conecte-se conosco


MATO GROSSO

Escolas começam a receber recurso descentralizado de até R$ 100 mil

Publicado


As escolas estaduais de Mato Grosso já começaram a receber o novo valor do recurso descentralizado, de até R$ 100 mil, para intervenção física preventiva e corretiva na infraestrutura. Cada unidade pode solicitar este recurso duas vezes ao ano.

Entre as primeiras unidades beneficiadas está a Escola Estadual Liceu Cuiabano. A unidade vai receber R$ 94.806,48 para reforma do Complexo de Atletismo e do refeitório.

O reajuste triplicou o valor (de R$ 33 mil para R$ 100 mil) e foi anunciado no início de junho pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário de Estado de Educação, Alan Porto. O valor estava congelado há quase 10 anos. Além disso, foi instituído o valor de R$ 50 mil para manutenção dos mobiliários e equipamentos escolares.

No Liceu Cuiabano, o recurso será usado para criação das pistas de salto em altura e lançamento de pesos, compactação da pista de atletismo, reparo e pintura da arquibancada, reforma dos vestiários, entre outros.

Várzea Grande

A Escola Estadual Antônio Geraldo G. Gattiboni, em Várzea Grande, também teve os recursos aprovados e terá R$ 98.406,75 para investir em melhorias. A diretora da unidade, Valdete Borges do Nascimento Santos explica que ao assumir a escola observou que o telhado estava comprometido.

“Com o valor anterior, de até R$ 33 mil, era impossível fazer as intervenções necessárias. Mas logo soube do reajuste do recurso descentralizado, montei a documentação e dei entrada via plataforma. Em menos de um mês o recurso foi liberado. Foi muito rápido, um processo sem burocracia”, enfatiza.

A escola foi inaugurada em 1987 e enfrentava sérios problemas no período de chuva que, a partir de agora, ficarão no passado.

Investimento essencial

Também em Várzea Grande, a Escola Estadual Jaime Veríssimo de Campos Junior (Jaiminho) terá R$ 99.698,70 para investir nos banheiros, na rampa do pátio coberto que dá acesso às salas de aula e na cobertura do refeitório.

Leia mais:  Governo de MT já pactuou 99,9% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

A diretora Leyde Laura de Souza destaca que a escola precisa de várias intervenções que agora serão possíveis devido ao aumento do recurso descentralizado.

“A escola, há alguns anos não passa por melhorias, e necessita com urgência de adequações para segurança dos alunos. Os banheiros, por exemplo, não possuem portas. O corrimão da rampa está todo danificado e a cobertura do refeitório teve a estrutura metálica comprometida devida à corrosão por conta de infiltração”.

A expectativa é que as obras comecem na próxima semana e a diretora ressalta que o investimento é essencial para garantir um ambiente mais adequado e seguro aos alunos. E como o recurso pode ser solicitado a cada seis meses, ela enfatiza que vai prestar conta o mais rápido possível para fazer a outra solicitação logo que possível.

Em Poconé, a Estadual Bacharel Ribeiro de Arruda vai receber R$ 99.881,40 para instalar tela de proteção e sanar o problema crônico na quadra poliesportiva devido à grande quantidade de pombos.

Outras escolas que já tiveram os novos valores autorizados estão localizadas em Cáceres, Marcelândia, Nova Brasilândia, Ribeirãozinho, Rondonópolis e Salto do Céu.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que o aumento no valor dos repasses mostra a atenção especial do Governo de Mato Grosso para a infraestrutura escolar da rede estadual de ensino.

“Essa é mais uma ação do governo no sentido de intensificar e melhorar a infraestrutura das unidades escolares de Mato Grosso. Um ambiente escolar adequado é essencial para a melhoria da aprendizagem dos nossos estudantes”.  

Recursos descentralizados

Entre os serviços que podem ser feitos com este recurso está a manutenção de cozinhas e banheiros, as chamadas áreas molhadas. Também pode ser utilizado para adequação ou substituição pontuais de forro e pendurais, reparos pontuais no revestimento cerâmico, parte elétrica e hidráulica, em muros, cercas, alambrados, além revitalização da pintura, entre outros.

Leia mais:  Terça-feira (27): Mato Grosso registra 485.075 casos e 12.688 óbitos por Covid-19

A solicitação do recurso deve ser feita via sistema SigEduca, módulo de Gestão de Estrutura Escolar (GEE), no site da Seduc (www.seduc.mt.gov.br).

A escola precisa enviar um requerimento apontando os motivos e justificativa pelos quais necessita do recurso. São necessários três orçamentos dos materiais e ou serviços a serem realizados. O responsável também terá que inserir fotos que comprovem a necessidade do recurso, entre outras determinações.

Veja passo a passo

Ao acessar o site da Seduc, na primeira página já há um banner que levará direto para o sistema SigEduca. O acesso é feito por meio da senha que cada gestor possui.

Após selecionar o ano letivo, o usuário deve clicar no módulo Gestão de Estrutura Escolar – GEE. Dentro deste módulo GEE, é preciso selecionar no menu Projetos > Obra Infraestrutura Escolar > Solicitação de Recurso Infraestrutura Escolar.

O gestor terá que justificar a solicitação de forma detalhada, apontado os motivos que levaram a unidade escolar a pleitear a verba. Depois, é a hora de inserir imagens que comprovem a necessidade do serviço.

A unidade escolar poderá fazer o acompanhamento da solicitação na visualização do menu principal do sistema. Verificar se o status do campo “Situação”.

Mais informações

Telefone (65) 99669-6787 (WhatsApp) ou pelo e-mail [email protected]   

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Governo de MT já pactuou 99,9% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até a manhã desta terça-feira (27.07), 2.438.340 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 2.436.534 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, 99,9% do total recebido.

O Estado reteve as doses de vacina que são destinadas para segunda aplicação e devem ser distribuídas próximas da vacinação.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (2.375.036), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (7.378) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.  

Das 2.367.933 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.902.925 (80%), sendo 1.476.118 como primeira dose ou dose única e 426.807 como segunda dose. O percentual da semana passada era de 94%. 
 
Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Campos de Júlio (99%), Alto Boa Vista (98%), Colíder (97%), Novo Mundo (96%), Diamantino (94%), Ribeirãozinho (94%), Conquista D’Oeste (93%), Jaciara (93%) e Arenápolis (93%). 

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 506 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Leia mais:  Inscrições do Casamento Abençoado são prorrogadas até sábado (31)

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Primeira-dama entrega 800 cestas básicas que serão distribuídas pela Polícia Civil no interior do estado

Publicado


A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, esteve na tarde desta terça-feira (27.07) na Diretoria Geral da Polícia Civil para realizar a entrega simbólica de 800 cestas básicas que serão distribuídas para famílias carentes de municípios do interior do estado.

A entrega das cestas básicas contou com presença de diretores da Polícia Civil, do presidente da Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública e dos representantes da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

As 800 cestas básicas foram cedidas pelo Programa Vem Ser Mais Solidário, coordenado pela primeira-dama e executado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), e serão distribuídas às famílias em situação de vulnerabilidade, por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária, da Polícia Civil.

Durante o encontro, a primeira-dama falou da importância da parceria no trabalho social, contribuindo com a logística e distribuição das cestas, fazendo chegar de forma mais rápida os alimentos até as pessoas carentes, em especial àquelas que moram em municípios mais distantes.

“A Polícia Civil pode contar sempre com o apoio da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf), pois com essa união de forças é possível ajudar muitas famílias mato-grossenses de baixa renda, e que precisam de um olhar diferenciado do Poder Público”, disse Virginia Mendes.

A diretora de Execução Estratégica, Daniela Maidel, destacou a extrema importância desse apoio, que tem como objetivo colaborar com a comunidade mais necessitada, e que tanto precisa dessas doações. 

“Estas cestas básicas doadas pela primeira-dama serão distribuídas pelos policiais civis da Coordenadoria de Polícia Comunitária, tanto na região metropolitana como no interior do Estado, sendo beneficiadas pessoas cadastradas e atendidas pelos projetos sociais desenvolvidos pela Polícia Civil e parceria com os Conselhos Comunitários de Segurança Pública”, disse.

Leia mais:  Primeira-dama entrega 800 cestas básicas que serão distribuídas pela Polícia Civil no interior do estado

Participaram do evento, os diretores da Polícia Civil, Daniela Maidel, Rodrigo Basto, Fernando Vasco, Juliano Carvalho, o presidente da Feconsegs, Danilo Moraes, o coordenador da Polícia Comunitária, Gaspar Figueiredo e sua equipe, entre outros convidados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana