conecte-se conosco


MATO GROSSO

Operação Mercadores do Tráfico mira integrantes de organização criminosa e efetua prisões em cinco cidades de MT

Publicado


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de São Félix do Araguaia (1.200 km a nordeste de Cuiabá) deflagrou nesta terça-feira (20) a Operação Mercadores do Tráfico para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar contra integrantes de uma organização criminosa que atua no estado. As ordens judiciais foram cumpridas em cinco municípios de Mato Grosso.

A operação resultou na prisão, até o presente momento, de sete suspeitos de integrarem a organização criminosa voltada aos crimes de tráfico de entorpecentes e lavagem de dinheiro. Além das prisões, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão domiciliar.

A investigação da Delegacia de São Félix do Araguaia apurou que o grupo movimentava, em pequena quantidade, um fluxo de drogas e de dinheiro com a ajuda de colaboradores em outros municípios do Mato Grosso, especialmente Barra do Garças e Rondonópolis, responsáveis por receber os valores das operações criminosas.

Conforme levantamentos preliminares realizados pelos policiais civis, possivelmente, o grupo criminoso movimentou durante o ano passado, mais de R$ 300 mil reais. Na região de São Félix do Araguaia, os alvos da operação possuem passagens policiais por diversos crimes, que além do tráfico de drogas, incluem homicídio e tortura.

As ordens judiciais foram deferidas pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá. A operação segue com cumprimento de outros mandados de prisão e outras diligências estão em andamento.

De acordo com o delegado Artur Andrade Almeida, a investigação iniciou há cerca de um ano, com foco na lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e a apuração identificou que existe uma ramificação de uma organização criminosa atuando na região do Araguaia.

Os investigados presos nesta terça-feira foram conduzidos para a Delegacia de São Félix do Araguaia e para as unidades de Rondonópolis e Jaciara, ficando à disposição da Justiça.

Leia mais:  Estado multa Consórcio em R$ 96 milhões por fraude contratual e irregularidades na execução da obra

A operação contou com apoio da Delegacia Regional de Rondonópolis e das Delegacias de Alto Boa Vista, de Jaciara, de Barra do Garças e da Polícia Militar.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Centro Público de Economia Solidária passa por reforma

Publicado


As instalações do Centro Público de Economia Solidária, localizado na região central de Cuiabá, estão sendo reformadas. As obras de reestruturação do espaço, que abriga empreendimentos ligados a economia solidária, durarão 60 dias ao custo de R$ 320 mil. Esses recursos provenientes do Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, são utilizados para tornar o imóvel um espaço físico multifuncional. Segundo a assistente social e analista de desenvolvimento econômico e social da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Cenira Benedita Evangelista, além da reforma do espaço físico, a obra contempla a acessibilidade como a construção de rampa, guarda-corpo, parapeito e banheiro adaptado.

O prédio, que há 10 anos já vem sendo utilizado para acolher pequenos empreendimentos com viés econômico-solidário, como artesanato e itens recicláveis. Atualmente ele está sob responsabilidade da Seaf, que tem o prédio federal cedido gratuitamente pelo Ministério de Economia por um período de 20 anos.

Cenira Evangelista explica que após a reforma, o Conselho Estadual de Economia Solidária, que reúne 21 instituições representativas do Poder Público Estadual, entidades e empreendimentos ligados ao segmento, irá se reunir para definir qual modelo de gestão e utilização será o mais adequado ao Centro Público de Economia Solidária.

“No espaço público serão comercializados os mais variados tipos de artesanatos, roupas, bordados, crochês, bolsas, chapéus, tapetes, almofadas, bonecas, pinturas em pano de prato, bijuterias, penduricalhos, adornos, artes em madeira, artigos com material reciclável, arranjos florais, quadros e produtos alimentícios, como doces em compotas”, comenta a servidora de carreira da Seaf.

Ela acrescenta ainda que o Centro Público de Economia Solidária, necessariamente, acolhe empreendimentos chefiados por mulheres, povos indígenas e de comunidades tradicionais (CPTs).  

Leia mais:  Polícia Civil cumpre 31 ordens judiciais contra grupo investigado por sonegação e ameaças em posto fiscal de MT
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Médico da família tem papel fundamental na qualidade de vida dos pacientes

Publicado


O médico da família trabalha com foco na prevenção e cuidados na saúde, criando um forte vínculo com o paciente, avaliando os hábitos e histórico de saúde do indivíduo. Quem explica mais sobre a médica da família Silvia Souza, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida.

“Independente de idade, gênero ou sintomas que o paciente apresenta, o médico da família é um profissional dedicado a cuidar da saúde das pessoas de forma geral. Não nos limitamos à partes específicas do corpo, mas da saúde como um todo”, explica.

De acordo com a médica, ao realizar um acompanhamento mais amplo, diferente das demais especialidades médicas, o médico da família consegue, em conjunto com o paciente, desenvolver estratégias para manter hábitos mais saudáveis e controlar as doenças crônicas. 

“O conceito de saúde segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é um estado completo de bem-estar físico, mental e social, não somente a ausência de doenças. Sentimentos, expectativas, o contexto familiar e socioeconômico são alguns dos detalhes considerados no cuidado com os pacientes de forma personalizada e efetiva com a medicina familiar”.

Quando procurar um médico da família

Dra. Silvia Souza destaca que, por ser um acompanhamento contínuo de cuidado preventivo, o Médico da Família e Comunidade (MFC) pode ser consultado desde o início da vida ou a qualquer momento em que o paciente sinta necessidade. 

Ele está apto a cuidar de crianças, fazer pré-natal, prevenção ginecológica, atender homens e idosos.

A especialista ainda afirma que frequentar regularmente o médico da família aumenta as chances de diagnosticar precocemente o desenvolvimento de doenças.

“A partir da visita periódica, o profissional é capaz de identificar eventuais situações de risco, como sedentarismo, estresse e obesidade, e orientar sobre a melhor maneira de lidar com estas situações de modo a evitar desfechos ruins que comprometam futuramente a saúde”, finaliza a médica.

Leia mais:  Programa Nota MT chega a 400 mil contribuintes cadastrados
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana