conecte-se conosco


MATO GROSSO

Férias no Museu oferece oficinas para crianças durante o mês de julho

Publicado


O Museu de Arte Sacra de Mato Grosso realiza durante o mês de julho o “Férias no Museu”, que conta com uma programação especial voltada para crianças acima de 06 anos de idade. A ação tem o intuito de incentivar a construção do conhecimento de forma lúdica, momentos de vivência e interação com o museu e com a história e memória regional.

Serão realizadas atividades de vivência cultural e educativa: desenho à mão livre (17.07), oficina de danças urbanas (18.07), oficina de teatro (18.07), oficina de relicário (24.07) e contação de história (25.07). As atividades serão presenciais.

Para se inscrever, basta acessar a plataforma Sympla onde haverá a chamada da Férias no Museu com o link e a programação completa. Para mais informações, é só ligar no telefone do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (65) 3056-1373 ou (65) 99965-0319 Whatsapp.

Programação

Desenho à mão livre: será uma oficina introdutória, de cunho prático e analítico por meio da observação das formas naturais e artificiais (criadas por mãos humanas). A atividade visa a conscientização e o estímulo à livre expressão tanto na forma bi quanto na tridimensional, empregando os materiais e técnicas de expressão e representação.

A atividade será ministrada no sábado (17.07), das 13h30 às 17h, pelo arquiteto urbanista Carlos Pina, para crianças a partir de 12 anos.

A inscrição tem um custo de R$10,00, referente ao material que será usado. Para se inscrever, clique aqui.

Oficina de danças urbanas: nesta oficina as crianças aprenderão passos básicos de hip hop, breaking dance e outras danças, em uma aula super divertida, dinâmica e estilosa. Não precisa saber dançar, e tudo bem se tiver vergonha. A oficina é voltada para crianças entre 07 e 10 anos, que possuem pouca ou nenhuma experiência.

Leia mais:  Sine Estadual realiza treinamento com servidores de seis municípios do interior

A oficina ocorre no domingo (18.07), com início às 08h30 e será ministrada por Matheus de Luca. É recomendado o uso de roupas confortáveis, de preferência calças, shorts e camisas que não limitem o movimento. A inscrição é gratuita e pode ser feita aqui

Oficina de teatro: com exercícios de mímica e interpretação, as crianças aprendem brincando e se divertem teatrando. Nesta aula não precisa de experiência teatral, até o mais tímido encontra o seu lugar na oficina potencializando diferentes formas de comunicação. A atividade é voltada para crianças de 07 a 10 anos de idade.

A oficina será ministrada no domingo (18.07), às 10h30, pelo instrutor Matheus de Luca. É recomendado o uso de roupas confortáveis, de preferência calças, shorts e camisas que não limitem o movimento. Clique aqui para se inscrever.

Oficina de relicário: tem como objetivo mostrar ao público a diversidade religiosa, despertar o respeito pelas diferentes crenças que existe na sociedade brasileira, compreender e valorizar.

A oficina será realizada no sábado (24.07), às 9h30, pelo instrutor Marcos Gontijo. A atividade é direcionada a crianças de 08 a 12 anos. Inscreva-se aqui.

Contação de história: Glizélda Almeida será a responsável por apresentar a história “O menino Nito”, da autora Sonia Rosa e ilustrada por Victor Tavares. Glizélda irá contar em detalhes a história de Nito, que aborda uma questão que já foi tabu para o gênero masculino: homem chora ou não? Tal história é excelente para ampliar os horizontes de pequenos e grandões que por vezes absorvem regras que acham incontestáveis.

A atividade será no domingo (25.07), às 15h, para crianças de 06 a 08 anos. As vagas são limitadas e a oficina é gratuita. Inscreva-se aqui

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Escola Nacional do Consumidor abre inscrições gratuitas para 13 cursos online

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Centro Público de Economia Solidária passa por reforma

Publicado


As instalações do Centro Público de Economia Solidária, localizado na região central de Cuiabá, estão sendo reformadas. As obras de reestruturação do espaço, que abriga empreendimentos ligados a economia solidária, durarão 60 dias ao custo de R$ 320 mil. Esses recursos provenientes do Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, são utilizados para tornar o imóvel um espaço físico multifuncional. Segundo a assistente social e analista de desenvolvimento econômico e social da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Cenira Benedita Evangelista, além da reforma do espaço físico, a obra contempla a acessibilidade como a construção de rampa, guarda-corpo, parapeito e banheiro adaptado.

O prédio, que há 10 anos já vem sendo utilizado para acolher pequenos empreendimentos com viés econômico-solidário, como artesanato e itens recicláveis. Atualmente ele está sob responsabilidade da Seaf, que tem o prédio federal cedido gratuitamente pelo Ministério de Economia por um período de 20 anos.

Cenira Evangelista explica que após a reforma, o Conselho Estadual de Economia Solidária, que reúne 21 instituições representativas do Poder Público Estadual, entidades e empreendimentos ligados ao segmento, irá se reunir para definir qual modelo de gestão e utilização será o mais adequado ao Centro Público de Economia Solidária.

“No espaço público serão comercializados os mais variados tipos de artesanatos, roupas, bordados, crochês, bolsas, chapéus, tapetes, almofadas, bonecas, pinturas em pano de prato, bijuterias, penduricalhos, adornos, artes em madeira, artigos com material reciclável, arranjos florais, quadros e produtos alimentícios, como doces em compotas”, comenta a servidora de carreira da Seaf.

Ela acrescenta ainda que o Centro Público de Economia Solidária, necessariamente, acolhe empreendimentos chefiados por mulheres, povos indígenas e de comunidades tradicionais (CPTs).  

Leia mais:  Rotam completa 20 anos com programação diversificada e homenagens
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Médico da família tem papel fundamental na qualidade de vida dos pacientes

Publicado


O médico da família trabalha com foco na prevenção e cuidados na saúde, criando um forte vínculo com o paciente, avaliando os hábitos e histórico de saúde do indivíduo. Quem explica mais sobre a médica da família Silvia Souza, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida.

“Independente de idade, gênero ou sintomas que o paciente apresenta, o médico da família é um profissional dedicado a cuidar da saúde das pessoas de forma geral. Não nos limitamos à partes específicas do corpo, mas da saúde como um todo”, explica.

De acordo com a médica, ao realizar um acompanhamento mais amplo, diferente das demais especialidades médicas, o médico da família consegue, em conjunto com o paciente, desenvolver estratégias para manter hábitos mais saudáveis e controlar as doenças crônicas. 

“O conceito de saúde segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é um estado completo de bem-estar físico, mental e social, não somente a ausência de doenças. Sentimentos, expectativas, o contexto familiar e socioeconômico são alguns dos detalhes considerados no cuidado com os pacientes de forma personalizada e efetiva com a medicina familiar”.

Quando procurar um médico da família

Dra. Silvia Souza destaca que, por ser um acompanhamento contínuo de cuidado preventivo, o Médico da Família e Comunidade (MFC) pode ser consultado desde o início da vida ou a qualquer momento em que o paciente sinta necessidade. 

Ele está apto a cuidar de crianças, fazer pré-natal, prevenção ginecológica, atender homens e idosos.

A especialista ainda afirma que frequentar regularmente o médico da família aumenta as chances de diagnosticar precocemente o desenvolvimento de doenças.

“A partir da visita periódica, o profissional é capaz de identificar eventuais situações de risco, como sedentarismo, estresse e obesidade, e orientar sobre a melhor maneira de lidar com estas situações de modo a evitar desfechos ruins que comprometam futuramente a saúde”, finaliza a médica.

Leia mais:  Médico da família tem papel fundamental na qualidade de vida dos pacientes
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana