conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro telefona para Arthur Lira e acena com licença da Presidência

Publicado


source
Jair Bolsonaro e Arthur Lira
Reprodução/Redes Sociais

Jair Bolsonaro e Arthur Lira

Em meio a  incerteza de quando receberá alta, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria ligado para o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) na noite da última quarta-feira, 14, acenando a licença para que ele presida o país interinamente até domingo, 18. A oferta pode passar a valer a partir de hoje. A informação é do colunista Lauro Jardim, de O Globo.

O contato teria sido feito já quando Bolsonaro foi transferido de Brasília do Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para o Vila Nova Star, em São Paulo.

Segundo o colunista, esse foi um gesto duplamente calculado de Bolsonaro: por afagar Lira, o homem que tem o poder de abrir um processo de impeachment contra um presidente; e por resolver o problema de Hamilton Mourão, vice-presidente, não estar no Brasil neste momento para assumir a função.

Há um impasse sobre Lira realmente pode assumir ou não a presidência, já que ele possui duas denúncias da Procuradoria Geral da República (PGR) contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF) e, o próprio Supremo impede que réus assuma a presidência do país. Entretanto, a defesa de Lira recorreu das duas decisões dos processos e, por isso, alega que o presidente da Câmara ainda não pode ser considerado réu e poderia assumir a função até domingo. 

Caso Lira não possa assumir e com a chegada de Mourão ao Brasil prevista somente para a próxima semana, há uma linha sucessória estabelecida previamente pela Constituição Federal, na qual o próximo da fila seria o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Leia mais:  Bolsonaro pode indicar Ciro Nogueira para outro ministério, afirma jornalista

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Governo publica decreto que regulamenta a Lei Rouanet

Publicado


source
Mario Frias
Roberto Castro/ Mtur

Mario Frias

O presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que regulamenta o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), conhecido como Lei Rouanet. A norma, publicada nesta terça-feira (27) no Diário Oficial da União, incentiva o desenvolvimento de projetos culturais no país capitalizando e distribuindo recursos para o setor cultural.

“Assinamos o decreto que regulamenta o Programa Nacional de Apoio à Cultura. O instrumento objetiva uma gestão eficiente, com controle de prestação de contas — e traz inédita valorização de Belas Artes e Arte Sacra”, comentou Bolsonaro hoje no Twitter.

Além de incentivar às Belas Artes, envolvendo a arquitetura, pintura, escultura, música, dança, teatro e literatura, o programa terá um plano anual que será desenvolvido pela Secretaria especial de Cultura, chefiada hoje por Mario Frias.

Entre os tipos de projetos listados como os que podem receber apoio do programa estão os que fomentam atividades culturais “com vistas à promoção da cidadania cultural, da acessibilidade artística e da diversidade”. Também podem ser apoiados os que desenvolvem atividades que fortaleçam e articulem as cadeias produtivas e os arranjos produtivos locais que formam a economia da cultura.

Você viu?

A lista inclui ainda iniciativas que promovam a difusão e a valorização das expressões culturais brasileiras no exterior, assim como o intercâmbio cultural com outros países. Ações com vistas a valorizar artistas, mestres de culturas tradicionais, técnicos e estudiosos da cultura brasileira, também são elegíveis.

Leia mais:  Bolsonaro pode indicar Ciro Nogueira para outro ministério, afirma jornalista

O Pronac prevê ainda apoio as atividades culturais de caráter sacro, clássico e de preservação e restauro de patrimônio histórico material, tombados ou não. Também pode ser acionado para impulsionar festejos, eventos e expressões artístico-culturais tradicionais, além daquelas já tombadas como patrimônio cultural imaterial.

A Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo poderá escolher, mediante processo público de seleção, os programas, projetos e ações culturais a serem financiados e poderá designar comitês técnicos para essa finalidade.

Recursos Segundo o decreto, o montante dos recursos destinados aos processos públicos de seleção e a sua respectiva distribuição serão definidos pelo ministro do Turismo e publicado no Diário Oficial da União, com base em proposta elaborada pelo Secretário Especial de Cultura do Ministério do Turismo, observado o estabelecido no plano anual do Pronac.

As empresas patrocinadoras interessadas em aderir aos processos seletivos promovidos pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo deverão informar, previamente, o volume de recursos que pretendem investir, bem como sua área de interesse, respeitados o montante e a distribuição dos recursos definidos pela Secretaria Especial.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Queiroz volta a elogiar Bolsonaro após postar mensagens críticas em rede social

Publicado


source
Queiroz e Bolsonaro
Redes sociais/Reprodução

Queiroz e Bolsonaro

Dois dias após postar em suas redes sociais mensagens críticas a companheiros de Jair Bolsonaro, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, voltou a elogiar o presidente da República em postagens. “O melhor presidente de todos os tempos. Que Deus lhe cubra de bênção por toda sua vida”, escreveu Queiroz, compartilhando uma publicação de 2018. 

Postagem de Queiroz elogiando Bolsonaro
Reprodução

Postagem de Queiroz elogiando Bolsonaro


No domingo, o policial militar reformado postou uma foto em que está ao lado do deputado Helio Lopes (PSL-RJ), Max Guilherme Machado de Moura (assessor da Presidência), Fernando Nascimento Pessoa (auxiliar de Flávio Bolsonaro) e Jair Bolsonaro. Na legenda, uma mensagem ressentida: “É! Faz tempo que eu não existo para esses três papagaios aí! Águas de salsichas, literalmente! Vida que segue?”, escreveu. Abaixo, Queiroz comentou: “Minha metralhadora tá cheia de balas”.

Postagem crítica de Queiroz a Bolsonaro. Recado?
Reprodução

Postagem crítica de Queiroz a Bolsonaro. Recado?

A postagem, que mais parecia um recado ao presidente, repercutiu nas redes sociais. A análise era a de que Queiroz estaria se sentindo “abandonado” pela família do presidente. O ex-assessor é apontado como operador das rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando o hoje senador era deputado estadual do Rio.

No mesmo domingo, Queiroz apagou as postagens e justificou que havia sido uma “isca” para identificar “petistas infiltrados em seu perfil”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Queiroz volta a elogiar Bolsonaro após postar mensagens críticas em rede social
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana