conecte-se conosco


MATO GROSSO

Municípios que mais desmatam em MT são principais alvos da Operação Amazônia

Publicado


O Estado intensificou a fiscalização e o monitoramento de crimes ambientais em Mato Grosso, com foco nos municípios com maiores índices de desmatamento ilegal. Equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e das forças de Segurança Pública estão em campo durante mais uma etapa da Operação Amazônia. 

Na manhã desta quinta-feira (15) chegou em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá) o Centro integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM), utilizado em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) durante a operação. Esta é uma viatura com equipamentos de informática e radiocomunicação capaz de realizar as atividades de comando e controle em áreas remotas. 

Desde a última segunda-feira (12) já foram detidos cinco suspeitos, um garimpo ilegal foi desarticulado e flagrados dois desmatamentos ilegais, um deles com a construção de uma casa com a madeira apreendida, todos dentro da Unidade de Conservação Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, localizada no município de Colniza.

A Sema-MT monitora o território mato-grossense com tecnologia de ponta, e envia as equipes para campo direto aos locais onde é verificado o corte raso de vegetação. O desmatamento ilegal é monitorado com o uso da plataforma de monitoramento com imagens de satélite Planet, um sistema que detecta alterações na vegetação, em tempo real, com alta resolução. 

Municípios que mais desmatam

Os 10 municípios que mais desmatam são os principais alvos das ações coordenadas pela Operação Amazônia. São eles: Colniza, Nova Bandeirantes, Aripuanã, Peixoto de Azevedo, Apiacás, Querência, União do Sul, Marcelândia, Juara, e Rondolândia.

Operação Amazônia

A operação Amazônia integra órgãos estaduais e federais para coibir crimes ambientais, monitorar e fiscalizar mudanças na vegetação, promover o embargo de áreas, apreensão e remoção de maquinários flagrados em uso para o crime, e a responsabilização de infratores. 

Leia mais:  Salão Jovem Arte apresenta programa educativo dedicado à rede de ensino em MT

O Estado de Mato Grosso já aplicou mais de R$ 808 milhões em multas ambientais neste primeiro semestre, por meio da Operação Amazônia. A ação faz parte da política de tolerância zero aos ilícitos ambientais determinada pelo governo. 

Integram a iniciativa as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Escola de Governo passa a ofertar cursos na plataforma virtual da Enap

Publicado


A Secretaria Adjunta da Escola de Governo, por intermédio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), passa a ofertar cursos de qualificação profissional na plataforma virtual da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), entidade vinculada ao Ministério da Economia.

Por meio de um acordo de cooperação técnica celebrado entre a Seplag e a Enap, neste mês, a Escola de Governo produzirá conteúdo para dois programas da entidade: Enap em Rede e o EV.G –  Escola Virtual de Governo. Ao todo, 22 estados brasileiros participam do programa Enap em Rede.

“A Escola de Governo tem trabalhado muito nesses últimos dois anos com o objetivo de potencializar as ações de formação continuada dos nossos servidores. Ao longo desses anos também tem se fortalecido como instituição de ensino superior e quem ganha com a melhoria da qualificação dos servidores é a sociedade com a prestação de serviços públicos de excelência”, comentou o titular da Seplag Basílio Bezerra.

A secretária adjunta da Escola de Governo, Marioneide Kliemaschewsk, destacou que a parceria possibilitará muitos benefícios aos servidores do Estado, entre eles o percentual de 50% do total das vagas nas turmas presenciais ou remotas, e um catálogo unificado de cursos das principais escolas de governo e centros de capacitação da administração pública.

Para o segundo semestre deste ano, nove cursos serão disponibilizados pela Enap aos servidores do governo, entre os temas estão: contabilidade aplicada ao setor público, fiscalização de obras e serviços de engenharia, e elaboração de indicadores de desempenho institucional.

“A Escola Nacional é referência na formação qualificada dos servidores públicos federais. Para nós é uma honra poder ofertar nossos cursos na plataforma da Enap e contribuir com iniciativas de alto desempenho, alinhadas às melhores práticas de mercado e nas mais diversas áreas de conhecimento”, disse Kliemaschewsk.

Leia mais:  Mato Grosso não ficará para trás

Secretarias e entidades do Executivo estadual que queiram disponibilizar seus cursos na plataforma Enap devem entrar em contato com a Escola de Governo. Faça o cadastro aqui.

Inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para os cursos remotos da Enap “Atuação Estratégica de Equipes de Gestão de Pessoas” e “Relações Interpessoais e Feedback”. Interessados têm até o dia 20 agosto ou enquanto houver vagas para se inscrever.

Clique aqui para se inscrever no curso “Atuação Estratégica de Equipes de Gestão de Pessoas”, sala zoom 202, e aqui para “Relações Interpessoais e Feedback”, sala zoom 105. Ambos os cursos possuem carga horária total de 21 horas/aulas.

Somente em 2020, a Escola Nacional de Administração Pública ofertou 800 mil capacitações e emitiu 783 mil certificados de conclusão. Na modalidade Ensino a Distância (EaD) foram disponibilizados 230 cursos na plataforma E.VG – Escola Virtual de Governo

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Escola Nacional do Consumidor abre inscrições gratuitas para 13 cursos online

Publicado


A Escola Nacional do Consumidor (ENDC), da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), abriu inscrições para 13 cursos online que tratam tanto dos direitos dos consumidores quanto capacitação para órgãos e empresas. As inscrições podem ser feitas até o dia 23 de agosto e os interessados precisam ter acesso a computador com internet para assistir  às aulas. 

Os cursos têm carga horária que variam de 20 a 60 horas-aula e podem ser realizados pelo público em geral, membros do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor e, também, empresas com interesse na plataforma Consumidor.gov. O certificado é emitido digitalmente pela Universidade de Brasília (UNB) e será encaminhado para o aluno que obtiver aprovação no curso.

Vale destacar entre os cursos disponíveis os que abordam “A Educação Financeira para Consumidores”, que têm o objetivo de ensinar ao aluno como compreender seus direitos, se planejar financeiramente e fazer um orçamento doméstico. Além do curso “Consumidor.gov para Empresas”, com o intuito de capacitar fornecedores para a utilização da plataforma de registro de reclamações online.

Profissionais que atuam no sistema de defesa do consumidor também podem realizar as capacitações disponibilizadas, como por exemplo os cursos “Consumidor.gov para Órgão de Monitoramento” e o “Elaboração de Projetos” que capacita o servidor para a elaboração de projetos para envio ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) ou à Senacon.

Para a realizar as inscrições nos cursos disponíveis na Escola Nacional do Consumidor, o interessado deve ter mais de 16 anos. Para saber mais, acesse: https://www.defesadoconsumidor.gov.br/escolanacional/cursos/cursos-endc . 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Sine Estadual realiza treinamento com servidores de seis municípios do interior
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana