conecte-se conosco


MATO GROSSO

Investigações e prisões contribuíram na redução de 36% dos roubos de lojas de eletrodomésticos

Publicado


O primeiro semestre deste ano registrou decréscimo nos índices de crimes patrimoniais na Capital, em especial o roubo e furto a comércios, cujas ocorrências somaram 885 registros contra 2.418, no mesmo período do ano passado, ou seja, uma redução de 63,3%, seguindo a mesma tendência apresentada nas ocorrências de roubos e furtos no estado. A redução apresentada em Cuiabá também é reflexo do trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), que teve como um dos focos a identificação e prisão de autores de roubos a lojas de eletrodomésticos.

Uma das operações realizadas pela Derf de Cuiabá, em fevereiro deste ano, levou à prisão os responsáveis por sete roubos praticados contra lojas da rede Martinello. Durante a Operação Distrust foram cumpridas 59 ordens judiciais de prisões e de buscas e apreensões contra integrantes da associação criminosa. A investigação da unidade especializada identificou que os integrantes da associação criminosa praticaram 20 roubos às lojas da rede.

A Derf apontou que o grupo criminoso, liderado por reclusos do Sistema Penitenciário estadual, causou um prejuízo estimado em mais de R$ 1 milhão de reais aos estabelecimentos comerciais com o roubo de 1.200 aparelhos celulares. No decorrer das investigações realizadas no ano passado, a Derf Cuiabá prendeu outros 22 integrantes ligados à associação criminosa.

De acordo com o delegado titular da Derf de Cuiabá, Guilherme de Carvalho Bertoli, os aparelhos roubados foram colocados novamente à revenda para angariar recursos para a organização. “A quadrilha agia com funções bem definidas na articulação, gerência, execução dos roubos e posteriormente, revenda dos produtos a terceiros com a finalidade de arrecadar recursos destinados às ações criminosas”, pontuou.

Em outra investigação da delegacia especializada, os policiais chegaram aos criminosos que roubaram uma unidade da rede Magazine Luiza. A investigação chegou a nove pessoas, quatro delas envolvidas diretamente no roubo e outras cinco presas por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Leia mais:  Operação conjunta apreende aeronave que transportava 324 kg de cocaína

O crime ocorreu na loja localizada no bairro Grande Terceiro. Na ocasião, a família do gerente da loja foi abordada por três criminosos armados, na porta de sua residência, no CPA IV.

Utilizando uma estratégia cruel com as vítimas, um dos criminosos ficou na casa com a mulher e um dos filhos, enquanto os outros dois levaram o gerente e o filho mais velho dele até a loja, sob ameaça de armas de fogo. Da loja os assaltantes levaram diversos produtos eletroeletrônicos, como celulares, tablets, televisores, cujos valores foram estimados em aproximadamente R$ 170 mil.

O diretor Metropolitano da Polícia Civil, delegado Rodrigo Bastos, destaca que a dedicação da unidade policial no esclarecimento dos roubos e a consequente identificação e prisão dos responsáveis colaborou para que os índices criminais obtivessem a redução apresentado, trazendo bons resultados à sociedade.

Produtividade

No primeiro semestre deste ano, a Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá instaurou 289 inquéritos para apurar crimes de furto e roubo na capital, sendo 175 deles por flagrantes e 205 deles tiveram a autoria definida.

Entre as operações realizadas no semestre destacam-se ainda a Omertá, que levou à prisão oito pessoas envolvidas no latrocínio do servidor aposentado Nicomedes Francisco Pinto Lopes, 69 anos. A operação teve como alvos seis homens e duas mulheres identificadas nas investigações. O aposentado desapareceu no dia 21 de março deste ano, da casa onde morava em Chapada dos Guimarães, e seu corpo foi localizado quatro dias depois às margens da rodovia Helder Cândia, em Cuiabá, com marcas de disparos de arma de fogo na cabeça.

Outra investigação realizada no primeiro semestre pela Derf chegou ao paradeiro de um dos responsáveis pelo latrocínio do empresário Carlos Lock, 62 anos, ocorrido em setembro de 2019. o terceiro envolvido no crime foi preso na região do Porto, em Portugal, e extraditado ao Brasil no mês de junho. O homem de 32 anos foi localizado após um trabalho minucioso realizado pela Diretoria de Inteligência e Derf que, depois de reunir informações sobre o paradeiro do investigado, solicitou à Polícia Federal a inclusão do nome do foragido nos sistemas da Interpol, instrumento que permitiu à polícia portuguesa a detenção, após mandado de prisão internacional emitido pelas autoridades brasileiras.

Leia mais:  Cuiabá registra redução de 63% nos focos de calor em vegetação no primeiro semestre 2021
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Domingo (01): Mato Grosso registra 490.574 casos e 12.795 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (01.08), 490.574 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.795 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 261 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 490.574 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.416 estão em isolamento domiciliar e 465.859 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 406 internações em UTIs públicas e 269 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 68,12% para UTIs adulto e em 31% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (99.732), Rondonópolis (34.868), Várzea Grande (32.809), Sinop (23.554), Sorriso (17.156), Tangará da Serra (16.840), Lucas do Rio Verde (14.624), Primavera do Leste (13.033), Cáceres (10.685) e Barra do Garças (9.978).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 376.852 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (31.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.917.855 casos da Covid-19 no Brasil e 556.370 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.880.273 casos da Covid-19 no Brasil e 555.460 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (01.08).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Leia mais:  Sesp realiza leilão de veículos apreendidos em tráfico; uma aeronave também está disponível para lances

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Operação conjunta apreende aeronave que transportava 324 kg de cocaína

Publicado


Uma operação integrada realizada neste sábado (31.07) resultou na apreensão de uma aeronave que transportava cerca de 324 quilos de cloridrato de cocaína. Trata-se de uma ação de combate ao tráfico internacional de drogas.

A aeronave modelo CESSNA 182P foi interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB) e contou com o apoio da Polícia Federal e do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron).

O caso aconteceu no Distrito de Guariba, município de Colniza (1.022 km de Cuiabá). De acordo com o levantamento do Gefron, o prejuízo ao crime é de mais de R$ 8,7 milhões. 

Diante dos fatos, aeronave e entorpecentes foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Porto Velho (RO).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Militar lança ‘Operação Guardião do Nortão’ para garantir a segurança em eleição em Matupá
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana