conecte-se conosco


MATO GROSSO

“Forças de segurança de MT são preparadas e estão à altura no combate aos crimes cometidos em nosso território”, afirma Bustamante

Publicado


Para o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, a atuação das forças de segurança do Estado são vistas como exemplo no combate aos crimes e os profissionais estão preparados para agir de acordo com as mais diversas situações.

“Nosso trabalho é evitar crimes, respondendo à altura para inibir a criminalidade. Neste primeiro semestre, os homicídios no Estado caíram 10%, furtos e roubos, 30%. Temos 53 cidades sem nenhum assassinato neste período”, destacou o secretário.  

Segundo ele, as ações efetivas são resultado de investimentos no tripé da segurança pública – homem, equipamento e estrutura – qualificando profissionais, melhorando o ambiente de trabalho, fornecendo armamentos e equipamentos de qualidade, adquirindo novas aeronaves e reduzindo o déficit penitenciário. 

Leia a entrevista:

As forças de segurança têm agido na captura dos envolvidos no assalto, na modalidade novo cangaço, às cooperativas de crédito em Nova Bandeirantes. Até quando as Polícias Civil e Militar continuarão nesta busca?

Alexandre Bustamante – O tempo necessário para finalizar as investigações, as operações de busca e, se possível, o resgate de tudo foi furtado e roubado na cidade. A Secretaria de Segurança Pública tem como meta evitar este tipo de crime em Mato Grosso e, quando acontecer, dar uma resposta à altura.  

O senhor acredita que esta atuação é vista como exemplo de que em Mato Grosso a criminalidade é combatida?

Alexandre Bustamante – Sim. Tanto esta, quanto outras, como redução de homicídios, roubos e furtos. Conseguimos reduzir os índices de criminalidade, dando uma resposta clara: a criminalidade aqui no Estado não prospera. Ao contrário. Os profissionais da área de segurança mato-grossense estão à altura de suas responsabilidades no combate aos crimes cometidos em nosso território.    

A Segurança Pública tem recebido grandes investimentos para melhorar a atuação de seus agentes, nas diversas frentes, em todo o Estado. A população já está sentindo o reflexo destes investimentos?

Alexandre Bustamante – A sensação de segurança, conforme nos apontam as pesquisas, tem aumentado. Os indicadores de segurança pública, principalmente referentes aos crimes violentos contra a vida – furtos, roubos e homicídios -, estão em queda.

Leia mais:  Quinta-feira (29): Mato Grosso registra 488.107 casos e 12.745 óbitos por Covid-19

Aquisição de helicóptero reforçou ações de salvamentos e de combate a incêndios florestais e outros crimes ambientais – Foto Christiano Antonucci 

Atualmente, esta queda é, em média, de quase 10% nos crimes de homicídios, 30% em roubos e 30% em furtos. Este resultado, constatado neste primeiro semestre, é muito importante para nós.

A sensação é demonstrada de forma mais cabal, com o exemplo de 53 cidades mato-grossenses sem nenhum registro de homicídios desde o dia 1º de janeiro. É um sinal de que estamos no caminho certo.           

Uma das prioridades da atual gestão é implantar em todo o Estado a radiocomunicação digital. Em que fase está o projeto e quais seus benefícios na atuação dos agentes? É possível ampliar o seu uso para além da segurança pública?

Alexandre Bustamante – A segurança pública precisa de um instrumento de radiocomunicação digital criptografado. Hoje, nossa comunicação é analógica e qualquer sistema de rádio pode copiar nossas informações, o que atrapalha o cerco e coloca em risco os nossos profissionais.

Os investimentos do Governo do Estado em radiocomunicação digital trazem avanços significativos, pois propiciam mais confiança ao profissional e aumentam a atividade de segurança em todo o Estado.

Mesmo em locais onde não é possível acessar o celular, a radiocomunicação digital funciona.

O mais importante é que funciona de forma criptografada e segura, dando ao profissional a certeza de que poderá conversar sobre determinados cercos e operações, sem correr o risco de ser interceptado pela criminalidade.   

Novas viaturas entregues às forças de segurança do Estado- Foto: Christiano Antonucci  

O Estado também tem investido na valorização dos profissionais da segurança pública, com a entrega de armamentos, fardamento e renovação da frota de veículos. Além disso, os prédios onde atuam também estão passando por melhorias, garantindo melhor ambiente de trabalho. Qual o reflexo destes investimentos?

Leia mais:  Comitiva da OAB vistoria obras de reforma em raios da Penitenciária Central

Alexandre Bustamante – Na verdade, o Governo do Estado está investindo no famoso tripé da segurança pública – homem, equipamento e estrutura.

Estamos qualificando nossos profissionais, com diversos cursos e capacitações. Quanto ao equipamento, o Governo do Estado, por meio do Programa Mais MT, está adquirindo armamentos de qualidade tanto de uso pessoal quanto de uso técnico, do tipo armamento longo.

Trocamos todas as viaturas, melhoramos o transporte aéreo com a aquisição de três novas aeronaves, incluindo um helicóptero, reforço importante para salvamentos e no combate a incêndios florestais e outros crimes ambientais. 

Governo do Estado equipou policiais com novas motocicletas – Foto Mayke Toscano

Estamos, também, passando por uma nova etapa – a melhoria dos prédios onde trabalhamos. Esta é uma determinação do governador, que tenhamos prédios próprios e modernos. Melhor ambiente de trabalho aliado ao uso da tecnologia, cada vez mais avançada na segurança mato-grossense, em prol da sociedade.             

Neste mês de julho, o Estado reforça o combate aos incêndios florestais, com as forças de segurança atuando em parceria com os agentes da Sema-MT (Secretaria de Meio Ambiente) e de outros órgãos. Como está sendo este trabalho, qual o efetivo e os recursos empenhados pela Sesp no combate aos crimes ambientais?

Alexandre Bustamante – Estamos trabalhando em diversas frentes neste enfrentamento ao desmatamento, às queimadas e aos incêndios ilegais. No ano passado, tivemos um desastre, com o incêndio no Pantanal. Neste ano, estamos antecipando, começando pela aquisição de EPIs (equipamentos de proteção individual) e de ferramentas para evitar incêndios.

Na segunda-feira, 5 de julho, foi lançado o curso de capacitação de profissionais para combate a incêndios florestais, com a presença de representantes de 11 estados brasileiros compartilhando nosso conhecimento e nossa capacitação.

Leia mais:  Governo discute política de resíduos sólidos com prefeitos e secretários nacionais

Estamos com uma parceria com os produtores do agronegócio para uso de aeronaves. Na semana passada, foram capacitados 80 pilotos privados para nos ajudar no combate a incêndios.

Em parceria com a Sema, fizemos a locação de diversas viaturas, todas com os equipamentos necessários para este tipo de ação. Além disso, os investimentos aumentaram na ordem de quase R$ 70 milhões, para evitar os desastres acontecidos no ano passado.     

O Sistema Penitenciário passa por mudanças, com melhores condições de trabalho para os agentes penais, reformas e adequações de penitenciárias e cadeias, abertura de mais vagas e uso da tecnologia. Quais os resultados?

Alexandre Bustamante – Todos os estudos de criminologia e análise criminal apontam que a maioria das lideranças do crime organizado atualmente se encontra presa nas unidades prisionais.

Começamos em agosto de 2019 uma operação retomando a gestão da principal e maior cadeia de Mato Grosso, que é a Penitenciária Central do Estado.

Por determinação do governador, desde então construímos novos raios, com modernas tecnologias, para atender a capacidade do Estado, que ainda possui um grande déficit de vagas.

Com isso, há muita acumulação de unidades e celas e a determinação do governador é criar quatro mil vagas, que permitirão ao Estado a separação entre presos condenados e presos provisórios, presos de alta e de baixa periculosidade.

Assim, vamos desmantelar a organização criminosa dentro dos presídios, isolando o faccionado do não faccionado, dando oportunidade ao reeducando que deseja voltar à liberdade e ao convívio social.

No Brasil, não há pena de morte nem prisão perpétua. Portanto, os que quiserem aderir à ressocialização, o Estado lhes propiciará esta oportunidade. Os que não quiserem, cumprirão sua pena em estabelecimentos prisionais com segurança, sem comunicação com o mundo externo. Até que um dia possam voltar ao convívio da sociedade.                

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

“Este é um Governo diferenciado, que faz as coisas acontecerem”, afirma prefeito de Colíder em inauguração de nova ala do Hospital Regional

Publicado


O Governo de Mato Grosso inaugurou, nesta quinta-feira (27.07), a nova ala do Hospital Regional de Colíder, que é referência para seis municípios da região. A área ampliada conta com 20 leitos de enfermaria e será, inicialmente, destinada ao atendimento de pacientes com Covid-19.

O Estado investiu R$ 8 milhões na estrutura física e mais R$ 1,5 milhão no mobiliário da nova ala.

Durante a solenidade de inauguração dos novos leitos, o governador Mauro Mendes reafirmou o compromisso do atual Governo em modernizar a saúde pública e investir em áreas essenciais. 

“A ala ampliada do Hospital Regional de Colíder traz um novo conceito de saúde pública, o mesmo que estamos levando para todos os hospitais regionais e todas as novas unidades que vamos construir. O objetivo é que a infraestrutura leve a uma mudança comportamental, para melhorarmos a saúde que é oferecida ao cidadão de Mato Grosso. A mesma postura que adotamos na saúde, nós temos na nossa educação, nas nossas estradas. Todos os equipamentos do Governo trabalham para fazer muito, mas fazer com qualidade”, declarou o governador. 

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, enfatizou que essa é uma das entregas feitas pelo atual Governo, que prioriza a modernização de todas as unidades de saúde geridas pelo Estado e a melhoria do serviço prestado à população. 

“Essa conquista é fruto da promessa do governador Mauro Mendes, que na campanha falou que ia fazer a saúde funcionar e já está fazendo. Todas as unidades de saúde do Estado estão passando por modernização. O que mostramos hoje é uma prévia do que este hospital irá se transformar e do que queremos para todos os nossos hospitais e unidades especializadas”, disse o secretário, durante a inauguração. 

Leia mais:  "Este é um Governo diferenciado, que faz as coisas acontecerem", afirma prefeito de Colíder em inauguração de nova ala do Hospital Regional

O prefeito de Colíder, Hemerson Máximo, elogiou e reconheceu o trabalho positivo do Governo de Mato Grosso no município de Colíder e em toda a região. 

“Esse é um momento histórico. O Governo do Estado vem sendo um grande parceiro de Colíder. Esse é um Governo diferenciado, que conversa com seriedade e faz as coisas acontecerem. Colíder está muito grata por tudo o que tem sido feito por Mato Grosso. Muito obrigado ao governador Mauro Mendes e parabéns ao secretário Gilberto Figueiredo”, declarou.

Para o deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho, a entrega é resultado de uma gestão responsável. “Isso é a prova de que, quando se faz gestão com responsabilidade, os benefícios chegam na ponta. Nós estamos juntos, governador, porque é isso que nos orgulha: fazer política de resultado.” 

O deputado federal Juarez Costa também elogiou as ações feitas pelo Governo do Estado e enfatizou a relação de parceria com o Poder Legislativo.

“Colíder, como toda a região norte, merece essa atenção. O Norte, principalmente o extremo norte, não tinha essa atenção que o governador Mauro Mendes tem dado em infraestrutura, saúde, educação e demais áreas. Estamos juntos com a bancada federal, com a Assembleia Legislativa ajudando o Governo do Estado e os secretários a fazerem o estado se mover”, concluiu.

Durante a solenidade de inauguração, também foram feitas as entregas de 450 cestas básicas do programa Vem Ser Mais Solidário, 60 caixas de abelha e assinado o termo de entrega de 700 toneladas de calcário, oito resfriadores de leite e uma ensiladeira para a agricultura familiar.

Na inauguração dos novos leitos, também estiveram presentes os deputados federais Carlos Bezerra e Neri Geller, os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Ondanir Bortolini, Elizeu Nascimento, Sebastião Rezende, e os secretários de Estado, Mauro Carvalho (Casa Civil), Alberto Machado, o Beto Dois a Um (Cultura, Esporte e Lazer), Silvano Amaral (Agricultura Familiar) e Rosamaria Carvalho (Assistência Social e Cidadania), prefeitos e autoridades da região.

Leia mais:  Quinta-feira (29): Mato Grosso registra 488.107 casos e 12.745 óbitos por Covid-19
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Seduc libera contratações para professor, técnico e apoio administrativo

Publicado


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) autorizou gestores das escolas estaduais a iniciarem a inserção das demandas de contratações de professores, técnicos e apoio administrativo educacional para o retorno das aulas na modalidade híbrida, no dia 3 de agosto, respeitando as vagas existentes na Portaria nº 619/2020/GS/SEDUC/MT. São servidores que participaram do Processo de Atribuição Simplificado (PAS/2021).

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, explica que os principais objetivos neste momento são a recuperação da aprendizagem dos estudantes e a segurança no ambiente escolar. “Teremos professores atuando com aulas de reforço, no contraturno, e vamos garantir a plena capacidade de funcionamento de todas as escolas com mais técnicos e apoio administrativo”.

O secretário informa, ainda, que as contratações serão feitas de acordo com a demanda de cada unidade escolar e com o diagnóstico sobre aprendizagem dos alunos.

A secretária-adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc-MT, Flávia Emanuelle de Souza Soares explica que, quanto ao concurso edital 01/2017, o chamamento está em andamento por município. O prazo termina nesta sexta-feira (30.07). A próxima fase é o chamamento por polo para o total de 150 profissionais.

Já em relação aos profissionais que participaram do PAS/2021, a estimativa é de cerca de 4.700 contratações.

“Todas as escolas foram orientadas de como proceder para realizar as contratações que podem ser feitas nos casos que o quadro de profissionais não tenha sido preenchido ou que for necessária a substituição de servidores em afastamento por questões de saúde”, destaca a secretária.

Orientações

Nos casos de professores, técnicos e apoios administrativo que estejam em teletrabalho e, por motivo de saúde não possam retornar no dia 3 de agosto, os casos serão analisados individualmente quanto à necessidade de substituição.

Leia mais:  Ação programada do Governo do Estado distribui cobertores para famílias carentes de Mato Grosso

Para a solicitação, serão necessários os seguintes dados do servidor para análise de liberação do cargo em substituição: nome, CPF, vínculo de matrícula, número do processo de autorização de teletrabalho devidamente autorizado pela NSSE e núcleo de assiduidade, além de cópia da carteira de vacina contra Covid-19.

“Todos os processos de teletrabalho precisam estar autorizados para que a substituição ocorra”, reforça Flávia Emanuelle.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana