conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Guarda Municipal de Várzea Grande inspira municípios

Publicado


Com compromisso agendado no Centro Político e Administrativo em Cuiabá, o secretário de Administração do município de Cáceres, Wilson Kishi, aproveitou a ocasião de sua viagem à capital, para conhecer a estrutura e o funcionamento da Guarda Municipal de Várzea Grande. 

O gestor foi recepcionado pelo comandante da instituição de segurança Municipal, Alisson Baracat Salgado, que na ocasião apresentou o espaço físico que compreende a base da Guarda e as atividades realizadas pela tropa, entre ações operacionais e administrativas.

“Apresentamos ao secretário todas as funções relativas a Guarda Municipal e as Leis que regem a instituição de segurança e explicamos ainda o regimento e os trabalhos desenvolvidos por cada setor. O secretário ficou surpreso com o nosso trabalho e manifestou o desejo de se criar uma guarda nos moldes da nossa GM na cidade de Cáceres. Um projeto de viabilidade está em estudo e será apresentado para a prefeita do município que também manifestou o desejo de conhecer a nossa instituição”, destacou o comandante.  

Alisson Baracat disse que a Guarda Municipal é vista como modelo para outros municípios do Estado que pretendem criar em seus pólos uma base semelhante à de Várzea Grande. “E essa iniciativa nos enche de orgulho, é sinal que o nosso trabalho tem chamado a atenção de outros municípios e nós só temos a agradecer”. 

De acordo com o subcomandante da Guarda Municipal, Alexander Gouveia, uma das atividades que chamou a atenção do secretário de Administração de Cáceres foi o programa ‘Arte de Proteger’, que usa a apresentação de bonecos para falar sbre diversas temáticas para crianças, principalmente aos alunos da Rede, municipal, estadual e particular.  “O secretário ficou surpreso com o manuseio dos bonecos e o alcance que essa atividade produz na interatividade com as crianças que aprendem, brincando”.

Leia mais:  DAE-VG realiza mutirão para regularização de água e renegociação de dívidas

Quanto aos equipamentos operacionais da Guarda, Wilson Kishi também conferiu as armas e as munições que são usadas  no combate à criminalidade no município. 

Para o comandante da Guarda Municipal, o que faz da instituição de segurança de Várzea Grande um modelo para outros municípios do Estado é a dedicação e o desempenho de cada integrante no seu dia a dia, além da visão empreendedora que a gestão pública tem feito no que tange aos investimentos materiais e humano para o aprimoramento da corporação.  

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Educação promove formação para Técnicos de Suporte Administrativo com foco no retorno das aulas

Publicado


Visando preparar os profissionais da educação da rede municipal de ensino para o retorno das aulas presenciais, que serão de forma híbrida a partir do dia 02 de agosto, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel) tem promovido várias formações. Entre elas está a formação continuada para os Técnicos de Suporte Administrativo Educacional (TSAEs – Serviços Gerais), realizada entre os dias 21 e 23 de julho.

Ao todo, participaram 350 TSAEs, divididos em seis turmas para evitar a aglomeração. Todos receberão certificados de participação com carga horária de 10 horas. A formação foi coordenada pelas Superintendências Operacional do Sistema Escolar e Pedagógica e contou também com a participação da equipe da Superintendência de Esporte e Lazer com as aulas de ginástica laboral.

Os temas abordados foram: higiene; higienização, limpeza e esterilização; limpeza de áreas; equipamentos de proteção individual; orientação em casos de acidentes biológicos; entendendo seu propósito, atribuições e a sua importância; empatia, ouvir e se comunicar de maneira assertiva; autoestima, autoconfiança e as relações de trabalho; a importância do nosso sentir; o corpo fala; solucionando conflitos com a comunicação positiva; autorresponsabilidade, autocrítica e autocobrança; e ferramenta de disciplina positiva.

Durante a formação foi destacada a importância da preparação dos ambientes escolares para o retorno das atividades escolares, fazendo a desinfecção das salas de aula, salas dos professores, sala dos diretores e supervisores, biblioteca, cantina, banheiros, entre outros. O uso do álcool 70%, do detergente e da solução clorada foram apontados como itens importantes para limpeza e desinfecção dos ambientes, alimentos e objetos.

Foi destacado ainda o uso de equipamentos de proteção individual (máscara, luvas, avental, botas de PVC) e o passo a passo para uma correta lavagem das mãos.

Leia mais:  Secretaria da Saúde alerta que baixas temperaturas reforçam necessidade da vacinação contra a gripe

Segundo a coordenadora de Formação, Vanilda Mendes, a iniciativa tem por objetivo fazer um acolhimento a esses profissionais que serão de suma importância para que a biossegurança seja realmente obedecida em cada unidade. “Entendemos que se o servidor está de bem consigo mesmo, com certeza ele também estará bem para desenvolver o seu trabalho e receber os alunos com alegria e segurança”, ressaltou.

Uma das propostas do curso é que cada grupo de servidores, que participaram da formação, faça, juntamente com os gestores das unidades de ensino, um protocolo de como vão colaborar para que a biossegurança realmente funcione em suas unidades. “Essa é uma maneira de todos participarem desse processo de retorno”, acrescentou Vanilda Mendes.

A superintendente Operacional do Sistema Escolar, Benedita Santana Ponce, destacou que a formação para o retorno das aulas presenciais já foi realizada com os técnicos de alimentação escolar (merendeiros), com os TSAEs e com os articuladores e monitores do Programa Escola em Tempo Ampliado (ETA). “A Secretaria está preparando a formação para profissionais de outros cargos também, pois entendemos que todos precisam estar preparados para esse retorno”, observou.  

O secretário Silvio Fidelis destacou que todas as medidas e protocolos estão sendo tomados para que o retorno das aulas presenciais seja de forma segura, tanto para os alunos como para os profissionais da educação. Fidelis lembrou que já foi encaminhado para as unidades educacionais o Plano Estratégico para Retorno das Atividades Escolares, com as normas orientativas para a implantação do ensino híbrido.

“O ano de 2020 não foi fácil e 2021 também não está sendo, mas estamos nos organizando e trabalhando para que a educação e os nossos alunos não sejam prejudicados em Várzea Grande. Nós, do comitê de enfrentamento ao novo coronavírus, estamos nos reunindo com frequência para acompanhar e discutir sobre as melhores medidas a serem tomadas”, disse o secretário.

Leia mais:  Educação promove formação para Técnicos de Suporte Administrativo com foco no retorno das aulas

A TSAE Rosimeire Corrêa, que há 19 anos atua na Emeb José Estejo de Campos, disse que está ansiosa para o retorno dos alunos para a sala de aula, mas sabe que agora os cuidados, principalmente com a higienização dos espaços, terão que ser redobrados. “Estamos preparados para cuidar bem da escola e receber os alunos com o maior cuidado e segurança. Acredito que o mais difícil será trabalhar com as crianças o distanciamento social, pois sempre trabalhamos com elas a socialização e agora será bem diferente. Mas, se todos trabalharmos juntos, vamos conseguir”, destacou.

Luciana Gomes Jardim, TSAE na Emeb Air Addor, também diz que está preparada para o retorno dos alunos. “Teremos que ter cuidado redobrado para proteger os alunos e a nós também”, disse a TSAE, destacando que na formação gostou muito das orientações dos professores do Esporte e Lazer em relação aos exercícios de alongamento e para acabar com as dores físicas. “Nosso trabalho exige muito esforço físico e essas orientações vão nos ajudar muito”.

Eva Aparecida Oliveira Silva, que também está há 19 anos na rede municipal e hoje trabalha no Cmei Nossa Senhora da Guia, ressaltou que todos terão que somar forças para enfrentar a pandemia. “Agradeço pela oportunidade de fazer essa formação, que é muito importante para nós, principalmente nesse período de pandemia.

Ela destacou ainda que as formações promovidas pela Smecel valorizam os profissionais da educação, tanto como ser humano como profissional. “Nos motiva e nos incentiva a fazer e buscar sempre o melhor. Foi através dos incentivos que recebi nas formações que procurei mais conhecimento e crescer profissionalmente. Hoje sou formada em pedagogia e essa oportunidade foi fruto do meu trabalho como serviços gerais. A rede me deu a oportunidade e eu corri atrás”.

Leia mais:  Prefeitura de Várzea Grande lamenta morte da servidora Joenice Alves nesta manhã

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Educação promove segunda etapa de formação para articuladores e monitores do programa ETA

Publicado


A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), por meio da Superintendência Pedagógica, promoveu entre os dias 19 e 23 a segunda etapa de formação “Compartilhando práticas, tecendo saberes” para os articuladores e monitores do Programa Escola em Tempo Ampliado (ETA). Participaram da formação cerca de 130 articuladores e monitores que atuam nas 28 unidades de ensino que atendem ao ETA.

Segundo a coordenadora do programa ETA, Samira Untar, o objetivo da formação foi alinhar sobre o funcionamento do programa, discutir sobre o trabalho realizado no primeiro semestre e ajustar com os articuladores e monitores as atividades e rotinas do programa para o segundo semestre.

Os participantes receberam formação sobre as oficinas de Música, Dança, Esporte e Teatro, Letramento, Apoio à Aprendizagem e Raciocínio Lógico. Foi abordado ainda o planejamento e como trabalhar as atividades do programa ETA na estrutura do Documento de Referência Curricular de Mato Grosso (DRC-MT). A formação também focou no trabalho em equipe e promoveu dinâmicas entre os participantes.

O programa ETA beneficia cerca de 2 mil estudantes do 4º ao 9º ano de 28 unidades de ensino. Esses alunos passam o dia na escola, sendo que pela manhã seguem a matriz curricular normal, período regular, de acordo com o ano que frequentam, e à tarde têm ocupação e atividades na escola, aprimorando seu próprio aprendizado. Os alunos têm atividades no contraturno escolar com aulas de reforço em letramento, raciocínio lógico, oficinas de dança, informática, horta, artesanato, teatro e atividades esportivas.

O secretário Silvio Fidelis lembrou que, por conta da pandemia da Covid-19, o programa ficou paralisado por alguns meses e retomou suas atividades presenciais em maio deste ano com 50% da sua capacidade de atendimento, sempre no período da tarde. “No próximo mês vamos retornar com as aulas presenciais, no sistema híbrido, em todas as unidades de ensino da rede municipal e o ETA continuará ofertando as oficinas aos alunos, pois entendemos que elas são essenciais para contribuir com a melhoria do processo ensino-aprendizagem, principalmente as oficinas de apoio à aprendizagem, letramento e raciocínio lógico”, ressaltou o secretário, acrescentando que o retorno das oficinas foi feito em acordo com os pais dos alunos.

Leia mais:  Várzea Grande libera pré-cadastro para 25 a 29 anos

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana