPq) por 6 meses.

O Instituto Farmum premiará o projeto mais pontuado na XIII MECTI, voltado ao tema Agro, sendo que as categorias: Ciências; Engenharias e Economia Criativa podem ser relacionadas ao tema.

O aluno vencedor ganhará um curso de inglês pelo Wise Up com duração de seis meses e um intercâmbio nos Estados Unidos por um período mínimo de três a seis meses na área do Agro, com custeio da viagem.

A escola onde o aluno vencedor estuda ganhará uma premiação em dinheiro, no valor de R$ 25 mil, para desenvolver um projeto que será elaborado entre a escola e o Instituto Farmun. Além disso, neste ano a Farmun dará prêmio ao professor/orientador do projeto vencedor, no qual receberá um curso de capacitação de acordo com a área de atuação do profissional.

De acordo com a presidente do Instituto Farmum, Letícia Scheffer, as premiações são formas de estimular as pesquisas, desenvolver a criatividade, além de apoiar iniciativas voltadas ao agronegócio.

“A premiação que contempla o aluno ganhador da MECTI nasceu junto com a parceria que fizemos com a Wiseup cursos de línguas e com a AgroBravo viagens com o intuito de levar um aluno para estudar no Estado de Iowa, a região mais agro dos EUA, para um intercâmbio de conhecimentos na área, por no mínimo três meses”.

Leia mais:  Sine Estadual realiza treinamento com servidores de seis municípios do interior

As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas no site da Mostra, entre os dias 1º de agosto a 30 de setembro, no site oficial do evento www.tecmt.com.br

Outras informações: (65) 99981 6942, ou pelo e-mail: [email protected]

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Polícia Civil cumpre 31 ordens judiciais contra grupo investigado por sonegação e ameaças em posto fiscal de MT

Publicado


A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, na manhã desta terça-feira (27.07), a Operação Mustela Putorius para cumprimento de 31 ordens judiciais dentro do inquérito que apura crimes contra a ordem tributária e de organização criminosa praticados em um posto fiscal da Secretaria de Estado de Fazenda, no município de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá). As ordens judiciais são cumpridas em Mato Grosso, Goiás e Santa Catarina.

Com apoio da Sefaz, a operação cumpre 11 mandados de busca e apreensão, seis instalações de tornozeleira eletrônica, 10 mandados de intimações visando à proibição de frequentar o pátio do Posto Fiscal; duas suspensões do exercício da função pública na Unidade de Fiscalização de Barra do Garças e duas proibições atividade econômica ou financeira no raio de mil metros das intermediações do posto de fiscalização.

A investigação tem por objetivo desarticular uma organização criminosa responsável por um esquema de sonegação fiscal consolidado com o “furo” de posto, cujo fato gerou prejuízo aos cofres estaduais. Conforme a apuração da Defaz, a ação dos batedores/atravessadores investigados auxiliou de 15 a 20 caminhões diariamente, que deixaram de recolher, aproximadamente, R$ 50 milhões no último ano, a maior parte de ICMS incidente sobre o grão escoado a outros estados da federação.

Com a deflagração da operação e coibindo a prática criminosa investigada, o Governo do Estado estima um aumento de receita aos cofres públicos.

Furo de posto

A investigação conduzida pela Defaz contou com auxílio da Delegacia Regional de Barra do Garças e teve início a partir do recebimento de informações da Corregedoria Fazendária e Superintendência de Controle e Fiscalização de Trânsito sobre irregularidades detectadas no Posto Fiscal da Sefaz em Barra do Garças. Os dados indicavam indícios de ações articuladas por um grupo criminoso, liderado por um ex-colaborador, voltado para a prática de sonegação fiscal. Além disso, os integrantes da organização criminosa ameaçaram colaboradores e servidores do Posto Fiscal durante as atividades funcionais.

Leia mais:  Rotam completa 20 anos com programação diversificada e homenagens

Durante a investigação da Polícia Civil, foram reunidos indícios robustos contras os grupos criminosos responsáveis por orientar condutores de caminhão a simular a parada no Posto Fiscal, passando pela unidade sem a devida fiscalização, além de transmitir aos motoristas os melhores horários e rotas alternativas para escaparem da atuação fiscalizatória.

Diante dos elementos coletados durante a investigação, a Defaz representou pelos mandados judiciais, que tiveram manifestação favorável da 14ª Promotoria de Justiça da Capital, e foram deferidos pela 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá. As ordens judiciais estão sendo cumpridas nas cidades de Barra do Garças, Aragarças (GO) e Balneário Barra Sul (SC).

A Operação Mustela Putorius tem apoio de equipes da Delegacia de Combate à Corrupção, Gerência de Operações Especiais, Delegacias Regionais de Barra do Garças e Água Boa. No  cumprimento de mandado judicial em Santa Catarina, a Defaz contou com apoio da Polícia Civil de Balneário Barra Sul.

Mustela Putorius é o nome científico do furão, remetendo à ideia de “furo” ao Posto Fiscal.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Programa Nota MT chega a 400 mil contribuintes cadastrados

Publicado


Dois anos e um mês após o seu lançamento, o Programa Nota MT atingiu nesta segunda-feira, 26 de julho, a marca de 400 mil contribuintes cadastrados. Os cidadãos cadastrados e que pedem para inserir o CPF nas suas notas de compras ou bilhetes de passagens de ônibus, concorrem a mais de mil prêmios todos os meses. As premiações variam de R$ 500 a R$ 50 mil.

O cadastrado de número 400 mil no Programa Nota MT é Elton Campos da Silva, morador de Várzea Grande, de 38 anos, que atua na área comercial como representante e divulgador externo.

Até o início da pandemia, em março de 2020, o número de cadastrados vinha num crescente constante. Quando da realização do primeiro sorteio mensal da Nota MT, no dia 08 de agosto de 2019, haviam 45.700 contribuintes participando. No final daquele mês já eram 101.915 cadastrados. No dia 02 de janeiro de 2020, Rafael Cruz Manus, de Cuiabá, se tornou o consumidor cadastrado de número 250 mil.

A meta de se chegar a 600 mil cadastrados no final de 2020, foi prejudicada com a pandemia, que inclusive levou à suspensão dos sorteios por 3 meses, em razão da paralisação das extrações da Loteria Federal, de onde saem os números sorteados para o Nota MT. Os concursos foram retomados em julho daquele ano e, até o momento, já premiaram 22.272 pessoas.

Menor Preço

Além de concorrerem aos prêmios, os consumidores cadastrados no Nota contam, ainda, com uma ferramenta que auxilia no momento das compras, proporcionando mais economia – o Menor Preço. Nele os consumidores podem consultar os valores de milhares de produtos comercializados em todo Mato Grosso, a partir das notas fiscais emitidas.

Leia mais:  Segunda-feira (26): Mato Grosso registra 483.466 casos e 12.669 óbitos por Covid-19

Em um ano de operação o Menor Preço já teve mais de 1 milhões de consultas. Produtos relacionados ao setores combustíveis, alimentos, construção civil e bebidas têm sido os mais pesquisados desde o lançamento do Menor Preço. Dentre os 100 termos mais consultados, o campeão é o “etanol comum” com 139.214 consultas, seguido de arroz que foi buscado 16.814 vezes. Analisando pelo número de buscas, a categoria de combustíveis se destaca com 353.131 pesquisas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana